Menu
2020-05-14T18:42:06-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Jornalista formado pela Universidade de Federal do Paraná (UFPR). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros veículos.
de olho no balanço

Ação da Via Varejo pode dobrar de valor, diz Credit Suisse

Empresa divulgou que teve lucro no primeiro trimestre e acelerou o canal online em meio à crise; movimento é visto com otimismo por analistas

14 de maio de 2020
11:02 - atualizado às 18:42
Fachada da loja Casas Bahia, rede pertencente à Via Varejo
Casas Bahia é uma das redes de lojas operadas pela Via Varejo - Imagem: Shutterstock

As ações da Via Varejo, dona das Casas Bahia, podem mais do que dobrar de valor, segundo analistas do Credit Suisse. O banco estima que os papéis têm potencial para chegar ao valor de R$ 21, em um período de 12 meses.

A estimativa do banco de investimento, acompanhada de uma recomendação de compra das ações, é feita após a companhia divulgar os resultados do primeiro trimestre de 2019. Entre outras coisas, a Via Varejo informou um lucro líquido de R$ 13 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 50 milhões no mesmo período de 2019.

Para os analistas Victor Saragiotto e Pedro Pinto, do Credit Suisse, a Via Varejo apresentou resultados sólidos, considerando as circunstâncias do mercado — que sofre o baque da crise do novo coronavírus. Eles destacam que as vendas em mesmas lojas — linha que mostra ganho de produtividade de uma varejista — aumentaram 4,2% antes da pandemia.

Os especialistas ainda apontam a aceleração de 46% nas vendas online e a margem Ebitda, uma métrica de rentabilidade operacional, a 6,6% (excluindo os efeitos contábeis da norma IFRS16). Eles também destacam os investimentos "mais eficientes" em marketing e melhorias nos aplicativos — que em abril atingiram 11,2 milhões de usuários, segundo a empresa.

"O crescimento das vendas online em abril pode ter chamado a atenção dos investidores, que estariam enxergando a Via Varejo como uma empresa de e-commerce", dizem os analistas do banco.

Os papéis da varejista subiram de R$ 4,65 no final de março para R$ 9,50 no último pregão de abril, mas ensaiaram uma queda no mês seguinte, depois da notícia que a empresa pretende lançar uma oferta de ações de R$ 5 bilhões — o que poderia indicar que a companhia tem pouco dinheiro dinheiro em caixa para enfrentar a crise.

"Reconhecemos que ainda há um longo caminho a percorrer, mas a disposição da empresa em manter intacto seu capex ['capital expenditure', a quantidade de recursos financeiros alocados para a compra de bens de capital] para a transformação digital e os resultados entregues até o momento nos deixam otimistas", diz o Credit Suisse.

Na quarta-feira, a Via Varejo ainda informou uma receita líquida de R$ 6,339 bilhões e volume bruto de vendas (GMV, na sigla em inglês) de R$ 7,8 bilhões — alta de 3%. Segundo a companhia, o canal online respondeu por 27% de participação.

Mesmo após os resultados vistos pelos bancos como otimistas, as ações da empresa caíram 1,31% no pregão de hoje, fechando cotadas a R$ 9,02. Veja a cobertura completa do Seu Dinheiro.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

coronavírus na energia

Copasa prorroga pagamento de contas devido à pandemia

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) informou que prorrogou os prazos das medidas de auxílio aos clientes, a fim de minimizar os impactos à população devido à pandemia do novo coronavírus

seu dinheiro na sua noite

Licença para gastar

Na crise financeira de 2008, as autoridades dos países desenvolvidos se encontraram diante de um dilema: era certo usar dinheiro público para salvar os bancos que estavam à beira da falência? Se por um lado eles foram os grandes culpados pelo próprio destino, por outro os efeitos colaterais de uma quebradeira no sistema financeiro afetariam […]

Recorde histórico

Em meio à pandemia, poupança tem captação líquida recorde de R$ 37,201 bilhões em maio

Este é o maior volume de depósitos líquidos em um único mês em toda a série histórica do BC, iniciada em janeiro de 1995

Bolsa imparável

Ibovespa sobe pelo quinto dia, desafiando até mesmo o tom mais cauteloso no exterior

O Ibovespa contrariou a tendência global e fechou em alta, aproximando-se do patamar dos 94 mil pontos. O tom mais cauteloso visto lá fora só foi sentido no mercado de câmbio, com o dólar à vista subindo e voltando a R$ 5,13

MP 936

Maia avalia que desoneração de folha evita mais desemprego na crise

Para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a prorrogação da desoneração da folha de pagamento até o fim de 2021, como proposto no texto da medida provisória 936 aprovada pela Câmara, vai evitar um impacto de R$ 10 bilhões nos custos de mão de obra de 17 setores

Efeito covid

Busca por passagem aérea no Brasil atinge mínima histórica no Google

Diante de pandemia que deixou aéreas sem operação e impôs isolamento, as buscas por passagem aérea no Brasil atingiram o menor nível histórico no Google

Marink Martins: In GOLD we trust

Marink Martins vai apresentar o que se passa na mente dos principais investidores internacionais, condensando a avaliação de quem já esteve a frente da tesouraria de grandes bancos nos EUA e no Brasil.     Sem opções rentáveis na renda fixa, todos querem alternativas seguras. Agora, Marink Martins compartilha exclusivamente com você qual poderá ser a […]

Bruno Bianco

Meta é incluir informais no mercado formal no pós-pandemia, diz secretário

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, afirmou que o governo federal estuda como incluir no mercado formal a população de trabalhadores informais que precisou recorrer ao governo federal para receber o auxílio emergencial de R$ 600

Pré-sal

Com vinda de navios-tanque, Petrobras eleva capacidade de escoamento do pré-sal

A Petrobras recebe na próxima semana a primeira de quatro embarcações previstas para este ano para escoar a produção das plataformas do pré-sal

Linha cara

Mudanças em cheque especial podem reduzir despesas com juros em até R$ 7,2 bilhões, diz BC

As mudanças feitas no cheque especial podem diminuir as despesas com juros dos correntistas em até R$ 7,2 bilhões em 12 meses, conforme BC

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements