2021-10-15T09:18:17-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro perde força e passa a cair após prévia do PIB recuar depois de dois meses de alta e dólar cai

O investidor nacional deve ficar de olho no projeto de lei que altera o ICMS, os balanços dos EUA e os pedidos de auxílio-desemprego desta semana

15 de outubro de 2021
9:07 - atualizado às 9:18
O ibovespa futuro opera em alta 0,84%, aos 115.315 pontos por volta das 9h - Imagem: Pixabay

O Ibovespa futuro opera em alta de 0,10%, aos 115.315 pontos por volta das 9h desta sexta-feira (15). O dólar à vista, por sua vez, cai 0,53%, cotado a R$ 5,4869.

bolsa brasileira foi na contramão do mundo no último pregão de quinta-feira (14). Enquanto os principais índices encerraram a sessão no campo positivo, o Ibovespa fechou em queda de 0,24%, aos 113.185 pontos. Nem mesmo o Banco Central conseguiu segurar a alta do dólar ontem: a moeda norte-americana avançou 0,13%, a R$ 5,5161.

Mais cedo, a FGV divulgou o IGP-10 de outubro, que caiu menos do que o esperado pelas projeções do Broadcast. Na passagem mensal, o índice recuou 0,31% após registrar deflação de 0,37%.

Dessa forma, o IGP-10 acumula alta de 16,08% no ano e 22,53% nos últimos 12 meses.

Agora pouco foi divulgado o IBC-Br, considerado uma prévia do PIB. A mediana das projeções apontava para uma queda de 0,10% em agosto, mas o índice caiu 0,15% de acordo com o Banco Central.

Em relação a agosto de 2020, o IBC-Br subiu 4,74%, menor do que a mediana das projeções de 2,90%. Nos últimos 12 meses, a alta é de 22,53%.

Saiba o que esperar da bolsa hoje:

Esquenta dos mercados: prévia do PIB deve movimentar cenário local, enquanto exterior olha falas de dirigentes do Federal Reserve

Bolsas, commodities e moedas
Dow Jones futuro+0,42%
S&P 500 futuro +0,33%
Nasdaq futuro +0,29%
(Europa) Stoxx 600+0,38%
(China) Xangai - Fechado+0,40%
(Japão) Nikkei - Fechado+1,81%
Petróleo BrentUS$ 84,81 o barril (+0,96%)
Minério de ferro (Qingdao, China)US$ 125,22 por tonelada (-0,55%)
BitcoinUS$ 59.287,20 (+2,84%) / R$ 327.148,97 (+4,35%)

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa na onda das commodities, short de Nubank e o fim das ações das Lojas Americanas: veja as principais notícias do dia

Entre importar o otimismo ou o pessimismo do exterior, a bolsa brasileira tem preferido a primeira opção, nos últimos dias. Em mais um dia negativo para as bolsas americanas, o Ibovespa novamente nadou contra a maré vermelha e fechou em alta, impulsionado pelo avanço dos preços das commodities – sobretudo do minério de ferro. Com […]

Fechamento Hoje

Ibovespa novamente contraria exterior, sobe mais de 1% e fecha acima dos 108 mil pontos; dólar cai abaixo de R$ 5,50

Mesmo com dia negativo em Nova York, Ibovespa é impulsionado pelas commodities; varejistas e techs se recuperam com alívio nos juros futuros

CRYPTO NEWS

Cada vez mais países devem formar reservas de bitcoin ao longo de 2022; entenda como você pode aproveitar

Você provavelmente já viu uma imagem similar a esta abaixo. Ela mostra o conceito da curva de adoção, em S, de uma nova tecnologia ou produto. A curva em formato de sino é um reflexo da curva em S, mostrando o tamanho, ao longo do tempo, dos públicos que aderem a tal inovação. Malcolm Gladwell […]

NOVAS BAIXAS

Dois secretários e um diretor do Ministério da Economia pedem demissão do cargo; saiba quem são os substitutos

Um dos secretários vai para a Funpresp-Exe e o outro, para o Legislativo. Receita Federal diz que saída de seu diretor ocorreu a pedido do servidor

CONCESSÃO RECORDE

Caixa bate recorde em 2021 ao conceder R$ 140,6 bi em crédito habitacional e diz não esperar mais altas nos juros no financiamento imobiliário; entenda

O executivo afirmou que a Caixa segue os juros futuros com vencimento em oito anos para definir as taxas