Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-11-19T14:29:08-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
PREPARE O BOLSO

Inflação é temporária? Para presidente do Banco Central, essa tese está ‘cada vez mais obsoleta’

Campos Neto explicou que o fim da tese está ligado ao fato de que
a demanda por bens segue em alta e não é acompanhada por investimentos

19 de novembro de 2021
14:29
Carrinhos de supermercado subindo com a alta dos preços
IPCA-15, considera do uma prévia da inflação oficial, deve movimentar o dia com Caged e balanços - Imagem: Shutterstock

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, destacou nesta sexta-feira (19) que a tese de inflação temporária de bens está "cada vez mais obsoleta". Vale lembrar que a ideia de alta passageira dos preços já foi defendida pelo próprio BC e ainda é reforçada pelo Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos.

Campos Netos explicou, durante palestra no Meeting News, evento organizado pelo Grupo Parlatório, que a inflação é resultado do deslocamento muito rápido da demanda - motivado pelas transferências de renda feitas durante a pandemia de covid-19 - que não foi acompanhado pelo aumento dos investimentos, como em metais e energia.

E o problema não ficou restrito ao ano passado: o consumo segue em alta e descolado dos investimentos, o que leva também a uma inflação mais persistente.

O presidente do BC afirmou que o repasse dos preços de produtor para consumir foi muito forte em alguns países. No Brasil, os destaques são em alimentos, energia elétrica e combustíveis. "Brasil está na média ou abaixo de emergentes na inflação de serviços", acrescentou.

Ele ainda mencionou que o encarecimento de energia e combustíveis tem sido assunto em todo o mundo, citando exemplos de sua experiência com o Uber durante uma viagem a Portugal na semana passada: "todo mundo estava reclamando do preço da gasolina também".

Exagero na estagflação

Com os preços em alta em todo o globo, cresce também o debate sobre a estagflação - termo para cenários de simultânea estagnação econômica e altas taxas de inflação.

Na avaliação do presidente do BC brasileiro, "há certo exagero" em como esse termo tem sido utilizado, uma vez que a perspectiva ainda é positiva para o crescimento global, embora menor do que se esperava.

Campos Neto, porém, reconheceu que o mundo emergente está tendo crescimento mais baixo. Segundo ele, há um debate sobre o crescimento no período pós-pandemia. "Brasil sofre um pouco com crescimento estrutural mais baixo em 2022."

Em uma espécie de mea culpa, Campos Neto reconheceu que os banqueiros centrais tiveram dificuldade de entender esse pós-pandemia em termos macroeconômicos. Mas relembrou que os últimos números apontam para pacotes fiscais de US$ 9 trilhões no mundo, sendo que quase US$ 4,7 trilhões foram de transferência direta. "Nunca tinha sido feito nessa intensidade, nessa velocidade, em um período de tempo tão curto."

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies