🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-06-01T09:07:45-03:00
Ricardo Gozzi
RENEGOCIAÇÃO CONCLUÍDA

Oi (OIBR3) renegocia dívida multibilionária com a Anatel, alonga prazo e consegue um descontão

Além de repactuar dívida com a Anatel, Oi foi autorizada pela CVM a continuar operando abaixo de R$ 1 por mais 30 pregões a partir de 1º de julho

1 de junho de 2022
7:23 - atualizado às 9:07
oi oibr3 telecom
Acordo alonga consideravelmente o prazo da dívida da Oi. Imagem: Shutterstock

O desenlace da recuperação judicial da Oi (OIBR3) ganhou dois novos capítulos no fim da noite de ontem.

No primeiro deles, a operadora de telefonia anunciou a conclusão da renegociação de sua dívida junto à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

E o resultado da repactuação da dívida é um desconto para acionista nenhum botar defeito. A Anatel aceitou abater 54,99% da dívida da Oi.

Para quanto vai a dívida da Oi junto à Anatel

Com isso, o total principal devido pela operadora de telefonia à Anatel passa de R$ 20,2 bilhões para R$ 9,11 bilhões.

Entretanto, considerando-se os depósitos judiciais já efetuados pela Oi nos últimos anos, a Anatel agora tem a receber da empresa o montante de R$ 7,335 bilhões.

O valor foi dividido em 126 parcelas. A primeira parcela foi paga para validar o acordo. Agora a Oi tem seis meses de carência para quitar a segunda parcela.

Oi agora tem um prazo bem maior para quitar sua dívida

O acordo alongou consideravelmente o horizonte da dívida da Oi. O acordo anterior, com data de novembro de 2020, previa que a Oi terminaria de pagar sua dívida junto à Anatel em outubro de 2027.

Pelo novo acordo, o prazo para a quitação foi estendido até abril de 2033.

OIBR3 vai poder seguir como penny stock

A repactuação da dívida com a Anatel não foi a única novidade anunciada pela Oi nas últimas horas.

No segundo capítulo da noite, a empresa de telefonia também obteve autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para seguir operando como penny stock na B3.

Pela nova autorização, OIBR3 vai poder continuar operando abaixo de R$ 1 por mais 30 pregões a partir de 1º de julho.

A ação da Oi não é negociada acima de R$ 1 desde o início de fevereiro. OIBR3 encerrou a sessão de ontem em alta de 1,39%, a R$ 0,73.

A regra da B3 para as penny stocks

Operadora da bolsa brasileira, a B3 estabelece regras para inibir a negociação de penny stocks, como são chamadas as ações cotadas abaixo de R$ 1.

Além do preço baixo, essas ações costumam apresentar mais volatilidade do que o restante dos ativos negociados em bolsa.

Pelas normas da B3, uma ação não pode passar mais do que 30 pregões cotada abaixo de R$ 1.

Quando isso ocorre, a empresa em questão é notificada para que apresente um plano de adequação de preço.

A regra chegou a ser suspensa no início da pandemia, mas voltou a valer recentemente.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

ELEIÇÕES 2022

Quem é Maria Luiza Ribeiro Viotti, a primeira mulher a comandar o Itamaraty se Lula vencer as eleições?

A indicação de uma mulher para o Itamaraty contemplaria o movimento feminino na diplomacia, que ganhou força política no Congresso e foi incentivado por Amorim no passado; o Brasil nunca teve uma chanceler

Todos contra Putin: O assunto da vez da reunião dos líderes do G7? Impor limites à Rússia

Em nova reunião, líderes do G7, avaliam impor teto no preço dos combustíveis russos

TECNOLOGIA EM FOCO

Em busca de inovação: Petrobras (PETR4) lança oportunidades para aquisição de soluções de startups e empresas de tecnologia; saiba como funciona

A Petrobras vai investir até R$ 21,2 milhões em empresas de tecnologia e startups de soluções nas áreas de robótica, tecnologias digital e d inspeção

DUELO DE GIGANTES

Berkshire, de Warren Buffett, está à caça da Tesla, de Elon Musk — veja como anda essa disputa

No auge da pandemia de covid-19, a fabricante de veículos elétricos nadou de braçada, com as ações disparando mais de 12 vezes, enquanto os papéis da holding do Oráculo de Omaha subiram modestos 60%; será que o cenário ainda é o mesmo?

BOMBOU NAS REDES

Luiza Trajano em desespero? Após derreter quase 70%, Magazine Luiza (MGLU3) leva o título de pior ação do semestre; descubra quem mais chegou perto de virar pó no período

Com ações derretendo quase 70%, Magazine Luiza (MGLU3) teve o pior desempenho do semestre; veja o ranking completo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies