Menu
2020-07-29T18:41:10-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
Cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Novidade

Banco Central lançará notas de R$ 200 no fim de agosto, estampadas pelo lobo-guará

Segundo o comunicado do Banco Central, serão impressas 450 milhões de cédulas, que entrarão em circulação no final de agosto.

29 de julho de 2020
15:54 - atualizado às 18:41
Moeda Nacional, Real, Dinheiro, notas de real
Imagem ilustrativa - Imagem: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

A família das notas do Real vai crescer. A garça-branca, a arara, o mico-leão-dourado, a onça-pintada e a garoupa agora também terão a companhia do lobo-guará. O Banco Central anunciou na tarde desta quarta-feira (29) que o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou o lançamento da nova nota de R$ 200, que será estampada pelo lobo-guará, escolhido após uma pesquisa da entidade.

Segundo o comunicado do Banco Central, serão impressas 450 milhões de cédulas, totalizando R$ 90 bilhões, que entrarão em circulação no final de agosto. Os elementos e características da cédula serão divulgados no lançamento oficial, no fim de agosto. A escolha do lobo-guará é resultado de uma pesquisa realizada em 2001 pelo BC.

A diretora de Administração do Banco Central, Carolina de Assis Barros, explicou que o projeto já era pré-existente, e o momento se mostrou oportuno para o lançamento, já que a pandemia do coronavírus trouxe um aumento na demanda por papel-moeda desde março. Além disso, foi observado um maior entesouramento do dinheiro, e o retorno do auxílio emergencial ao sistema tem acontecido de forma mais lenta do que o esperado.

A diretora do BC afirmou também que o lançamento da nova cédula é uma medida preventiva, com o Banco Central se adiantando a um possível crescimento na demanda de papel-moeda nos próximos meses, mas que no momento a quantidade existente é adequada para suprir a demanda. Com a nova cédula, o BC espera reduzir custos de logística e distribuição de numerário pelo país.

Carolina de Barros disse que o CMN autorizou R$ 113,4 milhões para impressão de 450 milhões de cédulas de R$ 200 e 170 milhões de cédulas de R$ 100 e que a a impressão das novas moedas não está relacionada com a inflação. "Temos um sistema de metas. No momento, a inflação é baixa, estável, e controlada".

As 450 milhões de notas de R$ 200 serão lançadas gradualmente, de acordo com a necessidade do sistema. As moedas estão em fase final de testes de impressão.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Esquenta dos Mercados

Orçamento e CPI da Covid seguem no radar do investidor, com inflação dos EUA à caminho

O noticiário de Brasília segue o mesmo, enquanto os indicadores econômicos devem chacoalhar o mercado

nova retomada

BR Malls e Aliansce Sonae reabrem alguns shopping centers

Empresas retomam operações de unidades em locais em que houve flexibilização das medida de combate à covid-19

SOB NOVA DIREÇÃO

Em assembleia tensa, acionistas da Petrobras destituem Castello Branco

Minoritários chegaram a indicar quatro candidatos, mas mudaram de ideia e retiraram duas candidaturas, diante da falta de votos

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Como ficam as ações dos países emergentes com a recuperação nos EUA?

Como as ações acompanham os lucros, há um fluxo de recursos para os EUA em detrimento do que foi verificado no final do ano passado

Entrevista exclusiva

PicPay chega aos 50 milhões de usuários e fundador fala dos planos para chegar aos celulares de todos os brasileiros

Com IPO no radar, aplicativo segue a trilha aberta pelo chinês WeChat e acelera crescimento com novos serviços e a contratação de pesos-pesados do mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies