Menu
2020-03-08T21:28:49-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
tombo da siderúrgica

CSN tem queda de 57% no lucro em 2019

A empresa teve queda na receita e no lucro no último trimestre do ano passado, impactada pelo menor volume de vendas no mercado externo

5 de março de 2020
8:32 - atualizado às 21:28
Instalações da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) na cidade de Volta Redonda
Imagem: Marcos Arcoverde/Estadão Conteúdo

O grupo siderúrgico CSN registrou lucro líquido de R$ 2,245 bilhões em 2019, um número 57% menor que o apurado no ano anterior. Analistas ouvidos pela Bloomberg esperavam que a cifra ajustada chegasse a R$ 1,866 bilhão.

No quarto trimestre, houve uma queda de 36% no lucro, para R$ 1,134 bilhão, ao passo que a receita foi de R$ 3,349 milhões — 11% inferior ao mesmo período do ano anterior. O resultado foi em parte consequência do menor volume de vendas no mercado externo e dos preços estáveis nos mercados interno e externo.

Segundo a CSN, em 2019 a receita líquida da área Siderúrgica chegou a R$ 13,949 milhões, 11% inferior ao ano anterior. A companhia foi impactada pela queda nas vendas externas e pela venda da subsidiária em Terra Haute, Indiana.

A receita líquida de vendas da companhia subiu 8% no último trimestre do ano, para R$ 6,524 bilhões, puxada pelo mercado externo, que cresceu 22%. Já as vendas domésticas caíram 7% (para R$ 2,76 bilhões). No ano, as receitas somaram R$ 25,436 bilhões, numa alta de 11%.

Ainda no ano passado, o custo dos produtos vendidos subiu 3% em relação a 2018, devido principalmente à queda momentânea de produtividade com a reforma do Alto Forno 3.

A CSN também foi impactada pela demanda por aço na China e a perspectiva de déficit da balança do minério de ferro — ambos produziram efeito positivo nos preços do produto.

Quanto ao endividamento, a siderúrgica informou que o indicador foi afetado pela variação cambial e pela distribuição de R$ 1,9 bilhão em dividendos.

Veja os principais números da CSN em 2019

  • Lucro líquido ajustado: R$ 2,245 bilhões (↓57%)
  • Receita líquida: R$ 25,436 bilhões (↑11%)
  • Ebitda ajustado: R$ 7,251 bilhões (↑24%)
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Enfim uma oportunidade

Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, faz primeira aquisição desde a explosão do coronavírus

Empresa adquire ativos de gás de companhia de energia americana por US$ 4 bilhões, além de assumir parte da sua dívida; desde o colapso dos mercados em março, a Berkshire apenas vendeu ativos, e vinha montada em caixa, no aguardo de boas oportunidades de compra

Um dos bilionários mais velhos

Aos 99 anos, Aloysio de Andrade Faria, o ‘banqueiro invisível’ ainda dá as cartas

Criador do Banco Real, Aloysio de Andrade Faria continua à frente de um império que inclui o banco Alfa e mais uma dezena de empresas.

Entrevista

O agronegócio não precisa das terras da Amazônia para se expandir, diz ministra da Agricultura

Em entrevista ao Estadão, Tereza Cristina diz ser “defensora intransigente de zerar o desmatamento ilegal”; sob escrutínio internacional, agronegócio corre risco de perder investimentos por questões ambientais

Nas redes sociais

Renato Feder recusa convite para ser novo ministro da Educação

Segundo o Estadão, Bolsonaro foi pressionado pela ala ideológica do governo e por militares para não colocar Feder no comando do MEC

Novo candidato?

Rapper Kanye West diz que vai concorrer à presidência dos EUA – e já tem o apoio de Elon Musk

Conhecido apoiador do presidente Donald Trump, o rapper tuitou que concorreria à presidência, e Musk respondeu

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements