🔴 MELHORES MOMENTOS DO MACRO SUMMIT BRASIL 2024 – ASSISTA AQUI

Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Bola de cristal

Conheça as previsões (provavelmente erradas) do mercado para os principais indicadores da economia em 2022

Depois de errarem praticamente tudo em 2021, analistas preveem inflação menor, Selic perto das máximas, dólar forte e PIB mais fraco no ano que vem

Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
27 de dezembro de 2021
11:13 - atualizado às 18:22
pessoa lendo o futuro na bola de cristão
Imagem: Shutterstock

Como será o amanhã? Essa é a pergunta que o mercado financeiro procura responder a todo momento. Afinal, um acerto nas previsões para o desempenho dos principais indicadores da economia pode valer muito dinheiro.

Mas a bola de cristal da maioria dos economistas não costuma ser bem lustrada. É bem comum que as expectativas para variáveis como o câmbio, inflação e o PIB passem bem longe da realidade. Ainda mais em momentos de crise como a da pandemia da covid-19.

O principal termômetro das previsões do mercado para o desempenho da economia é publicado todas as semanas pelo Banco Central. Trata-se do boletim Focus, que reúne em um relatório as expectativas de dezenas de instituições financeiras.

E o que diz a edição mais recente do relatório, divulgado nesta segunda-feira?

No cenário previsto pelo mercado, a inflação medida pelo IPCA vai desacelerar em 2022 após a disparada neste ano. Ainda assim, ficará levemente acima do teto da meta estipulada para o ano que vem, de 3,5%, com tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos.

As projeções também indicam que o processo de alta da Selic está perto do fim. Isso porque a taxa básica de juros está atualmente em 9,25% ao ano, e o Banco Central já sinalizou mais uma elevação de 1,5 ponto, que pode levar a Selic para 10,75% em janeiro. Esse percentual é bem próximo dos 11,50% que o mercado espera para a taxa no fim de 2022.

O aperto dos juros deve ajudar a reduzir a inflação, mas também a economia. Pelas estimativas do mercado coletadas no relatório Focus, o PIB do Brasil deve sofrer uma freada brusca e crescer apenas 0,42% no ano que vem.

Confira a seguir as projeções para os principais indicadores da economia em 2022:

IndicadorProjeção
IPCA5,03%
PIB0,42%
DólarR$ 5,60
Selic11,50%
Fonte: Relatório Focus do Banco Central

Previsões erradas

É provável, contudo, que tudo o que você acabou de ler esteja errado. Já virou piada no mercado comparar as projeções de fim de ano do boletim Focus com o que de fato aconteceu. E 2021 se mostrou uma verdadeira cilada para os analistas.

A expectativa da maioria das instituições em dezembro do ano passado era que o repique da inflação fosse temporário. Portanto, não haveria razões para o Banco Central promover um ajuste tão firme da Selic como o que acabou ocorrendo.

Mas tivemos também algumas surpresas positivas em relação às previsões. Foi o caso do PIB, que até o terceiro trimestre deste ano apresentou um resultado melhor que o esperado no fim de 2020.

Ainda faltam alguns dias para 2021 acabar e nem todos os indicadores para o ano fechado são conhecidos. Mas já é possível conferir a diferença (em alguns casos brutal) entre a expectativa e a realidade do mercado:

IndicadorExpectativa (em dezembro de 2020)Realidade
IPCA3,32%10,42% (IPCA-15 de dezembro)
PIB3,40%4,51% (projeção mais recente)
DólarR$ 5,00R$ 5,68 (cotação de hoje)
Selic3,00%9,25%
Fontes: Relatório Focus do Banco Central, IBGE e mercado

O que é o Relatório Focus do Banco Central?

O Relatório Focus é publicado semanalmente pelo Banco Central e reúne as expectativas de mercado para vários indicadores da economia coletadas até a sexta-feira anterior à divulgação.

O boletim traz a evolução e o comportamento semanal das previsões para índices de preços, atividade econômica, câmbio, taxa Selic, entre outros indicadores.

Atualmente, estão habilitadas para participar da coleta de projeções aproximadamente 140 instituições. Entre elas estão bancos, gestores de recursos, distribuidoras e corretoras, além de consultorias e outras empresas não financeiras.

Mesmo que as previsões se mostrem muitas vezes furadas, elas são importantes para balizar as ações do Banco Central. As expectativas de inflação, por exemplo, podem indicar a necessidade de o BC agir para evitar que, no caso de elas estarem muito acima da meta, acabem se tornando uma profecia autorrealizável.

Leia também:

Compartilhe

SOBE MAIS UM POUQUINHO?

Campos Neto estragou a festa do mercado e mexeu com as apostas para a próxima reunião do Copom. Veja o que os investidores esperam para a Selic agora

15 de setembro de 2022 - 12:41

Os investidores já se preparavam para celebrar o fim do ciclo de ajuste de alta da Selic, mas o presidente do Banco Central parece ter trazido o mercado de volta à realidade

PREVISÕES PARA O COPOM

Um dos maiores especialistas em inflação do país diz que não há motivos para o Banco Central elevar a taxa Selic em setembro; entenda

10 de setembro de 2022 - 16:42

Heron do Carmo, economista e professor da FEA-USP, prevê que o IPCA registrará a terceira deflação consecutiva em setembro

OUTRA FACE

O que acontece com as notas de libras com a imagem de Elizabeth II após a morte da rainha?

9 de setembro de 2022 - 10:51

De acordo com o Banco da Inglaterra (BoE), as cédulas atuais de libras com a imagem de Elizabeth II seguirão tendo valor legal

GREVE ATRASOU PLANEJAMENTO

Banco Central inicia trabalhos de laboratório do real digital; veja quando a criptomoeda brasileira deve estar disponível para uso

8 de setembro de 2022 - 16:28

Essa etapa do processo visa identificar características fundamentais de uma infraestrutura para a moeda digital e deve durar quatro meses

FAZ O PIX GRINGO

Copia mas não faz igual: Por que o BC dos Estados Unidos quer lançar um “Pix americano” e atrelar sistema a uma criptomoeda

30 de agosto de 2022 - 12:08

Apesar do rali do dia, o otimismo com as criptomoedas não deve se estender muito: o cenário macroeconômico continua ruim para o mercado

AMIGO DE CRIPTO

Com real digital do Banco Central, bancos poderão emitir criptomoeda para evitar “corrosão” de balanços, diz Campos Neto

12 de agosto de 2022 - 12:43

O presidente da CVM, João Pedro Nascimento, ainda afirmou que a comissão será rigorosa com crimes no setor: “ fraude não se regula, se pune”

AGORA VAI!

O real digital vem aí: saiba quando os testes vão começar e quanto tempo vai durar

10 de agosto de 2022 - 19:57

Originalmente, o laboratório do real digital estava previsto para começar no fim de março e acabar no final de julho, mas o BC decidiu suspender o cronograma devido à greve dos servidores

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

O ciclo de alta da Selic está perto do fim – e existe um título com o qual é difícil perder dinheiro mesmo se o juro começar a cair

2 de agosto de 2022 - 5:58

Quando o juro cair, o investidor ganha porque a curva arrefeceu; se não, a inflação vai ser alta o bastante para mais do que compensar novas altas

PRATA E CUPRONÍQUEL

Banco Central lança moedas em comemoração ao do bicentenário da independência; valores podem chegar a R$ 420

26 de julho de 2022 - 16:10

As moedas possuem valor de face de 2 e 5 reais, mas como são itens colecionáveis não têm equivalência com o dinheiro do dia a dia

AGRADANDO A CLIENTELA

Nubank (NUBR33) supera ‘bancões’ e tem um dos menores números de reclamações do ranking do Banco Central; C6 Bank lidera índice de queixas

21 de julho de 2022 - 16:43

O banco digital só perde para a Midway, conta digital da Riachuelo, no índice calculado pelo BC

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies