⚽️ Brasil enfrenta a Coreia do Sul na próxima fase; confira os dias dos próximos jogos

Cotações por TradingView
2021-10-22T13:19:14-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
SOB PRESSÃO

Furo no teto e Guedes na corda bamba elevam apostas para os próximos passos da Selic; contratos de DI atingem oscilação máxima

Hoje os olhos do mercado se voltam para o próprio Guedes, com temores de que o ministro seja o próximo a pular fora do barco. A curva de juros reage

22 de outubro de 2021
13:15 - atualizado às 13:19
Homem puxa juros para cima | Movimento afeta a bolsa
Imagem: Shutterstock

O tempo fechou em Brasília e as incertezas que já eram grandes ficaram maiores ainda. O furo no teto de gastos e a ampliação das despesas do governo estão próximos de se tornar uma realidade agora que a PEC dos precatórios tem um texto fechado e será encaminhado para votação no plenário da Câmara. 

O texto altera o indexador utilizado para reajuste da quantia e adianta a revisão dos valores em cinco anos. No total, são quase R$ 100 bilhões liberados para que o governo federal honre suas promessas para as famílias mais necessitadas (com um auxílio de no mínimo R$ 400 até o fim de 2022) e também para os caminhoneiros (com um auxílio de R$ 400 para compensar a alta do valor dos combustíveis). 

O indigesto desenho encontrado para elevar os gastos públicos não desagradou apenas ao mercado financeiro. Na noite de ontem, a equipe econômica de Paulo Guedes sofreu novas baixas, com a saída de seus principais secretários. 

Hoje os olhos do mercado se voltam para o próprio Guedes, com temores de que o ministro seja o próximo a pular fora do barco. O presidente Jair Bolsonaro já garantiu que o chefe da economia fica e deve ir até o ministério como forma de mostrar apoio ao homem que garantiu o apoio do mercado ao mandato de Bolsonaro. 

Inflação, elevação dos gastos públicos e crise política não é um combo desejado por ninguém. Com a deterioração do cenário fiscal, os investidores já começam a projetar que o Banco Central terá que acelerar o ritmo de elevação da taxa Selic, em uma tentativa de manter o país mais atrativo para investimentos, mas que também deve repercutir em uma desaceleração da atividade econômica. 

Se antes os investidores estavam confiantes de que o BC elevará a taxa básica de juros em 1 ponto percentual na próxima reunião, essa não é mais realidade. As opções de Copom negociadas na B3, que mostram a aposta do mercado para a próxima decisão, mostram que o ajuste esperado é de no mínimo 1,25 ponto percentual. 

Indo ao limite

Sempre um bom termômetro para o humor do mercado, as taxas dos contratos de Depósito Interfinanceiro (DI) de curto prazo chegaram a atingir o limite de oscilação permitida, como:

  • Janeiro de 2024: de 11,13% para 12,45%
  • Janeiro de 2023: de 10,495% para 11,45%
  • Julho de 2022: de 9,77% para 10,57%
  • Abril de 2022: de 8,99% para 9,67%

Confira também como anda o desempenho dos contratos de DIs mais líquidos:

  • Janeiro de 2022: de 7,89% para 8,31%
  • Janeiro de 2023: de 10,58% para 11,42%
  • Janeiro de 2025: de 11,50% para 12,41%
  • Janeiro de 2027: de 11,78% para 12,65%

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

DE OLHO NAS FÉRIAS

Vai viajar? Dólar desvaloriza 6,5% frente ao real no ano — saiba o que mexe com o mercado de câmbio

3 de dezembro de 2022 - 11:32

Após uma sequência de quatro pregões de queda firme, período em que acumulou queda de 3,94%, a moeda norte-americana subiu na sexta-feira (02)

SOBE E DESCE

Locaweb (LWSA3) lidera pelotão de altas do Ibovespa na semana e Marfrig (MRFG3) vai na direção oposta — veja o que foi destaque na bolsa

3 de dezembro de 2022 - 10:34

Lá fora, as negociações da semana continuaram sendo marcadas pela expectativa em torno da condução da política monetária do Federal Reserve; por aqui, o principal índice da B3 acumulou ganhos de 2,70%

SEU DINHEIRO NA COPA

Brasil segue favorito mesmo após primeira derrota na Copa; confira as seleções queridinhas das oitavas entre os apostadores

3 de dezembro de 2022 - 9:14

Já classificado, Tite escalou um time recheado de reservas que acabou perdendo de 1 x 0 para os camaroneses, que ficaram fora do mundial

Aperta o play!

Copom realiza última reunião do ano na próxima quarta (07); o que esperar para a Selic daqui para frente?

3 de dezembro de 2022 - 8:00

No podcast Touros e Ursos desta semana, falamos sobre as incertezas fiscais que cercam a decisão de juros do Copom e como investir neste cenário

FECHAMENTO DO DIA

Poeira assenta em Brasília e Ibovespa sobe quase 3% na semana; dólar cai a R$ 5,21

2 de dezembro de 2022 - 19:29

Em Nova York, no entanto, o clima foi de cautela. O payroll, o raio-X do mercado de trabalho americano e um dos dados mais importantes para o Federal Reserve na decisão de política monetária, mostrou uma força maior do que a esperada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies