Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-03-16T16:12:21-03:00
Estadão Conteúdo
Alternativa

Governo buscará uma solução para as empresas aéreas, diz Bolsonaro

Bolsonaro disse, porém, que o setor público não tem recurso para liberar “bilhões” a segmentos específicos; deixar quebrar ‘é a pior alternativa’, afirmou

16 de março de 2020
16:12
Presidente Jair Bolsonaro
Presidente da República, Jair Bolsonaro. - Imagem: Alan Santos/PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que o governo buscará uma solução para as empresas aéreas, afetadas pelos impactos do coronavírus no mundo. O chefe do Planalto citou, porém, que o setor público não tem recurso para liberar "bilhões" a segmentos específicos.

"Vamos agir na questão das áreas, que estão perdendo clientes, vamos deixar quebrar ou vamos apresentar uma alternativa? No meu entender, quebrar é a pior alternativa que existe", disse Bolsonaro em entrevista à Rádio Bandeirantes.

"Nós não seremos omissos aos reclames da sociedade. A nossa preocupação existe. Agora, nossa economia não é a americana que o Trump anuncia bilhões, bilhões e bilhões de dólares para socorrer esse ou aquele setor. Não temos recursos para isso", afirmou Bolsonaro.

Conforme o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) antecipou, a área técnica do governo estuda oferecer às empresas aéreas um mecanismo de adiamento do pagamento de tributos - uma espécie de "waiver". Além disso, o ministro da Economia, Paulo Guedes, recomendou que as companhias do segmento busquem linhas de crédito disponíveis.

Uma das alternativas apresentadas pelo chefe do Planalto é recuperar os R$ 15 bilhões em recursos que ficariam sob controle do Congresso Nacional.

Na sexta-feira, 13, o governo editou uma medida provisória transferindo R$ 5 bilhões dessa fatia para o guarda-chuva do Executivo e o uso do dinheiro no combate ao coronavírus.

Bares e restaurantes

Bolsonaro afirmou que vai conversar, na tarde desta segunda-feira, 16, com representantes de bares e restaurantes frente à intenção de governadores em restringir o funcionamento desses estabelecimentos.

No Distrito Federal, por exemplo, bares e restaurantes deverão organizar mesas a uma distância de dois metros uma da outra, por determinação do governo distrital. Governadores de Estados discutem outras medidas restritivas para os estabelecimentos.

"É o pessoal que mais sofre, que vai ter um baque agora tendo em vista algumas medidas tomadas por autoridades de Estados que já começaram a prejudicar o lucro deles", afirmou o presidente.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

OMS ALERTA

Variante Ômicron representa risco global ‘muito elevado’ e é provável que se espalhe

OMS emitiu hoje um informe técnico sobre a cepa do coronavírus causador da covid-19 recentemente descoberta na África do Sul

MULTIFACETADO

‘Genial e visionário’: Virgil Abloh, diretor artístico da Louis Vuitton, morre aos 41 anos depois de luta contra forma rara de câncer

Estilista norte-americano ganhou notoriedade como diretor criativo do rapper Kanye West e fez história na LVMH

SELEÇÃO DE ATIVOS

13º salário de 2021 cai na conta até amanhã! Veja onde investir se você tem perfil conservador

Consultamos especialistas e o veredito é unânime: no cenário atual o que não faltam são oportunidades, mesmo para os investidores menos inclinados ao risco

ECONOMIA X COVID

Economia monitora variante ômicron da covid-19, mas programas de auxílio dependem da PEC dos Precatórios; pasta evita falar em gastos fora do teto

Ministério da Economia evita falar em crédito extraordinário, como acontece nos casos de guerras ou calamidades públicas

Black Friday em números

Varejo cresce 6,3% na Black Friday e vê crescimento de lojas virtuais com e-commerce aquecido; confira dados

Apesar do aumento em relação à Black Friday de 2020, o patamar de faturamento do varejo foi 9,1% inferior ao registrado em 2019

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies