Menu
2020-08-10T20:55:50-03:00
Estadão Conteúdo
fatia de 6%

Azul vende participação de 6% na TAP para governo português por ao menos 10,5 milhões de euros

A venda da participação indireta de 6% teve valor total de, ao menos, 10,5 milhões de euros, com eliminação do direito de conversão dos bônus seniores detidos pela Azul de 90 milhões de euros com vencimento em 2026

10 de agosto de 2020
20:44 - atualizado às 20:55
Avião Airbus A320 Neo operado pela Azul Linhas Aéreas
Avião Airbus A320 Neo operado pela Azul Linhas Aéreas - Imagem: Shutterstock

Os acionistas da Azul aprovaram nesta segunda-feira, 10, em Assembleia Geral Extraordinária, a venda de sua participação acionária na Transportes Aéreos Portugueses (TAP) ao governo português. A venda da participação indireta de 6% teve valor total de, ao menos, 10,5 milhões de euros, com eliminação do direito de conversão dos bônus seniores detidos pela Azul de 90 milhões de euros com vencimento em 2026.

"Como muitas outras companhias aéreas em todo o mundo, a TAP foi severamente impactada pela crise da pandemia de covid-19. Com a ajuda fornecida pelo governo português, seremos capazes de garantir a continuação da TAP, e também manter a integridade de nosso investimento", afirmou John Rodgerson, CEO da Azul, em fato relevante divulgado no anúncio da operação, em julho.

Os bônus têm valor de face mais juros acumulados de R$ 680 milhões. As demais condições contratuais dos bônus seniores serão mantidas, "incluindo o status de credor sênior, taxa de juros anual de 7,5% e o direito à constituição das garantias previstas nos respectivos termos e condições, como o programa de fidelidade da TAP", disse a Azul em comunicado.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

As ações das novas petroleiras valem a pena?

Nos recentes movimentos de rotação de carteiras nos mercados, temos nos deparado com a dicotomia Velha Economia (empresas de segmentos tradicionais) e Nova Economia (empresas ligadas à tecnologia e novas formas de consumo). Dentro do que se convencionou chamar de Velha Economia, temos visto o destaque das empresas de commodities, justamente o forte do Brasil. […]

Problemas no paraíso

Cesp, Engie, AES Brasil e mais: seca reduz brilho de ações do setor de geração hídrica

Com menos água, as empresas geram menos em hidrelétricas, mas não ficam livres de cumprir os contratos de fornecimento de energia

Jabuti do bem?

MP da Eletrobras: contratação de térmicas a gás pode diminuir conta de luz, diz estudo da Abegás

A medida vem sendo criticada pela maioria das elétricas, que alegam que ela vai na contramão da modernização e competitividade do setor

Viagem bilionária

Bilhete dourado: comprador misterioso gasta R$ 1,4 bilhão para ir ao espaço com Jeff Bezos

O turista espacial superou cerca de sete mil ofertas em um leilão beneficente realizado para definir o tripulante da espaçonave New Shepard

Fechamento dos mercados

Vacinação no Brasil volta a fazer preço, e Ibovespa sobe 0,59%, deixando para trás cautela com ‘Super Quarta’; dólar recua mais de 1%

Mercado deve operar em compasso de espera até a próxima quarta-feira, quando os BCs do Brasil e dos Estados Unidos divulgarão as suas decisões de política monetária

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies