Menu
2020-05-07T09:02:34-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
mudança interna

Dois conselheiros da Embraer que trabalhavam na associação com a Boeing renunciam

Sergio Eraldo de Salles Pinto e Israel Vainboim estavam na companhia a pedido do próprio conselho para apoiar a parceria com a americana; com o fim do acordo, ambos pediram para sair

7 de maio de 2020
8:52 - atualizado às 9:02
Embraer
Embraer - Imagem: shutterstock

A fabricante de aviões Embraer disse que dois membros do conselho de administração da empresa que trabalhavam no acordo de associação (joint venture) com a Boeing renunciaram: Sergio Eraldo de Salles Pinto e Israel Vainboim. A decisão passa a valer a partir de 18 de maior.

Segundo a companhia, Sergio Eraldo era membro do conselho da Embraer desde 2009. Foi indicado coordenador do comitê de auditoria em 2012, cargo que ocupa até hoje. Desde 2013 ele ocupa o cargo de vice-presidente do conselho de administração.

A Embraer diz que Israel é membro do conselho de administração desde 2009 e desde 2012 atua como coordenador do comitê de Estratégia.

A pedido do conselho de administração, Sergio Eraldo e Israel permaneceram no mandato em curso para apoiar a parceria estratégia com a Boeing até seu fechamento.

Segundo a Embraer, o conselho de administração da empresa deve nomear os substitutos na data de efetividade das renúncias e formalizar a indicação dos novos coordenadores do comitê de estratégia, do comitê de auditoria e do comitê de pessoas e governança.

Os nomes são, respectivamente, Raul Calfat, João Cox Neto e Maria Leticia de Freitas Costa. Ambos atuais conselheiros independentes da companhia.

Sobrevivência

No último dia 25, a Boeing anunciou a desistência do acordo de associação com a Embraer. O negócio previa a criação de parcerias estratégicas na área de aviação comercial da brasileira e para desenvolver novos mercados de aeronaves C-390 Millennium de transporte aéreo e mobilidade aérea.

O fim da parceria acontece em um momento difícil para a brasileira. O cenário de baixa demanda por viagens colocou as companhias aéreas em um 'modo sobrevivência', que implica num maior volume de devolução de aeronaves e menores gastos com manutenção.

A empresa agora estuda estruturas de financiamento junto a bancos privados e públicos para gerir o endividamento e melhorar o caixa.

"A Embraer, o BNDES e alguns bancos privados, no Brasil e no exterior, estão discutindo algumas propostas de financiamento, principalmente uma voltada para financiamento ao capital de giro para exportações (BNDES Pré-Embarque)", diz a companhia.

A proposta não alteraria o quadro acionário da empresa, provendo capital de giro, reforço de capital e possibilitando a melhoria do perfil de endividamento.

Outras linhas de financiamento alternativas, incluindo instrumentos conversíveis, estão sendo estudadas com a assessoria de bancos privados e podem vir a ser utilizadas, ainda segundo a empresa.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Novos tempos

Alvo de Bolsonaro, home office avança no setor público

Bolsonaro usou trabalho remoto para atacar presidente da Petrobras

Mais uma na área

FDA autoriza uso emergencial de vacina de dose única nos EUA

Imunizante é produzido pela Johnson & Johnson

Contra a pandemia

Matéria-prima para produção de 12 milhões de doses de vacina chega ao Rio

Total de efetivamente imunizados não chega a 1% da população brasileira

Acordo confirmado

Notre Dame Intermédica e Hapvida chegam a acordo para combinação de negócios

Ações da Notre Dame serão incorporadas pela Hapvida; acordo resultará em uma das maiores empresas de saúde do mundo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies