Menu
2021-05-11T07:24:35-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
AGORA A SEMANA COMEÇA

Ata do Copom, IPCA e expectativa com balanços devem ditar o rumo do pregão

Aversão ao risco no exterior e cena política agitada recomendam cautela

11 de maio de 2021
7:24
tempestade
Imagem: Shutterstock

Pode parecer estranho dizer isso, mas a semana começa hoje na bolsa brasileira. E não, não é por causa de nenhum feriado sobre o qual você não ficou sabendo em meio a tantos que foram antecipados por causa da pandemia. A semana de negócios até começou ontem, é verdade, mas o pregão foi morno por aqui, com o Ibovespa e o dólar andando de lado durante praticamente toda a segunda-feira.

Um dos motivos de a bolsa e a taxa de câmbio terem fechado ontem próximos da estabilidade depois de terem passado o dia oscilando dentro de margens bastante estreitas foi a expectativa diante da carregada agenda de indicadores desta semana, que manteve muita gente fora. Mas o que evitou realmente um resultado ruim foram as ações ligadas a commodities, que sustentaram o índice.

Se faltou driver para dar um rumo mais interessante à sessão de ontem, a partir de hoje e até sexta-feira os investidores terão a seu dispor indicadores econômicos e balanços corporativos para todos os gostos e preferências.

Mas nada de passar o carro na frente dos bois. Falemos do que o mercado reserva para esta terça-feira.

Do exterior, a sinalização é negativa. As bolsas de valores asiáticas fecharam em forte queda, os principais índices de ações da Europa recuam, os futuros de Nova York sobem e as taxas das Treasuries operam acima do nível psicológico de 1,60%.

No cenário político local, a CPI da pandemia e a repercussão do escândalo do orçamento secreto do governo para a compra de apoio no Congresso também pesam. E nós ainda nem falamos de indicadores...

Copom divulga ata

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) divulgará às 8h a ata da reunião da semana passada, na qual elevou a taxa Selic em 75 pontos-base, para 3,50% ao ano. No documento, os investidores estarão em busca de sinais mais claros sobre quais serão os próximos passos da autoridade monetária.

No comunicado divulgado junto com a decisão, na semana passada, o Copom sinalizou a intenção de dar continuidade ao ritmo do aperto monetário na reunião de junho. Caso isto se confirme, a Selic chegará aos 4,25% ao ano em meados do mês que vem. O Copom também explicou que considera apropriado no momento elevar a taxa a um nível que preserve o incentivo à atividade econômica, mas ressalvou que “não há compromisso com essa posição”.

Inflação pressiona

De acordo com a autoridade monetária, a condução da taxa Selic poderá ser ajustada em breve para “assegurar o cumprimento da meta de inflação”. E isto porque o BC jura de pés juntos que a pressão inflacionária é passageira.

O fato é que um pouco depois da ata, às 9h, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) divulgará o Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) Amplo referente a abril. Em março, a inflação oficial atingiu 6,1% no acumulado em 12 meses, consideravelmente acima do teto da meta de inflação do BC para 2021, de 5,25%. Entre os analistas, o consenso é de que a inflação em 12 meses se acelerará em abril.

Balanços para dar e vender

Para além da ata e do IPCA, componentes e setores do Ibovespa seguem sob impacto dos resultados trimestrais das empresas listas no índice.

Antes da abertura do pregão, o calendário de balanços corporativos prevê as divulgações do Banco BTG Pactual e da Klabin.

Para depois do fechamento são esperados os resultados do Banco Inter, recém-promovido à Série A do mercado brasileiro de ações, da BR Distribuidora, do Carrefour, da Marfrig, da NotreDame Intermédica e da Raia Drogasil. O resultado da SulAmérica também é aguardado para hoje.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Fome para crescer

Em mais uma aquisição, Magazine Luiza se fortalece em food services com a Plus Delivery

Segundo a varejista, plataforma de entrega de comida tem cerca de 1.500 restaurantes parceiros e atende mais de 250 mil clientes por mês

mercados hoje

Bolsa opera com alta volatilidade, à espera de fala de Powell; dólar avança

Mesmo com uma queda acentuada do petróleo nesta manhã, o setor vê a commodity nos maiores níveis desde o início da pandemia, com a retomada das atividades

O melhor do Seu Dinheiro

A rima das commodities, último capítulo da novela da MP da Eletrobras e outros destaques

A história não se repete, mas rima. Se Mark Twain fosse um analista do mercado financeiro, provavelmente seria um grande especialista em ciclos econômicos. Logo no começo da crise da covid-19, quem ousasse falar em investir em commodities ou ações de empresas produtoras de matérias-primas seria taxado de louco. As cotações de todas elas — […]

SINAIS DO BC

COMPARATIVO: Veja o que mudou na ata da reunião do Copom

Veja o que mudou e o que permanece igual na ata da última reunião do Copom — o BC elevou a Selic em 0,75 ponto percentual, para 4,25% ao ano

Outro escorregão

Bitcoin perde os US$ 30 mil, menor patamar desde janeiro; Confira como anda o mercado cripto

Isso motivou a queda das dez principais criptomoedas do mercado, em especial do Dogecoin, que cai quase 25%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies