Menu
2020-02-26T11:10:56-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
DE OLHO NO NUBANK

Número de contas do Nubank cresce 485%, mas prejuízo também acelera e chega a R$ 312,7 milhões

Mas nem tudo foi ruim. De acordo com o documento apresentado pela fintech, o Nubank fechou o ano passado com 16 milhões de contas, sendo que 45 mil foram apenas contas voltadas para pessoas jurídicas (PJs)

24 de fevereiro de 2020
19:12 - atualizado às 11:10
Cartão e aplicativo do Nubank
Cartão e aplicativo do Nubank - Imagem: Shutterstock

Apesar de terminado o ano de 2019 com alta de 485% no número de contas e crescimento nas receitas, o Nubank, uma das fintechs de maior crescimento no país, voltou a apresentar balanço negativo com prejuízo chegando a casa dos R$ 312,7 milhões. O montante é o triplo do registrado um ano antes. Os números foram apresentados pela empresa no último sábado (22).

Mas nem tudo foi ruim. De acordo com o documento apresentado pela fintech, o Nubank fechou o ano passado com 16 milhões de contas, sendo que 45 mil foram apenas contas voltadas para pessoas jurídicas (PJs). A instituição lançou tal opção em outubro do ano passado de olho em atender negócios menores, além de clientes autônomos e empreendedores.

Seguindo a mesma linha, o número de clientes expandiu e fechou em 19,7 milhões em dezembro do ano passado, o que representa um crescimento de 3,3 vezes.

As receitas com intermediação financeira, por sua vez, subiram 165%, principalmente por conta das operações com títulos e valores mobiliários que passaram de R$ 150 milhões para R$ 407 milhões.

Outra linha da demonstração financeira que aumentou foi a das despesas. A diferença é que em velocidade menor. No ano passado, as despesas tiveram alta de 36%.

Entre os motivos para a subida estão a provisão para créditos duvidosos, que alcançou a casa dos R$ 747 milhões, montante bem acima dos R$ 486 milhões registrados um ano antes.

A fintech registrou ainda uma queda de 10,4% no índice de atraso da carteira total acima de 90 dias, fechando o ano passado em 6,6% (ajustando pelo crescimento da carteira). 

"Nosso resultado líquido é diretamente ligado ao nosso ritmo de crescimento: escolhemos investir, crescer e oferecer serviços a mais pessoas – e a grande aceitação dos nossos produtos, novos e já existentes, fez com que a nossa base aumentasse em 13,8 milhões de clientes – um número muito maior do que os 3 milhões de clientes novos em 2018", disse Gabriel Silva, vice-presidente de Finanças.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

DRAGÃO COM FOME

Comida pressiona inflação até o fim do ano, dizem analistas

Dólar em alta, oferta escassa por causa da entressafra e o auxílio emergencial estão provocando o aumento dos preços

CCR: Alerj recomenda retomar concessão de rodovia, mas governo é contra

Assembleia quer retomada da rodovia para reduzir tarifas, consideradas altas devido a irregularidades no contrato de concessão

TRETA

Maia e Alcolumbre criticam Salles após atrito com Ramos

Presidente da Câmara diz que ministro do Meio Ambiente resolveu destruir o próprio governo

SE PROTEJA

Títulos de renda fixa atrelados ao IPCA viram opção

Alta da inflação em outubro faz investidores e gestores avaliarem novas formas de proteção de patrimônio

SELEÇÃO DE NOTÍCIAS

BDR, bitcoin, shopping: o melhor do Seu Dinheiro na semana

O fim de semana chegou com uma notícia bastante esperada pelos investidores: a volta do Ibovespa ao patamar de 100 mil pontos. O principal índice da B3 foi impulsionado esta semana por dois acontecimentos. O primeiro deles foi o alívio das preocupações em torno do risco fiscal brasileiro, com políticos e governo demonstrando compromisso com a manutenção do teto de gastos. Outro tema foi a esperança de aprovação de um pacote de estímulos […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies