Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-03-17T20:41:09-03:00
Estadão Conteúdo
AÉREAS E CORONAVÍRUS

Medidas para auxiliar empresas aéreas estão ‘na pauta’, diz Bolsonaro

Isso porque, na avaliação do presidente, com demissões ocorrendo no setor, todos serão afetados

17 de março de 2020
20:41
Avião
Imagem: YouTube

O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta terça-feira, 17, que medidas do governo federal para auxiliar as empresas aéreas em função do novo coronavírus estão "na pauta". "Existe, está na pauta, talvez o Paulo Guedes (ministro da Economia) anuncie", disse o presidente ao ser questionado sobre o tema na entrada do Palácio da Alvorada. Sem detalhar quais seriam as iniciativas, Bolsonaro emendou dizendo que, se não houver colaboração, o quadro envolvendo a crise que afeta as companhias fica "muito mais caro".

Isso porque, na avaliação do presidente, com demissões ocorrendo no setor, todos serão afetados. "O que a gente pensa aqui: fica muito mais caro se você não colaborar. Porque demissões virão, e quando vem demissões todo mundo perde", disse Bolsonaro.

Ele aproveitou para afirmar que, se o Brasil tivesse uma legislação trabalhista "mais simples", que atendesse tanto patrões como empregados, e "não apenas um lado", seria menos difícil enfrentar uma situação como essa.

"O patrão que tem que pagar os encargos trabalhistas, o FGTS. Nosso lado de cá, fica o seguro-desemprego. Nossa legislação é complexa, quando você manda embora a mesma empresa pode admitir a pessoas seis meses depois, não é fácil no Brasil. Se tivéssemos uma legislação trabalhista mais simples, onde pudesse atender patrões e empregados, não apenas um lado, estaria menos difícil enfrentar uma situação como essa", afirmou Bolsonaro.

Nesta tarde, a agenda do ministro da Economia, Paulo Guedes, foi atualizada para incluir duas reuniões, por videoconferência, com os CEOs da Latam e da Gol, separadamente, que ocorreriam às 16h30 e 17h30.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Mais uma empreitada

Do espaço para as fazendas: Elon Musk consegue licença para oferecer internet via satélite no Reino Unido

A Starlink, segundo informações do jornal Telegraph, quer chegar a regiões onde a cobertura por fibra e 5G não alcançam, e tem planos mais ambiciosos

Leão faminto

Carga pesada: Impostômetro atinge a marca de R$ 1,5 trilhão

Monitoramento da Associação Comercial de São Paulo mostra que, no ano passado, marca foi atingida somente no dia 28 de setembro

Muita calma nessa hora

Tem Vale Gás? Petrobras diz que não há definição sobre participação em programas sociais

Manifestação vem depois que o presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista que a estatal tem R$ 3 bilhões em reservas para custear ajuda

Clube do Livro

Batalhas sem arma: Em “Cripto Wars”, Jim Rickards explica guerras cambiais e agora, com criptomoedas

Autor, conhecido também por suas previsões certeiras sobre o bitcoin, fala de como a tecnologia mudou as estratégias financeiras dos países

RUMO AO MILHÃO

O primeiro e mais importante investimento para quem atingir o primeiro milhão (ou ir além)

Por mais que você busque o conforto e a segurança de uma promessa de retorno garantido, digo, com convicção, que o único investimento com retorno garantido em longo prazo é aquele feito em educação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies