Menu
2020-10-11T18:05:04-03:00
Estadão Conteúdo
Apelo

Mnuchin e Meadows pedem aprovação de estímulo temporário nos EUA

O secretário do Tesouro e o chefe de gabinete da Casa Branca defendem a utilização de recursos do programa de proteção ao emprego que não foram utilizados

11 de outubro de 2020
18:05
Steven Mnuchin, Estados Unidos
Steven Mnuchin, secretário do Tesouro americano - Imagem: Shutterstock

Em carta aos membros da Câmara dos Representantes e do Senado americano, o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, e o chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, defendem a aprovação de um estímulo provisório à economia americana com recursos do programa de proteção ao emprego que não foram utilizados. O texto afirma que esta seria a solução para a economia enquanto as negociações por um novo pacote de estímulos, que pode passar de US$ 2 trilhões, não avançam.

"Oferecemos diferentes propostas em um esforço para aprovar uma legislação bipartidária", escrevem Mnuchin e Meadows. "A Câmara aprovou dois projetos partidários separados ao invés de se comprometer conosco em uma legislação bipartidária como fizemos no passado", afirmam os dois. Segundo eles, o "tudo ou nada" é uma resposta "inaceitável" ao povo americano.

Os chefes do Tesouro e do gabinete do presidente americano, Donald Trump, lembram que outros pacotes de estímulos foram aprovados no início da pandemia para dar suporte à pandemia, tanto pelo Senado quanto pela Câmara dos Representantes.

"Este foi um verdadeiro exemplo de trabalho conjunto para ajudar os trabalhadores e negócios americanos que foram impactados pela pandemia. Como resultado dessa legislação, a economia se recuperou rapidamente, e não experimentamos um desastre econômico similar à Grande Depressão", afirmam.

Mnuchin e Meadows afirmam que estão disponíveis para negociações com ambos os partidos, assim como Trump. Além disso, eles destacam que seguirão trabalhando com a presidente da Câmara, a democrata Nancy Pelosi, e com o líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer, nas negociações.

As conversas em torno de um novo pacote estão, de acordo com Pelosi, em um "impasse". O governo propôs recursos da ordem de US$ 1,8 trilhão, mas admite elevar o valor para mais do que os US$ 2,2 trilhões pedidos pelos democratas. No momento, a discordância é em torno da quantidade de recursos que será destinada ao combate à covid-19. Haveria dificuldades de convencer, inclusive, os parlamentares republicanos sobre os valores do pacote.

A carta afirma que o governo está comprometido em financiar o combate à pandemia, e também em ajudar setores como os de turismo, restaurantes e outros que foram impactados pelo fechamento da economia. Além disso, o texto destaca que o governo tem feito esforços para financiar escolas, para que os alunos possam voltar às aulas presenciais ou estudar em casa.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Acordo firmado

EUA confirmam acordo com UE que suspende disputa comercial por Boeing e Airbus

Por meio do pacto, os dois lados concordaram em cancelar por cinco anos todas as tarifas autorizadas pela Organização Mundial do Comércio (OMC) relativas ao caso

China

Investindo na China: conheça os riscos e oportunidades

Sendo um titã no mercado mundial há décadas, a China promete continuar crescendo consistentemente nos próximos anos. Vale a pena investir ou é arriscado? Esse é o tema do vídeo de hoje de Matheus Spiess, analista da Empiricus

MERCADOS HOJE

De olho no Copom e na Eletrobras, Ibovespa abre o dia em queda; dólar sobe

Na sessão passada, o otimismo com a perspectiva de mais vacinas disponíveis e a aceleração do calendário de vacinação levaram o Ibovespa a fechar em alta

Em clima de disputa

Dez empresas brigam por usinas da EDP Brasil

Segundo analistas, faz sentido a EDP Brasil vender suas hidrelétricas, uma vez que sua prioridade no País será a geração distribuída e a transmissão de energia

O melhor do seu dinheiro

Freud, Itaú e o ETF dos millennials, o que esperar da Super Quarta, o preço da passagem espacial e outros destaques

Freud dedicou parte de seus estudos a tentar desvendar a tal “alma feminina”. Até que um dia jogou a toalha e reconheceu estar longe de responder o que, afinal, querem as mulheres. Se o pai da psicanálise vivesse hoje, imagino que o objeto de curiosidade talvez fosse outro: os chamados millennials. A expressão surgiu para […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies