Menu
2020-06-08T06:51:14-03:00
números oficiais

China: balança comercial registra superávit de US$ 62,93 em maio

Exportações da China caíram 3,3% em maio, na comparação com o mesmo período de 2019

8 de junho de 2020
6:50 - atualizado às 6:51
China, Bandeira
Bandeiras chinesas - Imagem: Shutterstock

A China registrou um superávit comercial de US$ 62,93 bilhões no mês passado, superior aos US$ 45,34 bilhões de abril, informou a Administração Geral das Alfândegas neste domingo, 7.

As exportações da China caíram 3,3% em maio, na comparação com o mesmo período de 2019. Em abril, a queda foi de 3,5%. O dado também surpreendeu analistas com número abaixo da previsão mediana de 6,5%.

Ja as importações chinesas caíram, 16,7% em maio, devido à queda nos preços das commodities. Em abril a queda foi de 14,2%. Economistas esperavam que as importações caíssem 8,1% no ano.

*Com informações da Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

entrevista

‘Brasil virou pária do investimento internacional’, diz Persio Arida

Um dos signatários da carta de ex-ministros da Fazenda e do BC em defesa de uma retomada econômica “verde”, ele observa que o presidente tem feito uma “política ambiental horrenda” e na contramão do mundo

ao menos sete parlamentares

Verba de gabinete é usada para lucrar na internet

Deputados da base governista recorreram a empresas contratadas com dinheiro da cota parlamentar e assessores pagos pela Casa para gerir canais monetizados no YouTube

entrevista

‘Caminhamos para o precipício ambiental’, diz CEO da Suzano

Walter Schalka diz que a sustentabilidade tem de unir empresas e governo para que o Brasil possa virar uma potência ambiental no mundo

decisão da justiça

Ex-secretário, vereador e empresário de Marília tornam-se réus por fraudes

De acordo com o Ministério Público Federal, o grupo é acusado de corrupção ativa e passiva, peculato, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

caso queiroz

Citados em ‘rachadinha’ continuam com cargos

Ex-assessores fazem parte de uma lista de 69 pessoas que trabalharam com Flávio Bolsonaro e tiveram sigilo bancário e fiscal quebrados por decisão da Justiça em abril do ano passado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements