Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-25T09:25:37-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
The Big Short

Squadra lucra e mantém aposta na queda das ações do IRB (IRBR3)

A posição vendida (short, no jargão de mercado) nos papéis do IRB voltou a trazer resultados para a gestora, que também lucrou com as apostas na queda da Cogna (COGN3) e da Vasta

23 de agosto de 2021
11:33 - atualizado às 9:25
IRB
Imagem: Shutterstock

Após uma queda vertiginosa de 87% desde as máximas alcançadas em janeiro de 2020, as ações da empresa de resseguros IRB Brasil (IRBR3) podem cair ainda mais? Para a gestora de fundos carioca Squadra Investimentos, sim.

A posição vendida (short, no jargão de mercado) nos papéis da companhia voltou a trazer resultados para a gestora, que também lucrou com as apostas na queda da Cogna (COGN3) e da Vasta, subsidiária da empresa de educação que abriu o capital no ano passado na Nasdaq.

É sempre bom lembrar que a Squadra tem autoridade para falar sobre IRB. Afinal, foi uma carta publicada pela gestora em fevereiro do ano passado que abriu caminho para a descoberta de fraudes contábeis bilionárias na resseguradora.

Em uma nova carta, a gestora voltou a defender as razões para manter a posição vendida nas ações do IRB. Essa já chegou a ser a principal aposta do fundo, mas com a queda das ações a exposição relativa também diminuiu.

Desde que a Squadra apontou os problemas nos números do IRB, a empresa republicou balanços e registrou um prejuízo contábil acumulado de R$ 1,7 bilhão. Junto com as perdas, o grupo fez baixas contábeis que reduziram o valor do patrimônio líquido.

Desta forma, mesmo após o tombo, as ações ainda são negociadas por um valor equivalente a 1,52 vez o patrimônio, pelos cálculos da gestora. Ou seja, não muito distante do nível de 1,8 vez de 12 meses atrás.

A Squadra destaca ainda que um total de R$ 1,1 bilhão do patrimônio líquido do IRB se refere a créditos tributários que provavelmente a companhia não conseguirá aproveitar totalmente.

“O quadro acima acaba por contribuir para uma percepção de prêmio efetivo para o book value [patrimônio líquido] ainda maior do que o comentado anteriormente, melhorando, por consequência, a equação risco x retorno para nossa posição short [vendida] em IRB, que continuamos a deter em nossa estratégia Long-Biased.”

No pregão desta segunda-feira, as ações do IRB (IRBR3) eram negociadas em queda de 0,39% por volta das 11h20, cotadas a R$ 5,14. Leia também nossa cobertura completa de mercados.

Lucro da Squadra com Cogna e Vasta

Outro grande ganho da Squadra nos últimos 12 meses foi com as posições vendidas em ações da Cogna (COGN3) e da Vasta (VSTA), subsidiária do grupo que fornece sistemas de ensino para escolas da educação básica.

A gestora já apostava na queda dos papéis da rede de educação privada, e aproveitou o alvoroço com o IPO da Vasta, que aconteceu em junho do ano passado na bolsa norte-americana Nasdaq.

“Aproveitamos o que julgávamos ser uma distorção entre preço e valor para os dois ativos, aumentando nossa posição short em Cogna e abrindo posição short em Vasta.”

A queda de mais de 50% de ambas as ações até o fechamento do primeiro semestre ajudou a turbinar o retorno do fundo Squadra Long Biased, que registrou rentabilidade de 8,3% de janeiro a junho, contra 6,5% do Ibovespa.

Em 2020, o fundo da gestora que pode manter posições vendidas teve retorno de 12,2%, contra 2,9% do principal índice da B3. Leia a íntegra da carta da Squadra.

A gestora não deixa claro na carta aos investidores se mantém o short nas ações da Cogna e da Vasta. No pregão de hoje COGN3 era negociada em alta de 0,30% e as da Vasta subiam 1,99%.

Leia também:

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Mais uma na lista

Corretora de criptomoedas Huobi Global, uma das maiores do mundo, restringe negociações na China

A plataforma também informou que retirará gradualmente as contas existentes no gigante asiático até o fim de 2021

Uma nova gigante tech

Infracommerce (IFCM3) dispara 10% com “aquisição transformacional”; outras techs sentem o baque e caem

A Infracommerce (IFCM3) acertou a compra da Synapcom, ganhando escala no B2B — e pagando um preço relativamente baixo pela rival

NOVO SUSTO

Em crise de liquidez, concorrente da Evergrande esboça pedido de apoio a governo de cidade chinesa

Notícia provocou queda acentuada nas ações da Sunac, que fecharam hoje no nível mais baixo em 4 anos

Crédito disponível

Com juros salgados, Caixa libera empréstimo de até R$ 1.000 no aplicativo Caixa Tem; veja condições

O crédito ficará disponível para assalariados, autônomos, beneficiários de programas sociais e de políticas públicas de distribuição de renda

Bolsa hoje

Destaques do Ibovespa: frigoríficos e empresas ligadas a commodities lideram altas em dia de recuperação; Locaweb (LWSA3) é maior queda

Confira os destaques do pregão desta segunda-feira (27) e não deixe de acompanhar as principais notícias do dia na nossa cobertura de mercados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies