Menu
2020-04-28T14:17:36-03:00
Estadão Conteúdo
apelo

Setor aéreo ‘precisa desesperadamente de recursos’, afirma diretor da Iata

Alexandre de Juniac disse que o setor está em contato com todos os governos, especialmente para levantar mecanismos para proteger o caixa

28 de abril de 2020
14:02 - atualizado às 14:17
Avião
Imagem: YouTube

Apesar do clamor por recursos para o setor aéreo diante da crise do novo coronavírus, até agora o Brasil não conseguiu avançar no pacote financeiro para ajudar as companhias aéreas a preservar o seu caixa. "No Brasil, assim como em muitos países, a indústria aérea está desesperada por recursos", disse o diretor-geral e CEO da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês), Alexandre de Juniac. A declaração foi dada nesta terça-feira, durante conferência com jornalistas.

Questionado se o governo brasileiro não estaria demorando a liberar o recurso, Juniac se limitou a dizer que o setor está em contato com todos os governos, especialmente para levantar mecanismos para proteger o caixa.

No Brasil, o setor aéreo conta com os recursos prometidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para atravessar esse período. No entanto, até o momento, as negociações com o banco de fomento estão travadas, já que a diluição proposta pelo BNDES está sendo considerada elevada, segundo fontes. Não se sabe, ainda, quando virá esse socorro, estimado na ordem de R$ 3 bilhões para cada companhia.

Com empresas ficando sem caixa, muitas aéreas já estão em situação de falência no mundo, disse o economista-chefe da Iata, Brian Pearce. "Já estamos vendo falências. As companhias estão com muitos problemas. Claramente os governos estão entrando em algumas regiões para proteger o caixa das empresas. Mas ainda assim a situação é extremamente frágil", disse. Ele lembrou que muitas dessas empresas começaram o ano com dois meses de caixa para queimar e muitas delas já gastaram todo esse recurso.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Mercados hoje

Ibovespa abre o dia em alta, repercutindo Copom e risco fiscal; dólar cai

Os investidores repercutem hoje a decisão do Copom de manter a taxa básica de juros em 2% ao ano e a derrubada do forward guidance. Lá fora, bolsas seguem no embalo da posse do novo presidente dos EUA

Exile on Wall Street

Como planejar sua aposentadoria rápida?

Não sei exatamente onde está a melhor resposta para esse tipo de indagação, mas desconfio que não esteja nos livros de economia e finanças.

o melhor do seu dinheiro

O BBB dos fundos imobiliários

Vai começar mais uma edição do Big Brother Brasil, aquele programa da TV que ninguém admite que assiste, mas acompanha e sabe de tudo o que acontece. Confesso que fiquei até surpreso no dia em que ouvi o secretário de política econômica, Adolfo Sachsida, usar o participante do BBB Kleber Bambam como metáfora para explicar a […]

segunda onda

Hapvida vê aumento de atendimentos de urgência e internações por covid-19

Apesar da alta, empresa informa que está conseguindo realizar normalmente procedimentos cirúrgicos eletivos

Esquenta dos mercados

Investidores amanhecem cautelosos após decisão do BC de retirar o forward guidance

Além disso, o mercado aponta seus holofotes para a decisão da taxa de juros da Europa e os pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies