🔴 TCHAUZINHO, NUBANK: Itaú BBA revela ação que pode colocar o roxinho para comer poeira; CLIQUE AQUI  e descubra a resposta no nosso Telegram

2020-02-25T18:49:54-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
fecha a conta

Lucro da Tim aumenta 32% e chega a R$ 2 bilhões em 2019

Segundo a companhia, a melhora no resultado foi fruto de aumento da receita com serviços móveis, aceleração no crescimento com serviços fixos, e manutenção de um forte controle de custos e despesas

12 de fevereiro de 2020
7:01 - atualizado às 18:49
tim
Imagem: Shutterstock

A Tim Participações divulgou um lucro normalizado de R$ 2,049 bilhões em 2019, crescimento de 32,1%. A conta fechada do ano foi possível após a empresa apresentar os números do quarto trimestre: alta de 28,7% no lucro normalizado. Segundo analistas ouvidos pela Bloomberg, o lucro no ano chegaria a R$ 2,326 bilhões.

Segundo a companhia, a melhora no resultado foi fruto de aumento da receita com serviços móveis, aceleração no crescimento com serviços fixos, e manutenção de um forte controle de custos e despesas. A margem Ebitda da Tim passou de 40,8% para 42,9% em um ano.

O lucro líquido da empresa no quarto trimestre, sem os efeitos da norma IFRS 16, foi de R$ 756 milhões, alta de 19,6% ante os R$ 632 milhões apurados um ano antes. Em todo o ano passado, o lucro da Tim cresceu 47,9%, para R$ 3,765 bilhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) reportado da Tim no trimestre ficou em R$ 1,967 bilhão, crescimento de 8% ante o mesmo período de 2018. No ano, esse indicador ficou em R$ 8,328 bilhões, alta de 30,7%. No critério normalizado, o crescimento no trimestre foi de 8,1%, e no ano, de 6,7%.

A receita líquida da tele no quarto trimestre cresceu 2,9%, para R$ 4,587 bilhões. No ano passado, somou R$ 17,377 bilhões, avanço de 2,3%. O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 81 milhões no trimestre, e positivo em R$ 614 milhões no ano. Os desempenhos representam piora de 40,5% no trimestre, e uma reversão de desempenho negativo em todo o ano de 2018.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O resgate da libra esterlina, o que esperar do debate na Globo e razões para comprar Cyrela; confira os destaques

28 de setembro de 2022 - 19:10

Dias após negar que anteciparia uma movimentação para deter o derretimento da libra esterlina, o Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) se viu obrigado a agir antes do esperado. A incerteza com o plano de estímulos fiscais anunciado na semana passada pela primeira-ministra Liz Truss falou mais alto e, em uma tentativa de […]

FECHAMENTO DO DIA

Cautela pré-eleição segura alta do Ibovespa, mas Wall Street tem forte alta; dólar cai a R$ 5,34

28 de setembro de 2022 - 18:51

Apesar do Ibovespa ter encerrado o dia em leve alta de 0,07%, aos 108.451 pontos, e o dólar à vista ter recuado 0,50%, a R$ 5,3497, os juros futuros locais voltaram a subir.

MERCADO DE TRABALHO

Quer trabalhar em startups? Saiba quais são as melhores empresas, segundo o LinkedIn

28 de setembro de 2022 - 17:35

As fintechs, como são conhecidas as companhias financeiras com foco em tecnologia, lideram o ranking; seguradoras também são destaque

AVISO INÉDITO

Este fundo imobiliário está caro, segundo o próprio gestor — saiba quanto o KINP11 ainda tem que cair para chegar ao preço justo

28 de setembro de 2022 - 17:16

A Kinea Investimentos e a Intrag, administradora do fundo, avisaram aos investidores na semana passada que quem comprasse as cotas no patamar de preço em que estavam até então poderia ter um prejuízo de mais de 60%

POBRE MENINO RICO

Zuckerberg pobre? Dono do Facebook perde bilhões de dólares e sai da lista dos mais ricos dos EUA

28 de setembro de 2022 - 16:43

Essa não é a primeira vez que o patrimônio líquido de Zuckerberg despenca: após a famosa oferta pública de ações do Facebook em 2012, ele caiu da 14ª posição para a 36ª na Forbes 400

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies