Menu
2020-02-12T17:49:49-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
de olho no setor

Varejo cresce 1,8% em 2019, no terceiro ano consecutivo de alta

Setor teve leve retração de 0,1% em dezembro, interrompendo sete meses seguidos de avanço nas vendas, segundo o IBGE

12 de fevereiro de 2020
9:43 - atualizado às 17:49
varejo compras
Imagem: Shutterstock

O varejo terminou 2019 com uma alta de 1,8% e fechou o terceiro ano consecutivo de taxas positivas, embora tenha havido uma desaceleração em relação a 2017 (2,1%) e 2018 (2,3%), segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (12).

O varejo nacional teve leve retração de 0,1% em dezembro, na comparação com novembro do ano passado, interrompendo sete meses seguidos de avanço nas vendas.

Segundo a gerente de pesquisa do IBGE, Isabella Nunes, a presença de recurso livre adicional devido a liberação dos saques nas contas do FGTS a partir do mês de setembro e a melhoria na concessão de crédito à pessoa física são alguns fatores que podem ter influenciado o resultado no segundo semestre.

"O comércio ainda não se recuperou totalmente da crise de 2015 e 2016, mas está em seu momento mais elevado desde outubro de 2014”, explica Nunes.

Seis das oito atividades pesquisadas no comércio varejista tiveram taxas negativas de novembro para dezembro, sendo que o que mais pesou no índice geral foi o recuo em Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-1,2%).

“Essa atividade, que tem peso de 44% no total do varejo, foi particularmente afetada pelo comportamento dos preços das carnes”, diz Nunes.

Segundo a especialista, o fato de a Black Friday em 2019 ter caído na última sexta-feira do mês de novembro levou o comércio a expandir as promoções no fim de semana seguinte e, assim, muitas das vendas desse evento ocorreram já em dezembro, no domingo do dia 1º. "Isso pode ter influenciado nos resultados positivos para o setor de móveis e eletrodomésticos”, diz.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

coronavírus no interior de sp

Aliansce Sonae fecha temporariamente 4 shoppings por aumento de casos de covid

A Aliansce Sonae teve que fechar temporariamente quatro shopping centers que administra por conta do aumento na ocupação de leitos nas redes de saúde das cidades onde estão localizados

crédito na crise

BTG abre linha de microcrédito para empreendedores, a partir de R$ 500

Mesmo que bilhões de reais tenham sido injetados na economia brasileira para mitigar os efeitos da crise, micro e pequenas empresas acabaram ficando sem crédito em meio à pandemia

o coronavírus por aqui

Brasil atinge platô nas mortes por covid, diz Ministério da Saúde

Mas contágio de covid-19 continua aumentando no país

seu dinheiro na sua noite

Começando o semestre com o pé direito

Passado um semestre marcado pela desvalorização dos ativos de risco e a disparada do dólar, um outro se inicia, ainda com muita incerteza pela frente. Mas ao menos começou com o pé direito: bolsa para cima e uma boa dose de alívio no câmbio. Os mercados continuam sustentados pela injeção de liquidez do Federal Reserve, […]

queda nas importações

Previsão de superávit da balança em 2020 sobe para US$ 55,4 bilhões, diz Lucas Ferraz

Com expectativa de queda nas importações maior do que o inicialmente previsto, o governo revisou a previsão para o saldo comercial deste ano e espera agora um resultado positivo de US$ 55,4 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements