Menu
2020-06-09T14:15:51-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
efeitos da crise

E-commerce faz UBS elevar estimativa para ação da Americanas

Analistas do banco suíço elogiam iniciativas de O2O da empresa e dizem que ações podem chegar a R$ 37; a recomendação é de compra dos papéis

9 de junho de 2020
13:46 - atualizado às 14:15
Americanas.com
Imagem: Shutterstock

O banco suíço UBS elevou a estimativa de potencial de alta das ações da Lojas Americanas em 12 meses, de R$ 34 anteriormente para R$ 37 - recomendando a compra dos papéis.

Nesta terça-feira (9), as ações da empresa (LAME4) eram negociadas a R$ 30,12, em uma alta de 1%. No ano, os papéis acumulam uma alta de cerca de 16%, mesmo com a crise do novo coronavírus. Veja o desempenho dos mercados.

Os analistas da instituição dizem que a Americanas deve se beneficiar do aumento da demanda no e-commerce por causa da pandemia. Para eles, a empresa tem apresentado contínua evolução no capital de giro, ajudando o fluxo de caixa.

A instituição reconhece as dificuldades da crise sanitária e econômica no curto prazo, mas lembra que a Americanas investiu na digitalização das operações. Na visão do banco, a empresa consolidou iniciativas O2O (Online-to-Offline) - quando o cliente pode retirar na loja um produto comprado pela internet.

A Americanas tem projetos como o "Pegue na Loja", em que o cliente compra pelo site da companhia e retira o produto onde preferir, e o "Pegue na Loja Hoje" - que permite ao usuário ter em mãos o produto no mesmo dia da compra.

Outra iniciativa da varejista é o "Lasa Entrega": a empresa usa o estoque de cada loja física para transformá-la em um centro de distribuição independente.

Para o UBS, a frente O2O da Americanas pode gerar R$ 6,9 bilhões em receitas para as operações físicas da até 2022. "Assumindo que as iniciativas O2O da Lojas Americanas vão continuar a responder por 6,7% do volume da B2W, as lojas físicas da empresa terão aumento de receita de 12%, 14% e 16% em 2020, 2021 e 2022, respectivamente."

No primeiro trimestre deste ano iniciativas O2O foram responsáveis por um ganho de R$ 530 milhões do GMV ("Gross Merchandise Volume", preço de venda cobrado ao cliente multiplicado pelo número de itens vendidos) da B2W e Americanas.

A Americanas apresentou ainda, nos três primeiros meses deste ano, prejuízo líquido de R$ 49,2 milhões (ante perdas de R$ 53,5 milhões), receita líquida de R$ 4,057 bilhões e Ebitda de R$ 583 milhões.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Tensão em Brasília

Racha no Congresso põe reformas em xeque

A decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de fatiar a reforma tributária foi vista como a pá de cal nas chances de avanço das reformas no Congresso até o fim do atual governo. Embora Lira tenha prometido abrir o diálogo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para definir os próximos passos, […]

Rapidinhas da semana

BLINK: Itaúsa, B2W, Eletrobras e mais recomendações rápidas

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Alpargatas, Eletrobras, Itaúsa, Lojas Americanas e muito mais no Blink

Reserva de emergência

Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, vende ações da Amazon e põe US$ 5 bi na conta

O bilionário Jeff Bezos vendeu cerca de 1,5 milhão de ações da Amazon nos últimos dias e pode vender outros 500 mil papéis em breve

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies