Menu
2020-03-07T08:19:42-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Balanço

Lucro da Hypera cresce 3% em 2019, para R$ 1,164 bilhão

Empresa que se tornou a maior farmacêutica do Brasil após compra do portfólio de remédios que inclui Neosaldina e Dramin projeta lucro maior em 2020

7 de março de 2020
8:19
remédio
Imagem: Shutterstock

Na semana em que anunciou a aquisição do portfólio de remédios que inclui Neosaldina e Dramin, por US$ 825 milhões (R$ 3,8 bilhões), a Hypera divulgou o resultados do quarto trimestre e de 2019.

No acumulado do ano passado, o lucro líquido da companhia farmacêutica teve alta de 3%, para R$ 1,164 bilhão. Mas nos últimos três meses de 2019, o resultado da Hypera foi de R$ 238,8 milhões, queda de 22,9%.

Com a aquisição anunciada na segunda-feira, a Hypera se tornou a maior empresa farmacêutica do Brasil.

Junto com o balanço, a companhia divulgou as projeções para 2020, com uma estimativa de lucro líquido de R$ 1,275 bilhão, o que representaria um crescimento de 9,5%.

Levando-se em conta somente as operações continuadas, a Hypera teve lucro de R$ 310 milhões no trimestre, queda de 20,4% na comparação anual. Em 2019, o lucro neste critério cresceu 4,7%, a R$ 1,189 bilhão.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) das operações continuadas atingiu R$ 224,2 milhões no último trimestre de 2019, o que representa recuo de 31,7% em comparação aos R$ 328,3 milhões de 2018. Já em todo o ano, o indicador teve queda de 8,5%%, a R$ 1,206 bilhão.

A receita líquida da Hypera ficou praticamente estável entre outubro e dezembro, na comparação anual, ficando em R$ 928,6 milhões. No ano, as receitas acumuladas foram de R$ 3,294 bilhões, queda de 11,5% em relação a 2018.

O resultado financeiro da companhia foi positivo em R$ 3,6 milhões no quarto trimestre do ano passado, revertendo o resultado negativo de R$ 1,9 milhão de um ano antes. No ano, o resultado foi positivo em R$ 14,4 milhões, ante número positivo em R$ 100 mil em 2018.

A Hypera fechou o ano passado com caixa líquido de R$ 216,3 milhões. A dívida bruta estava em R$ 1,41 bilhão em dezembro, e as disponibilidades de caixa somam R$ 2,246 bilhões. O caixa líquido já desconta o pagamento de Juros sobre Capital Próprio (JCP), de R$ 612,2 milhões, mais um resultado não realizado de hedge de R$ 7,6 milhões.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

pandemia

Covid-19: número de mortes sobe para 361,8 mil no Brasil

Nas últimas 24 horas, foram registradas mais 3.459 mortes no país

seu dinheiro na sua noite

Petróleo, minério e tudo que há de bom

Entre o fantasma do Orçamento com pedaladas, a besta da PEC “fura-teto”, o gigante da CPI da Covid e o monstro da pandemia, o Ibovespa conseguiu hoje engatar a terceira alta seguida e fechar acima dos simbólicos 120 mil pontos, marca que o índice não via desde fevereiro. Mas como pode? Bem, mais uma vez […]

hoje não

Hering rejeita proposta da Arezzo para potencial fusão

Segundo a Cia. Hering, a proposta “não atende ao melhor interesse dos acionistas e da própria companhia”

Polêmica na privatização

CVM vai investigar CEEE por suposta omissão na divulgação de informações

A autarquia começará a apuração de uma denúncia de omissão de fatos relevantes sobre a privatização da estatal gaúcha

FECHAMENTO

Commodities em alta levam o Ibovespa acima dos 120 mil pontos pela primeira vez desde fevereiro; dólar recua

O clima incerto em Brasília segue assombrando os investidores, mas ainda assim a bolsa brasileira consegue fôlego com as commodities para se manter no azul

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies