🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Ministro fala

Medidas contra coronavírus vão injetar R$ 750 bilhões em 3 meses, diz Paulo Guedes

Guedes afirmou que o rumor sobre uma eventual saída do governo é “conversa fiada total” e que a conta das medidas de estímulo não será paga pelas futuras gerações

Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
28 de março de 2020
20:03 - atualizado às 11:00
Entrevista coletiva do ministro da economia, Paulo Guedes
O ex-ministro da Economia, Paulo Guedes - Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

As medidas anunciadas pelo governo para combater os efeitos do coronavírus vão injetar R$ 750 bilhões na economia nos próximos três meses. A afirmação é do ministro da Economia, Paulo Guedes, que participou de uma transmissão ao vivo promovida pela XP Investimentos no YouTube neste sábado (28).

A conta inclui os R$ 200 bilhões em recursos do depósito compulsório que foram liberados pelo Banco Central. Outros R$ 150 bilhões virão do BNDES e da Caixa Econômica Federal.

A antecipação do 13º salário dos aposentados e pensionistas do INSS e o diferimento do pagamento do Simples por micro e pequenos empresários representam mais R$ 150 bilhões na economia, segundo Guedes.

O auxílio de emergência aos 38 milhões de trabalhadores informais deve liberar mais mais R$ 50 bilhões, de acordo com o ministro. Guedes também mencionou a inclusão de mais 1,2 milhão de pessoas entre os beneficiários do bolsa-família.

O governo vai entrar com mais R$ 50 bilhões na complementação da folha de pagamento das empresas. A medida ainda não está pronta, mas deve sair nos próximos dias, segundo o ministro.

Além do recurso direto, o Banco Central anunciou ontem uma linha de crédito de R$ 40 bilhões para financiar a folha de pagamento das pequenas e médias companhias.

Por fim, o ministro mencionou a liberação de R$ 88 bilhões em recursos para os governadores e disse que também fará um programa para os municípios.

Os recursos devem aumentar o rombo das contas públicas em 4,8% do PIB. “Vamos ter um déficit extra, mas não tem problema. Não vamos deixar os brasileiros pra trás.”

O ministro afirmou, contudo, que as medidas são temporárias e que a agenda de reformas deve ser retomada ainda neste ano.

“Não vamos empurrar essa conta para as futuras gerações” – Paulo Guedes, ministro da Economia

“Conversa fiada”

Guedes afirmou que o rumor sobre uma eventual saída do governo é “conversa fiada total”. “O presidente tem total confiança no meu trabalho. Como vou sair com o país no momento mais grave?”, afirmou, ao comparar o choque do coronavírus a um meteoro.

Após ter sido “despejado”, nas palavras do ministro, do hotel onde morava, Guedes passou os últimos dias do Rio de Janeiro, o que rendeu uma série de especulações sobre o futuro dele no governo.

O ministro afirmou que voltará amanhã a Brasília e vai se instalar com a família na Granja do Torto, a convite de Jair Bolsonaro.

Compartilhe

AFROUXANDO AS MEDIDAS

Fim da política de “covid zero” na China? Flexibilização da quarentena anima os investidores e as bolsas internacionais avançam

28 de junho de 2022 - 11:30

A partir desta terça-feira, o período de quarentena exigido para viajantes internacionais cairá pela metade, para sete dias de quarentena centralizada e três de isolamento domiciliar

Covid-19 derruba economia da China em abril; confira os dados chineses que assustaram o mercado hoje

16 de maio de 2022 - 11:26

Com os lockdowns nos últimos dois meses, a produção e as vendas chinesas despencam além do esperado, e a divulgação de números piores traz a cautela de volta ao foco hoje

A CORRIDA DA VACINA

Moderna quer vacinar crianças menores de 5 anos contra a covid-19 nos EUA; Dinamarca interrompe programa de vacinação

28 de abril de 2022 - 12:21

Pedido da farmacêutica a torna a primeira fabricante a solicitar à agência reguladora dos Estados Unidos para vacinar crianças entre seis meses e cinco anos de idade

NÃO TEM REFRESCO

Com os olhos do mundo voltados para a guerra, subvariante furtiva do coronavírus se espalha pela Europa

23 de março de 2022 - 12:33

Especialistas advertem para risco de um novo surto global do coronavírus em meio ao relaxamento das medidas de restrição

VARIANTE SHIPPADA

Deltacron desembarca no Brasil: entenda a recombinação das variantes delta e ômicron e se é o caso de nos preocuparmos com um novo surto de covid-19

15 de março de 2022 - 13:03

Segundo especialistas, ainda é cedo para mensurar a taxa de transmissibilidade, a gravidade da doença e a eficácia das vacinas contra a deltacron

NADA A COMEMORAR

Pandemia completa 2 anos no Brasil com quase 650 mil mortes

26 de fevereiro de 2022 - 10:10

Além das centenas de milhares de mortes, quase 30 milhões de brasileiros foram diagnosticados com covid-19 no período

NOVA ONDA AVANÇA

Covid-19 volta a causar mais de mil mortes por dia no Brasil

4 de fevereiro de 2022 - 7:15

Nas últimas semanas, Ministério da Saúde têm registrado sucessivamente novos recordes diários de casos da doença no Brasil

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

A alta estrutural do petróleo: como a questão ucraniana pode influenciar?

25 de janeiro de 2022 - 9:07

Tensões entre Ucrânia e Rússia podem pressionar os preços da commodity, dando uma mãozinha para o barril chegar à marca dos US$ 100

NOVA ONDA

Covid-19 volta a ganhar força e Brasil bate recorde de casos confirmados da doença em 24 horas

19 de janeiro de 2022 - 6:39

Números de novos casos em apenas um dia ultrapassou a marca de 137 mil; Ministério da Saúde também confirmou mais 351 mortes pela doença

DERRUBADO PELA COVID

Com presidente do Conselho fura-quarentena e perdas de clientes, Credit Suisse tem desafio de recuperar reputação

17 de janeiro de 2022 - 15:05

Credit Suisse volta a ser abalado com saída de presidente do Conselho que veio para recuperar a imagem do banco, mas foi pego violando as regras da quarentena contra a covid-19

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar