Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-05-15T09:00:57-03:00
Estadão Conteúdo
olho no balano

Sabesp reverte lucro e tem prejuízo de R$ 658 milhões no 1º trimestre

Empresa apontou “instabilidade econômica agravada pela covid-19”, com destaque para a desvalorização do real

15 de maio de 2020
9:00
Sabesp
Imagem: Governo do Estado de São Paulo/Wikimedia Commons

A companhia de saneamento paulista Sabesp reverteu o lucro líquido de R$ 637,3 milhões registrados no primeiro trimestre de 2019 e registrou prejuízo de R$ 657,9 milhões no mesmo período deste ano.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado da companhia recuou 3,9% na comparação entre os períodos, de R$ 1,544 bilhão para R$ 1,483 bilhão. Já a margem Ebitda ajustada ficou em 36,7%, ante 39,8% no primeiro trimestre do ano passado. A receita operacional líquida avançou 4,2% no mesmo intervalo, para R$ 4,042 bilhões.

A Sabesp pontuou a "instabilidade econômica agravada pela covid-19", com destaque para a desvalorização do real. De acordo com a companhia, as variações cambiais representaram impacto de R$ 1,796 bilhão nos empréstimos e financiamentos. Além disso, as perdas estimadas com créditos de liquidação duvidosa chegaram a R$ 149,7 milhões, a partir do aumento da inadimplência e da expectativa de maiores perdas futuras.

A receita operacional bruta cresceu 7,6%, de R$ 3,536 bilhões no primeiro trimestre de 2019 para os atuais R$ 3,803 bilhões. O indicador foi impulsionado pelo reajuste tarifário de 4,7%, a partir de maio de 2019; pelo aumento de 2,2% no volume faturado total, incluindo água e esgoto, além do início das operações em Santo André, cidade da região metropolitana de São Paulo. As operações em Santo André resultaram em R$ 80,1 milhões adicionais na receita operacional bruta na companhia, além de R$ 65 milhões adicionais em despesas.

O volume faturado de água e esgoto aumentou 2,7% entre os trimestres, para 823,2 milhões de metros cúbicos, no segmento residencial. No comércio, o avanço foi de 0,2%, para 86,1 milhões de metros cúbicos, enquanto o setor industrial registrou queda de 2,2% no comparativo entre os dois períodos e chegou a 17,7 milhões de metros cúbicos. A categoria pública também registrou queda e faturou 19,5 milhões de metros cúbicos, recuo de 1% ante o primeiro trimestre de 2019.

As despesas com serviços avançaram 0,5%, para R$ 424,1 milhões. O indicador inclui queda de R$ 15,8 milhões nos custos com leitura de hidrômetros e leitura de contas e aumento de R$ 15,2 milhões nos gastos com atendimento ao cliente, entre outras despesas. Já as despesas com energia elétrica avançaram 15,4%, pata R$ 326,5 milhões.

Revisão tarifária

A Sabesp informou que a Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) abriu nesta sexta-feira (15) o período de consulta pública para definição da metodologia a ser utilizada no cálculo para revisão tarifária da companhia, bem como o Custo Médio Moderado de Capital (WACC) para a revisão. As contribuições serão recebidas até 3 de julho.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

dinheiro no caixa

Petrobras vende participação em companhias de energia por R$ 160 milhões

Estatal assinou contratos para a venda de suas participações de 20% na Termelétrica Potiguar (TEP) e de 40% na Companhia Energética Manauara (CEM) para a Global Participações Energia S.A. (GPE)

seu dinheiro na sua noite

Mais micro, menos macro: quando os balanços são o destaque na bolsa

Como investidores, sabemos que os mercados estão sujeitos às mudanças no cenário macroeconômico – e, no caso do Brasil e outros países emergentes, os pregões são particularmente suscetíveis também ao noticiário político. Mas, no fim do dia, a bolsa reflete o desempenho das companhias que ali são negociadas. Nas temporadas de balanços trimestrais, analistas e […]

cardápio do dia

Fleury, EcoRodovias e Localiza: os balanços que mexem com o mercado nesta sexta

Companhias registram forte aumento no lucro, confirmando tendência entre empresas do Ibovespa

Fechamento do dia

Bolsa, dólar e juros fecham o dia no vermelho, com balanços no radar e Wall Street em alta

Em movimento raro, bolsa, dólar e juros fecharam o dia no vermelho. É que enquanto o apetite por risco reinava no exterior, os balanços levaram o Ibovespa a um movimento de correção

Vídeos

Elon Musk volta a falar sobre Bitcoin – Confira as últimas notícias sobre o mercado de criptoativos com André Franco, analista da Empiricus

André Franco comenta sobre as principais notícias que estão movimentando esse mercado. Fique por dentro agora

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies