Menu
2021-04-16T07:04:18-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
economia em recuperação

PIB da China registra crescimento recorde no 1º tri, mas abaixo do esperado

Economia expande 18,3% na comparação com mesmo período de 2020, abaixo da média das estimativas dos analistas, de alta de 19,2%

16 de abril de 2021
7:04
china
Imagem: Shutterstock

O grande dragão vermelho está acordado. Depois do baque provocado pela pandemia de covid-19 no ano passado, que nem assim conseguiu derrubar a economia, a China começa 2021 apresentando números robustos, ainda que alguns tenham vindo um pouco abaixo do esperado.

Confira os resultados dos principais indicadores divulgados pelo Escritório Nacional de Estatística do país (NBS, na sigla em inglês) nesta quinta-feira (15) à noite, horário de Brasília:

PIB

O Produto Interno Bruto (PIB) da China avançou 18,3% no primeiro trimestre em relação a igual período do ano anterior.

A expansão do PIB nos três primeiros meses do ano superou em muito a alta interanual registrada no último trimestre de 2020, de 6,5%. Mesmo assim, o resultado ficou abaixo da expectativa de economistas ouvidos pelo jornal “The Wall Street Journal”, que previam avanço de 19,2%.

Na comparação trimestral, a economia chinesa registrou expansão de 0,6%. O resultado representa desaceleração em relação ao ritmo observado no quarto trimestre de 2020, quando houve crescimento de 2,6% nessa base.

Analistas antecipavam um forte crescimento do PIB chinês na comparação com o primeiro trimestre de 2020, quando a economia do país sofreu uma contração recorde de 6,8% em meio às medidas de restrição adotadas para conter a propagação do coronavírus.

Produção industrial

Outro dado divulgado foi de produção industrial, que avançou 14,1% em março em relação a igual mês do ano anterior.

O resultado também ficou abaixo da expectativa de economistas consultados pelo “The Wall Street Journal”, que previam alta de 16,5% para o indicador.

O dado de março representou arrefecimento em relação à alta de 35,1% registrada na comparação anual no primeiro bimestre.

Na comparação mensal, a produção industrial cresceu 0,6% no mês, também uma desaceleração em relação à alta de 0,69% observada em fevereiro ante janeiro.

Vendas no varejo

As vendas no varejo da China cresceram 34,2% em março em relação a igual mês de 2020. O resultado superou as expectativas de economistas ouvidos pelo “The Wall Street Journal”, que esperavam avanço de 28%.

A expansão superou o ritmo registrado no primeiro bimestre do ano, quando as vendas tiveram alta de 33,8% na comparação interanual. Na comparação mensal, as vendas do varejo cresceram 1,75% em março, uma aceleração em relação à alta de 0,56% de fevereiro.

* Com informações da Estadão Conteúdo e Dow Jones Newswires

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

MAIS PERTO DO CÉU

Ibovespa segue flertando com topo histórico, mas manter ‘otimismo cauteloso’ nunca é demais

Em dia de agenda fraca e exterior positivo, CPI da pandemia é o principal risco de água no chopp da B3

Como era verde o meu Vale: ainda vale a pena ter ações da mineradora após a disparada recente?

Vivemos um “novo ciclo das commodities”, com minério de ferro e carvão batendo sucessivas máximas. E a Vale ainda pode se beneficiar deste momento

IR 2021

Imposto de Renda: Como declarar bens e rendimentos comuns do casal?

A repórter Julia Wiltgen conversou com o advogado tributarista Samir Choaib e respondeu às principais dúvidas dos leitores do Seu Dinheiro

pandemia

Covid-19: mortes sobem para 436,5 mil, e casos chegam a 15,6 milhões

Nas últimas 24 horas, foram registrados 786 novos óbitos

na expectativa

Privatização da Eletrobras é necessária para consumidor, diz ministro

Para ele, capitalização da Eletrobras vai permitir que metade da outorga dela vá para aquela parte da tarifa de energia elétrica que são os tributos, os subsídios e também a parte que engloba toda a parte tributária

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies