Menu
2021-01-28T18:46:01-03:00
Estadão Conteúdo
Recuperação

Caged termina 2020 com resultado positivo, mesmo com saldo negativo de dezembro

O resultado do mercado de trabalho em 2020 foi o melhor desde 2017, quando houve o fechamento de 20 mil vagas com carteira assinada.

28 de janeiro de 2021
11:57 - atualizado às 18:46
Carteira de trabalho, desemprego
Imagem: Camila Domingues/ Palácio Piratini/ Fotos Públicas

Mesmo com o fechamento de vagas em dezembro, após cinco meses consecutivos de geração líquida de vagas com carteira assinada na segunda metade do ano, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) encerrou 2020 com um resultado positivo em 142.690 vagas. O desempenho confirmou a expectativa do ministro da Economia, Paulo Guedes, de encerrar o ano marcado pela pandemia de covid-19 sem uma destruição líquida de empregos formais.

Leia também:

Nos quatro meses de auge da pandemia de covid-19 - de março até junho, o Caged registrou 1,618 milhão de demissões líquidas. Já entre julho e dezembro, 1,418 milhão postos formais foram recriados.

O resultado do mercado de trabalho em 2020 foi o melhor desde 2017, quando houve o fechamento de 20 mil vagas com carteira assinada.

O saldo decorre de 15,166 milhões de admissões e 15,023 milhões demissões ao longo do ano passado.

O desempenho positivo no ano também era esperado pela maior parte do mercado.

O resultado do Caged em 2020 ficou dentro do intervalo das estimativas de analistas consultados pelo Projeções Broadcast.

As projeções eram de fechamento de 94.000 vagas a criação de 323.425 vagas no ano passado, com mediana positiva em de 170.410 postos de trabalho.

Saldo líquido de emprego é negativo 67.906 vagas em dezembro

Após cinco meses de criação líquida de vagas, o mercado de trabalho brasileiro interrompeu em dezembro a sequência de recuperação no emprego formal. Foram fechadas 67.906 vagas com carteira assinada no mês passado, de acordo com o Caged.

Esse foi o melhor resultado para o mês desde 1995, segundo o órgão. O resultado de dezembro decorreu de 1.239.280 admissões e 1.307.186 demissões.

Em dezembro de 2019, houve o fechamento de 307.311 vagas com carteira assinada. Tradicionalmente, os desligamentos costumam superar as contratações no último mês do ano, cujo resultado médio no Caged é negativo em 370 mil vagas.

A maior parte do mercado financeiro já esperava uma retração no emprego no mês passado. O desempenho do Caged em dezembro ficou dentro do intervalo das estimativas de analistas consultados pelo Projeções Broadcast. As projeções eram de fechamento líquido de 347.600 vagas a 25.000 vagas em dezembro, com mediana negativa em de 150.000 postos de trabalho.

Salário médio de admissão teve alta de 3,65% em 2020

O salário médio de admissão de trabalhadores com carteira assinada ficou em R$ 1.777,30 de janeiro a dezembro de 2020, segundo o Caged. Conforme o Ministério da Economia, houve um aumento real de R$ 62,66 no salário médio, uma variação de 3,65% em relação ao ano passado.

A alta foi verificada em praticamente todos os setores avaliados pela pasta, exceto em transporte, armazenagem e correio (-0,24%) e em serviços domésticos (-0,71%).

O Caged também traz informações sobre as novas modalidades de emprego criadas na reforma trabalhista de 2017.

O trabalho intermitente registrou um saldo positivo de 73.164 vagas em 2020.

Já o trabalho em regime parcial ficou negativo em 13.143.

Houve ainda 176.376 desligamentos mediante acordo entre empregador e empregado.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

O melhor do seu dinheiro

Alguém chame os bombeiros

Hoje tivemos mais um dia de grande volatilidade nos mercados brasileiros, que entraram em parafuso com o temor de que o teto de gastos poderia vir a ser furado. Os investidores aguardam com grande ansiedade a votação da PEC Emergencial, aquela que permitirá o retorno do auxílio emergencial. E rumores de que ela seria desidratada […]

FECHAMENTO

Em dia de alta volatilidade, Lira salva Ibovespa de um fiasco e segura o dólar em R$ 5,66

A volatilidade reinou absoluta nesta quarta-feira (03) e mais uma vez Brasília foi responsável por movimentar os negócios no Brasil. Lá fora, o dia foi de cautela com a alta dos juros futuros

Luz no fim do túnel?

Ministério da Saúde avança em negociações com laboratórios para comprar vacinas

A declaração do MS foi dada pelo titular da pasta, Eduardo Pazuello, em reunião com a Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Crypto News

Bitcoin para leigos e descrentes também

Descrever algo tão complexo como o Bitcoin exige repertório, dedicação e um pouco de sedução de quem apresenta.

Ruim, mas nem tanto?

“É um dos países que menos caíram no mundo”, afirma Bolsonaro, sobre queda de 4% no PIB

Para Bolsonaro a queda do PIB só não foi maior devido a movimentação da economia gerada pelo auxílio emergencial.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies