Menu
2020-07-08T19:30:09-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
retaliação?

Por que o TikTok, a rede social dos adolescentes, entrou na mira de Trump

Governo americano aponta duas justificativas para tirar do país o aplicativo cujo dono é a startup ByteDance, avaliada em cerca de US$ 75 bilhões

8 de julho de 2020
12:43 - atualizado às 19:30
Donald Trump
Imagem: Shutterstock

A rede social TikTok, queridinha dos adolescentes, pode ser banida dos Estados Unidos. É o que indica o presidente do país, Donald Trump, nesta terça-feira (8), reiterando um comentário feito ontem pelo secretário de Estado, Mike Pompeo.

O aplicativo pertence a startup chinesa ByteDance, vista com desconfiança pelas autoridades americanas por questões de privacidade. Para Pompeo, a empresa estaria entregando os dados de usuários ao governo chinês, segundo disse à Fox News.

Ao site Business Insider, a empresa respondeu que o TikTok é liderado por um CEO americano e que tem centenas de funcionários e líderes em segurança e políticas públicas atuando nos EUA. "Nós nunca fornecemos dados do usuário ao governo chinês, nem o faríamos se solicitado", disse em nota.

Por outro lado, Trump fala em banir o TikTok como forma de retaliar a China, que ele considera culpada pela pandemia do novo coronavírus, de acordo com a Bloomberg. "É um grande negócio. Veja, o que aconteceu com a China, o que eles fizeram neste país e no mundo inteiro é vergonhoso”.

Em março, o presidente dos EUA chegou a chamar a covid-19 de "vírus chinês", em resposta a acusação de um porta-voz do governo do país asiático de que os militares americanos teriam levado o vírus até Wuhan, maior cidade da província de Hubei.

Hoje os EUA lideram o número de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus. Segundo a Universidade Johns Hopkins, são 2,9 milhões de infectados no país e 131 mil mortos.

Antes de chegar a esse número, a postura de Trump passou por negação do potencial do vírus, pressão sobre governadores e tentativa de culpar o governo chinês pela pandemia. A China hoje, aliás, considera a situação controlada no país.

Negócio bilionário

Ao falar em banir o TikTok como forma de punir a China, Trump se referiu ao aplicativo como um "grande negócio" - tirar a base de usuários de um gigante populacional como os EUA seria uma forma "justa" de retaliar a China. Mas qual o tamanho da companhia?

Fundada pelo chinês Zhang Yiming, a ByteDance já foi avaliada em US$ 75 bilhões. A cifra foi possível após uma série de movimentos estratégicos que culminou, no final de 2018, em um aporte de US$ 3 bilhões do grupo japonês SoftBank.

Segundo a plataforma Hootsuite, o TikTok tem hoje 800 milhões de usuários ativos mensais, atrás de Instagram, WeChat, Facebook Messenger, Facebook e Whatsapp. No entanto, supera LinkedIn, Reddit, Snapchat, Twitter e Pinterest.

Em maio, a plataforma de análise Sensor Tower apontou que o app já se aproximava da marca de dois bilhões de downloads, com 1,9 bilhão de instalações. Hoje, o TikTok está disponível em mais de 150 países, incluindo evidentemente os EUA.

Os usuários do país supostamente protagonizaram recentemente um ato contra Trump. Jovens foram citados pela imprensa como responsáveis por organizar, pelo TikTok, o esvaziamento de um comício em Tulsa, Oklahoma, ao se inscreverem para o evento - e não comparecerem.

No Brasil, o conteúdo do aplicativo tem dominado até outras redes sociais, como o Instagram e o Twitter, repercutindo vídeos de influencers como os irmãos Bert e Mario Junior.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Dificuldades À vista?

Deputados falam em reduzir medidas de ajuste fiscal do texto da PEC do auxílio

Embora defenda celeridade na análise da proposta, Albuquerque admite que o texto pode ser enxugado

escolha da CEO

Investir no Brasil: se correr o bicho pega, se ficar o bicho come

Confira uma seleção de matérias feita pela CEO do Seu Dinheiro, Marina Gazzoni

Efeitos da pandemia

PEC do auxílio aprovada no Senado prevê abater R$ 100 bi da dívida pública

Pelos cálculos do governo, a necessidade de financiamento da dívida pública federal (DPF) neste ano é de R$ 1,469 trilhão, valor que aumentou por causa do maior volume de títulos de curto prazo que o governo precisou emitir para conseguir captar recursos

Resolvendo pendências

STF: Petrobras não precisa se sujeitar à Lei das Licitações

Nos últimos anos, a Suprema Corte tem dado decisões relativas a Petrobras que consideram o cenário de livre competição em que opera a estatal.

Pacote fiscal aguardado

EUA: Senado aprova extensão de aumento de auxílio-desemprego

A emenda prevê a extensão da duração dos benefícios federais a desempregados, mas reduz seu valor semanal, em comparação com o projeto de lei aprovado pela Câmara dos Representantes no sábado passado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies