Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-09T15:41:36-03:00
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
mercados hoje

Queda de Vale e Petrobras pressiona, mas Ibovespa e dólar se agarram ao menor sinal de respeito ao teto de gastos

Além disso, o medo da variante delta do coronavírus segue pressionando os mercados e as commodities de energia e infraestrutura

9 de agosto de 2021
10:38 - atualizado às 15:41
Ibovespa
Brasília deve segurar o índice brasileiro mais uma vez - Imagem: Shutterstock/Andrei Morais

A temporada de balanços do segundo trimestre entra em sua reta final e, até aqui, o saldo tem sido bem positivo. Brasília, no entanto, segue sendo uma grande pedra no sapato, atrapalhando o clima de negócios no Brasil e impedindo melhores resultados para o Ibovespa

O risco fiscal é o principal temor dos investidores e ganha novos contornos nesta segunda-feira (09). Há pouco, o ministro Paulo Guedes e o presidente Jair Bolsonaro entregaram ao presidente da Câmara, Arthur Lira, a medida provisória que institui o Auxílio Brasil, reformulação do programa Bolsa Família, e a PEC dos precatórios.

A perspectiva de que o parcelamento dos precatórios dê uma folga de R$ 7,8 bilhões no orçamento ainda este ano como forma de acomodar o aumento do Bolsa Família e outras medidas de caráter populista segueM não sendo bem-recebido pelo mercado. Esses gastos extras ameaçam furar o teto de gastos, que limita o aumento das despesas do governo à inflação.  Segundo o presidente, o Bolsa Família deve ser reajustado em pelo menos 50%.

Com as bolsas em Nova York sem uma direção definida, o Ibovespa encontrou dificuldade para se firmar em um sentido, principalmente porque o desempenho ruim das ações do setor de commodities pressionam os negócios.

Dessa vez, quem veio ao socorro do teto de gastos foi o ministro da Cidadania, João Roma. Ao comentar os planos de Jair Bolsonaro para o Bolsa Família, Roma afirmou que o governo irá observas os limites do teto de gastos e também que Bolsonaro irá "apertar o cinto" em outros setores.

Por volta das 15h45, o principal índice da B3 avançava 0,47%, aos 123.389 pontos, após as ações de Vale e Petrobras desacelerarem o ritmo de queda. O dólar à vista, depois de passar boa parte do dia em alta, agora recua 0,17%, a R$ 5,2278. 

Também estão no radar do investidor nacional a reforma do imposto de renda e as mudanças no Programa Especial de Regularização Tributária (Pert), mais conhecido como Refis.

Não é só o risco fiscal que pressiona o mercado de juros. Com a divulgação do índice de inflação oficial marcado para os próximos dias, o assunto deve seguir em alta. No boletim Focus desta segunda-feira, o mercado financeiro voltou a elevar a projeção para a Selic - de 7,0% para 7,25%. Os principais contratos de DI operam em alta. Confira:

  • Janeiro/22: de 6,47% para 6,52%
  • Janeiro/23: de 8,15% para 8,21%
  • Janeiro/25: de 9,05% para 9,15%
  • Janeiro/27: de 9,40% para 9,50%

Não deixe de conferir a ação que pode turbinar a sua carteira:

Petróleo e minério de ferro

A principal commodity energética do mundo, o petróleo chegou a desvalorizar até 4,0% na manhã desta segunda-feira. O medo de que a variante delta do coronavírus freie a retomada da economia mundial segue pressionando o mercado e a demanda por energia. 

Os dados da balança comercial chinesa também mantém o viés de baixa nas commodities. A segunda maior economia do mundo tem apresentado dados mais fracos do que o esperado, apesar de ainda seguir a trajetória de retomada dos negócios. 

Por volta das 10h30, os futuros do barril de petróleo Brent caíam 2,84%, aos US$ 68,69.

Em meio a isso, o contrato futuro de minério de ferro negociado na Bolsa de Dalian terminou em queda de 4,43%, a US$ 131,59 a tonelada, devido à expectativa de demanda mais fraca em meio à campanha do governo para cortar a produção de aço.

Falta um empurrãozinho

O plano de ajuda do presidente americano Joe Biden voltou a ser debatido nas Casas Legislativas dos Estados Unidos. A ajuda de US$ 1 trilhão à economia também deve furar o “teto de gastos”, o que desperta a cautela dos investidores.

A secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, voltou a insistir que o legislativo aumente o teto da dívida do país. Ela lembra que isso não significa um aumento de gastos, mas permite que o Tesouro pague os débitos devidos, o que deveria acalmar os investidores.

Por outro lado, as atenções estão voltadas aos discursos dos dirigentes regionais do Fed, que devem intensificar os debates sobre o tapering, a retirada de estímulos da economia.

Assim, as bolsas americanas começam o dia com sinais mistos e somente o Nasdaq avança.

Sobe e desce

Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
MRFG3Marfrig ONR$ 19,322,60%
RADL3Raia Drogasil ONR$ 26,461,77%
SUZB3Suzano ONR$ 55,201,66%
BEEF3Minerva ONR$ 8,651,65%
PCAR3GPA ONR$ 30,781,62%

Confira também as maiores quedas:

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
PRIO3PetroRio ONR$ 16,88-3,38%
CVCB3CVC ONR$ 20,03-2,63%
USIM5Usiminas PNAR$ 21,05-2,50%
EMBR3Embraer ONR$ 18,75-2,50%
PETR3Petrobras ONR$ 28,40-2,44%
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

sem escassez

Fábrica da Tesla em Xangai deve terminar setembro com 300 mil carros produzidos em 2021

Marca será atingida mesmo em meio a uma escassez global de semicondutores, disseram duas fontes da montadora à Reuters

Fim da pandemia

CEO da Pfizer prevê que voltaremos à vida normal dentro de um ano, mesmo com novas variantes do coronavírus

Albert Bourla acredita que vacinação contra a covid-19 se tornarão anuais, para cobrir novas variantes, e que vacinas durarão um ano

ainda não acabou

Controladores da Alliar (AALR3) contratam XP para vender o negócio, diz jornal

Empresa de diagnósticos foi alvo, recentemente, de disputa pelo controle pela Rede D’Or e fundos ligados ao empresário Nelson Tanure

Mais recursos

Democratas aprovam pacote de US$ 3,5 tri no Comitê de Orçamento da Câmara dos EUA

Recursos serão destinados à rede de segurança social e programas relacionados a mudanças climáticas. Obtenção de quase unanimidade para aprovação no Congresso é desafio

Clube do livro

“Era para termos entrado no Primeiro Mundo há 30 anos”, escreve Gustavo Franco em seu novo livro “Lições Amargas”; leia a resenha completa

O ex-presidente do Banco Central tece críticas ao Brasil e sua estagnação prolongada e apresenta uma “história provisória da atualidade”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies