Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-21T16:11:17-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
US$ 1 = R$ 5,70

Dólar flerta com o maior patamar em seis meses, mas desacelera alta após relatório da PEC dos precatórios e moeda se afasta dos R$ 5,70

Em 2021, o dólar chegou a atingir o patamar de R$ 5,883, em março, um dos piores momentos da crise causada pela pandemia de covid-19

21 de outubro de 2021
16:11
Imagem com conjunto de notas de dólar americano
Dólar sobe mesmo com leilões do Banco Central - Imagem: Shutterstock

O dólar à vista chegou muito próximo do patamar de R$ 5,70 na tarde desta quinta-feira (21), em uma alta de 2,70% desde o início das negociações, em aproximadamente R$ 5,6907. Esse é o maior patamar para a moeda norte-americana desde 13 de abril deste ano. 

Pouco depois, a notícia de que a PEC dos precatórios conseguiria a folga de R$ 83 bilhões para o pagamento dos R$ 400 do Auxílio Brasil, o mercado reagiu e a moeda norte-americana reduziu a alta. Mesmo assim, o avanço é de 2,31%, aos R$ 5,6750 por volta das 15h.

Em 2021, o dólar chegou a atingir o patamar de R$ 5,883, em março, um dos piores momentos da crise causada pela pandemia de covid-19. Em momentos de incerteza, o mercado costuma fugir para ativos de menor risco, como a moeda norte-americana, um dos motivos que explica a alta.

O Banco Central tem feito uma série de leilões de dólar para tentar segurar esse avanço, mas sem muito efeito no preço da moeda. Especialistas atribuem a cautela do mercado brasileiro às constantes turbulências do cenário doméstico e risco fiscal nas alturas.

Em outubro, o Banco Central programou uma série de leilões extras de segunda e quarta-feira, mas foi preciso mais leilões extraordinários para tentar segurar o preço do dólar do que o esperado.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies