Menu
2021-04-05T20:11:41-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
reflexo nos negócios

Com piora da pandemia, Gol volta a registrar queda de demanda

Empresa tem queda de 32% da demanda em março, com aumento no número cancelamentos e não comparecimentos

5 de abril de 2021
20:08 - atualizado às 20:11
Avião da Gol
Avião da Gol - Imagem: Shutterstock

A Gol registrou em março uma queda da demanda de 32% sobre fevereiro de 2021, enquanto a oferta diminuiu em 23% em comparação com o mês anterior, de acordo com prévia operacional divulgada nesta segunda-feira (5).

Segundo a companhia aérea, o desempenho da oferta é reflexo da redução na demanda por passagens aéreas, aumento no número de cancelamentos e avanço de não comparecimentos. A taxa de ocupação foi 71,8% e a empresa não realizou voos internacionais durante o mês.

Os números da Gol refletem a piora da pandemia de covid-19. Desde o início do ano, o avanço da doença exige um aumento das medidas de isolamento social em quase todas as capitais do país, em meio ao colapso do sistema de saúde.

Ao divulgar a prévia operacional de fevereiro, revelando uma queda de 15% da demanda, a companhia já havia dito que os dados seguintes seriam piores por conta do agravamento da pandemia.

Ainda em março, a Gol operou uma média de 245 voos por dia, e adequou frequências à menor demanda nos seus hubs de Congonhas (São Paulo), Galeão (Rio de Janeiro), Brasília (Distrito Federal), Fortaleza (Ceará) e Salvador (Bahia).

A empresa estima que a receita operacional líquida deve fechar os primeiros três meses de 2021 em R$ 1,7 bilhão. A Gol encerrou o ano passado com um prejuízo de R$ 6 bilhões.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

pandemia

Covid-19: número de mortes sobe para 361,8 mil no Brasil

Nas últimas 24 horas, foram registradas mais 3.459 mortes no país

seu dinheiro na sua noite

Petróleo, minério e tudo que há de bom

Entre o fantasma do Orçamento com pedaladas, a besta da PEC “fura-teto”, o gigante da CPI da Covid e o monstro da pandemia, o Ibovespa conseguiu hoje engatar a terceira alta seguida e fechar acima dos simbólicos 120 mil pontos, marca que o índice não via desde fevereiro. Mas como pode? Bem, mais uma vez […]

hoje não

Hering rejeita proposta da Arezzo para potencial fusão

Segundo a Cia. Hering, a proposta “não atende ao melhor interesse dos acionistas e da própria companhia”

Polêmica na privatização

CVM vai investigar CEEE por suposta omissão na divulgação de informações

A autarquia começará a apuração de uma denúncia de omissão de fatos relevantes sobre a privatização da estatal gaúcha

FECHAMENTO

Commodities em alta levam o Ibovespa acima dos 120 mil pontos pela primeira vez desde fevereiro; dólar recua

O clima incerto em Brasília segue assombrando os investidores, mas ainda assim a bolsa brasileira consegue fôlego com as commodities para se manter no azul

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies