Menu
2020-05-21T16:16:53-03:00
Estadão Conteúdo
Comércio mundial

Fase 1 do acordo EUA-China está intacta, diz diretor de Conselho da Casa Branca

Larry Kudlow afirmou que a fase 1 do acordo comercial entre Estados Unidos e China, firmado em janeiro, segue “intacta”, apesar da escalada nas tensões entre os dois países, com troca de acusações em relação à resposta ao coronavírus

21 de maio de 2020
16:16
Guerra comercial EUA China
Imagem: Shutterstock

Diretor do Conselho Econômico da Casa Branca, Larry Kudlow afirmou que a fase 1 do acordo comercial entre Estados Unidos e China, firmado em janeiro, segue "intacta", apesar da escalada nas tensões entre os dois países, com troca de acusações em relação à resposta ao coronavírus. "Estou satisfeito com o cumprimento do acordo, mas não com o comportamento da China com a pandemia", criticou, em entrevista online ao jornal The Washington Post.

Kudlow voltou a demonstrar otimismo de que a recuperação da economia ocorrerá em formato de V, isto é, em ritmo rápido e forte. Para ele, o Produto Interno Bruto (PIB) do país registrará contração significativa no segundo trimestre, mas iniciará a retomada a partir de então. "Quando nossa economia reabrir, teremos um 'boom' de exportação", afirmou.

O diretor também expressou oposição à ampliação de benefícios a desempregados, que, na visão dele, desincentivam o retorno ao trabalho.

Ele ainda disse que concorda com o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) que juros negativos não são necessários nos momentos. "Programas para liquidez são mais importantes", argumentou.

O diretor explicou que, apesar de entender que o governo não pode gastar de forma ilimitada, não está preocupado com o aumento da dívida pública. Segundo ele, a confiança do mercado com a capacidade do país de honrar seus pagamentos é considerada "sagrada".

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

seu dinheiro na sua noite

Fidelidade em baixa com a pandemia

Não, não estou falando da fidelidade entre casais. Até porque, por mais que a convivência excessiva em família na quarentena tenha abalado alguns casamentos, o momento não anda muito propício às puladas de cerca. Estou falando do setor de fidelidade, que abarca as empresas de programas de pontos e milhagem, sobretudo aqueles ligados às companhias […]

Empresa ligada à Vale

Justiça aprova pedido de Recuperação Judicial da Samarco

RJ não terá impacto nas atividades operacionais da mineradora, nem nas ações de reparação e compensação pela tragédia de Mariana

FECHAMENTO

Ibovespa ignora tensão em Brasília e NY no vermelho e avança 1%; dólar também sobe

Enquanto as blue chips garantiram o bom desempenho do Ibovespa, o dólar avançou 0,84%, pressionado pelo noticiário em Brasília

Exaltou integração

Presidente do Banco Central não enxerga competição entre bancos e fintechs

Segundo Campos Neto, a integração entre as mídias sociais e o sistema financeiro é maior inovação que existe no momento

Menos pontos e milhas

Setor de empresas de fidelidade encolhe quase 30% em 2020

O segmento de fidelidade movimentou R$ 5,3 bilhões em 2020, segundo a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies