Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-11-01T10:22:08-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Relatório Focus

Piora nas expectativas: com risco de fim do teto de gastos, mercado prevê inflação em 9,17% neste ano

A inflação projetada pelo mercado para 2021 está bem acima do teto da meta do BC, de 5,25%. As previsões de PIB, dólar e juros também pioraram

1 de novembro de 2021
10:22
Arte mostrando um gráfico de barras com a bandeira do Brasil e uma seta com oscilações para cima e para baixo, fazendo menção às instabilidades na inflação, dólar, PIB, juros e outras variáveis macroeconômicas
Imagem: Shutterstock

A projeção do mercado financeiro para a inflação em 2021 subiu pela 30ª semana consecutiva e passou de 8,96% para 9,17%, conforme o Relatório Focus divulgado nesta segunda-feira (1). A expectativa, assim, vai ficando cada vez mais distante do teto da meta (5,25%) a ser perseguida neste ano pelo Banco Central (BC).

Há um mês, a estimativa estava em 8,51%. A previsão para o índice em 2022 também continuou subindo, de 4,40% para 4,55% - o 15º aumento seguido. Quatro semanas atrás, estava em 4,14% — o centro da meta para o ano que vem é de 3,50%, com teto em 5%.

Considerando as 135 respostas nos últimos cinco dias úteis, a expectativa para o IPCA de 2021 passou de 9,05% para 9,40%. Para 2022, foram feitas 134 atualizações nos últimos cinco dias, com a estimativa variando de 4,50% para 4,56%.

Depois das manobras anunciadas pelo governo no teto de gastos para bancar o aumento do Bolsa Família a R$ 400, diversas instituições majoraram as estimativas para a inflação em 2021 e, principalmente, em 2022, prevendo uma deterioração econômica devido à perda de credibilidade da âncora fiscal.

O relatório Focus trouxe ainda a expectativa para o IPCA em 2023, que seguiu em 3,27%. No caso de 2024, a previsão passou de 3,02% para 3,07%. Há quatro semanas, essas projeções eram de 3,25% e 3,00%, respectivamente. A meta para 2023 é de inflação de 3,25%, com margem de 1,5 ponto (de 1,75% a 4,75%). Já para 2024 o objetivo é de 3,00%, com margem de 1,5 ponto (de 1,5% para 4,5%).

No comunicado da reunião da semana passada do Comitê de Política Monetária (Copom), o BC atualizou suas projeções para a inflação com estimativas de 9,5% em 2021, 4,4% em 2022 e 3,1% em 2023. O colegiado elevou a Selic em 1,5 ponto porcentual, para 7,75% ao ano.

PIB em queda

O Relatório Focus também mostrou nova redução na previsão para a mediana para Produto Interno Bruto (PIB) de 2021, de 4,97% para 4,94% — há quatro semanas, estava em 5,04%. Para 2022, a projeção de expansão do PIB passou de 1,40% para 1,20%.

Para 2023, a projeção de crescimento continuou em 2,00%, de 2,20% há um mês. Já para 2024, a estimativa passou de 2,25% para 2,20%, ante 2,50% de quatro semanas atrás.

Dólar e juros mais altos

Os analistas consultados pelo BC no Focus também esperam uma deterioração adicional no cenário do câmbio. A mediana das expectativas para o dólar no fim deste ano passou de R$ 5,45 para R$ 5,50, ante R$ 5,20 de um mês atrás. Para 2022, a estimativa para o câmbio também subiu de R$ 5,45 para R$ 5,50, de R$ 5,25 há quatro semanas.

No front dos juros, a estimativa subiu de 8,75% para 9,25%, em linha com as sinalizações do Copom, que já contratou mais uma alta de 1,5 ponto na taxa básica de juros na reunião de dezembro. Há um mês, a mediana era de 8,25%.

Já a estimativa para o fim de 2022 alcançou os dois dígitos, ao passar de 9,50% para 10,25%, ante 8,50% de um mês antes.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

BC aumenta a Selic, Nubank conclui IPO e mercado reage bem à PEC dos precatórios; veja o que marcou esta quarta-feira

Conforme esperado pelos economistas após dados recentes mais fracos da atividade econômica brasileira, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu elevar a taxa básica de juros em 1,5 ponto percentual, a 9,25% ao ano, em sua última reunião do ano. Se em muitos momentos ao longo de 2021 o mercado acionário reagiu ao […]

2022 MAIS GORDO

Dividendos e JCP: Copel (CPLE6) engrossa a lista de pagamentos milionários aos acionistas; não fique fora dessa

Data da remuneração ainda não foi definida pela empresa, mas valerá para aqueles com posição até 30 de dezembro deste ano

FECHAMENTO DO DIA

Investidores tentam equilibrar noticiário e Ibovespa emplaca mais um dia de alta; dólar tem queda firme com ômicron no radar

Com o avanço da PEC dos precatórios, a pandemia se torna um dos únicos gatilhos negativos a rondar o Ibovespa

DOBRANDO A ESQUINA

Lucro das empresas com ações na bolsa deve cair 6,3% em 2022, diz BTG Pactual

Mesmo assim ainda é possível encontrar setores em que o cenário é positivo; saiba quem é quem

Bateu o martelo

IPO do Nubank sai no topo da faixa indicativa, a US$ 9 por ação; banco ultrapassa Itaú (ITUB4) e é a instituição financeira mais valiosa da América Latina

Com isso, os BDRs, que serão negociados por aqui a partir da próxima quinta-feira (09), saem valendo R$ 8,38

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies