Menu
2020-01-17T06:56:26-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
dados oficiais

China cresce 6,1% em 2019; ritmo é o mais lento em 30 anos

No quarto trimestre, crescimento foi de 6,0% na comparação anual, abaixo da projeção de analistas, de avanço de 6,1%

17 de janeiro de 2020
6:56
china
Imagem: Shutterstock

O Produto Interno Bruto (PIB) da China registrou uma expansão de 6,1% em 2019, segundo dados do Escritório Nacional de Estatísticas chinês. O ritmo é o mais lento em quase três décadas e uma desaceleração em relação ao avanço de 6,6% registrado em 2018.

O crescimento econômico desacelerou durante a maior parte do ano passado, mas manteve-se firme no trimestre final em meio à atenuação de tensões comerciais com os Estados Unidos.

Contabilizando-se apenas o quarto trimestre, o PIB chinês cresceu 6,0% na comparação anual, repetindo a expansão do terceiro trimestre, mas abaixo da projeção de analistas consultados pelo Wall Street Journal, de avanço de 6,1%.

A produção industrial chinesa avançou 6,9% na comparação anual de dezembro, acelerando de um aumento de 6,2% em novembro. O avanço de dezembro superou a mediana das projeções de 15 analistas consultados pelo Wall Street Journal, de alta de 5,9%.

Já as vendas no varejo saltaram 8,0% no mês passado em relação a dezembro de 2018, repetindo o aumento de 8,0% de novembro e batendo as projeções de crescimento de 7,8%.

Os investimentos em ativos fixos nas áreas urbanas da China, por sua vez, avançaram 5,4% no ano cheio de 2019. O crescimento deste indicador da atividade de construção acompanhado de perto superou a alta anual de 5,2% registrada no período de janeiro a novembro e as projeções de economistas.

Olho no BC

Ainda no país asiático, o Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) injetou nesta sexta-feira 200 bilhões de yuans (US$ 29,1 bilhões) em liquidez no sistema financeiro, com o objetivo de manter ampla disponibilidade de recursos antes do feriado chinês do ano-novo lunar, que começa no dia 24 e se estenderá por uma semana.

O PBoC ofereceu contratos de recompra reversa de 14 dias, com taxa de juros a 2,65%, a mesma de operações anteriores.

Nos últimos três dias, o BC chinês injetou um total de 900 bilhões de yuans no sistema financeiro. A iniciativa veio depois de o PBoC anunciar um corte de compulsório bancário no começo do mês que liberou cerca de 800 bilhões de yuans em liquidez.

A demanda por recursos financeiros na China normalmente ganha força antes de feriados.

*Com Dow Jones Newswires e Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

ficou para esta quinta

Para privatizar Eletrobras, governo aceita mais 19 emendas à MP

Por acordo entre os senadores, o texto da MP será votado apenas amanhã, 17, a partir das 10h, e até lá, eles poderão apresentar sugestões de destaques, que podem alterar o teor do parecer

seu dinheiro na sua noite

A Selic subiu mais um pouco – e na próxima reunião tem mais

Esta “Super Quarta” terminou com os bancos centrais brasileiro e americano apertando um pouquinho mais a torneirinha dos juros. A inflação pressiona, aqui e na terra do Tio Sam, e as autoridades monetárias querem mostrar que permanecem vigilantes. O Federal Reserve ainda não elevou propriamente as taxas de juros, que foram mantidas entre zero e […]

Entrevista

Sinais do Copom apontam para Selic a 7% no fim do ano, diz Padovani, do banco BV

Economista-chefe do banco BV, Roberto Padovani destacou o tom mais ríspido do Banco Central e a indicação de que a Selic continuará em alta

MUDANÇA NOS JUROS

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom

Veja o que ficou igual e o que mudou no comunicado da decisão do Copom a respeito da taxa Selic, elevada ao patamar de 4,25% ao ano

Subiu de novo

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 4,25% ao ano

Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies