Menu
2021-05-22T13:56:15-03:00
Estadão Conteúdo
Voltando às comprinhas...

Fluxo de consumidores no varejo físico sobe mais de 500% em abril

22 de maio de 2021
13:56
shopping
As vendas cresceram 49,82% entre as lojas de shopping e 28,05% nas lojas de rua, na comparação com o mesmo período de 2020 - Imagem: Shutterstock

No mês de abril deste ano, o fluxo de pessoas cresceu 538,2% nas lojas físicas do País em relação a abril de 2020. Nos shopping centers, o aumento foi de 452,4%. Os pontos de venda estabelecidos nesses centros de compra tiveram o maior salto, com 3.158,1% a mais de consumidores, enquanto os localizados em ruas viram o fluxo subir 215,9%.

O levantamento é do Índice de Performance do Varejo (IPV), feito em conjunto pela FX Data Intelligence e pela F360º (plataforma de gestão de varejo), em parceria com a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC). Os dados ainda são chancelados pela 4Intelligence.

A explicação para os aumentos expressivos é que, no mesmo período do ano passado, o comércio estava fechado em boa parte do País, em razão da pandemia de covid-19. No entanto, se observado o acumulado do ano de 2021, na comparação com o mesmo período de 2020, o fluxo de pessoas caiu 34,7% nas lojas físicas.

Na análise regional, as lojas físicas localizadas no Norte tiveram o maior aumento de fluxo, com alta de 3.084,9%. No Nordeste, o crescimento foi de 996,9%, seguido pelo Sudeste, com 461,7%. O Centro-Oeste subiu 209,1% e, o Sul, 200,8%. Entre os shopping centers, a região Sudeste teve um salto de 976,7%, seguida pelo Sul (alta de 436,8%) e pelo Nordeste (avanço de 246,1%). Os centros de compras localizados no Centro-Oeste e no Norte não tiveram amostragem significativa no levantamento.

Entre as categorias, apenas a de drogarias registrou queda no fluxo de clientes na comparação com abril de 2020, uma baixa de 26%. No geral, as vendas não acompanharam a alta de público na mesma velocidade. O número de vendas cresceu 49,82% entre as lojas de shopping centers e 28,05% nas lojas de rua, na comparação com o mesmo período de 2020, segundo dados da F360º.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Mercado de quatro patas

Poder felino: Petz compra Cansei de Ser Gato e avança na produção de conteúdo digital

A Petz entrou no segmento de conteúdo digital ao adquirir a Cansei de Ser Gato, marca voltada aos felinos e que tem forte presença nas redes

Atenção acionista

Rede D’or anuncia pagamento de R$ 156,2 milhões de juros sobre capital próprio

O pagamento do valor anunciado será destinado aos acionistas que detiverem as ações da Rede D’or no próximo dia 24 de junho

Fome para crescer

Em mais uma aquisição, Magazine Luiza se fortalece em food services com a Plus Delivery

Segundo a varejista, plataforma de entrega de comida tem cerca de 1.500 restaurantes parceiros e atende mais de 250 mil clientes por mês

mercados hoje

Bolsa firma queda e perde os 128 mil pontos, à espera de fala de Powell; dólar avança

Mesmo com uma queda acentuada do petróleo nesta manhã, o setor vê a commodity nos maiores níveis desde o início da pandemia, com a retomada das atividades

O melhor do Seu Dinheiro

A rima das commodities, último capítulo da novela da MP da Eletrobras e outros destaques

A história não se repete, mas rima. Se Mark Twain fosse um analista do mercado financeiro, provavelmente seria um grande especialista em ciclos econômicos. Logo no começo da crise da covid-19, quem ousasse falar em investir em commodities ou ações de empresas produtoras de matérias-primas seria taxado de louco. As cotações de todas elas — […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies