Menu
2020-09-11T08:25:05-03:00
Estadão Conteúdo
revés

Justiça dos EUA barra crédito à Latam

Companhia havia fechado empréstimos de US$ 2,45 bilhões com a Oaktree Capital Management (especializada em investimento de risco), com a Qatar Airways e com as famílias acionistas Cueto (chilena) e Amaro (brasileira)

11 de setembro de 2020
8:25
Avião da Latam
Imagem: Shutterstock

A Justiça americana não autorizou o financiamento que a Latam esperava receber de acionistas e investidores.

Em recuperação judicial nos EUA desde maio, a companhia havia fechado empréstimos de US$ 2,45 bilhões com a Oaktree Capital Management (especializada em investimento de risco), com a Qatar Airways e com as famílias acionistas Cueto (chilena) e Amaro (brasileira).

O negócio foi feito no modelo DIP, em que o credor que concede o financiamento tem prioridade de receber perante outros.

A Latam pode recorrer da decisão, mas sua situação se complica conforme o tempo passa. O grupo passa dificuldades desde o início da pandemia por causa da queda de demanda no setor aéreo.

"A decisão é ruim para a Latam pois requer que recorra ou consiga aprovar novos termos para um novo financiamento DIP num momento em que o acesso a capital é urgente. Isso pode prejudicar a saúde financeira da empresa no curto e médio prazo", disse o advogado Felipe Bonsenso.

Na decisão o juiz James Garrity Jr, da corte de falência de Nova York, não concordou com o mecanismo de conversão de ações para pagamento do empréstimo à Qatar e às famílias. A Latam disse estar avaliando a sentença.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Bilionário imunizado

Adivinha quem já foi vacinado? Bill Gates compartilha foto e diz como se sente após tomar 1ª dose

Fundador da Microsoft compartilhou foto do momento em que era vacinado e enalteceu o trabalho dos cientistas, voluntários e profissionais da saúde que trabalham no combate à pandemia

Início de cobertura

Após queda de 56%, XP revela o que espera das ações da dona da rede de restaurantes Frango Assado e Pizza Hut no Brasil

Os analistas da corretora iniciaram a cobertura das ações da IMC com recomendação neutra e preço-alvo de R$ 4,00, o que indica um potencial de alta de 8%

Private equity

Ações da gestora brasileira Pátria sobem 17% na estreia na Nasdaq após IPO de R$ 3,2 bilhões

A gestora brasileira estreou com um valor de mercado de mais de R$ 15 bilhões e mira mais crescimento, o que poderá envolver aquisições

Uma nova chance?

O que esperar da nova Lei de Falências, que entra em vigor hoje

A reforma na Lei de Falências deve facilitar a recuperação das empresas que ainda são viáveis e tornar mais célere e eficiente a liquidação daquelas que estão condenadas a desaparecer

Aposta na retomada

Goldman Sachs eleva o preço-alvo de ação de locadora de veículos e recomenda compra

Os analistas elevam o preço-alvo para as ações da Localiza (RENT3) de R$ 69,30 para R$ 73,20 e projetam lucro acima do consenso do mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies