Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-11-08T12:53:41-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Informação privilegiada

CVM nega proposta de R$ 5 milhões de fundador da Marfrig para encerrar processo por insider trading

A xerife do mercado de capitais acusa Marcos Molina de negociar ações da Marfrig no mercado antes do anúncio da compra do frigorífico norte-americano National Beef, em abril de 2018

8 de novembro de 2021
12:53
Marcos Molina, fundador e presidente do conselho de administração da Marfrig
Marcos Molina, fundador e presidente do conselho de administração da Marfrig - Imagem: Reprodução Marfrig

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) rejeitou uma proposta de R$ 5 milhões feita por Marcos Molina, fundador da Marfrig (MRFG3), para encerrar um processo que apura o uso de informações privilegiadas (insider trading).

A xerife do mercado de capitais acusa Molina de negociar ações da Marfrig no mercado antes do anúncio da compra do frigorífico norte-americano National Beef, em abril de 2018, por US$ 969 milhões.

Molina é presidente do conselho de administração da Marfrig e participou das negociações para a compra da National Beef. Pela lei, administradores são proibidos de negociar ações das empresas onde atuam durante processos de negociação relevantes, que podem mexer com os papéis da companhia.

Isso porque os executivos possuem informações privilegiadas em relação a quem está comprando ou vendendo as ações na bolsa. Logo após o anúncio da compra da National Beef, os papéis da Marfrig reagiram em forte alta de 18,8% no pregão da B3.

O ganho de Molina com a Marfrig

Pelos cálculos da CVM, Molina teria registrado um ganho de R$ 6,734 milhões com as negociações. As compras das ações foram realizadas pelo executivo em nome dele e da mulher entre o fim de 2017 e o início de 2018, quando as conversas com os americanos já estavam em andamento.

No processo, o fundador da Marfrig negou o uso de informação privilegiada na compra das ações. Ele alega que as negociações para a compra da National Beef só puderam acontecer depois da aprovação de um empréstimo, o que ocorreu apenas em março de 2018.

Mesmo sem reconhecer a responsabilidade, o executivo ofereceu R$ 5 milhões para encerrar o processo. O colegiado da CVM, decidiu, porém, rejeitar a proposta diante do posicionamento estratégico de Molina na companhia e do grau de ciência da informação e da atuação na articulação e na condução da negociação.

Procurada, a Marfrig não respondeu ao pedido de comentário até o momento. Leia a íntegra da decisão do colegiado da CVM.

Leia também:

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies