⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2020-02-25T22:07:35-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
de olho na política monetária

China reduz taxa de juros de empréstimos, em reação ao coronavírus

Redução de empréstimos de um ano foi de 4,15% em janeiro para 4,05% em fevereiro

20 de fevereiro de 2020
7:15 - atualizado às 22:07
china juros
Imagem: Shutterstock

O Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) anunciou nesta quinta-feira (20) (pelo horário local), a redução da taxa de empréstimos de um ano de 4,15% em janeiro para 4,05% em fevereiro.

O movimento já era esperado por analistas e é considerado uma reação da autoridade monetária chinesa aos efeitos econômicos da crise do coronavírus.

A China também baixou a sua taxa de empréstimos de cinco anos, de 4,80% em janeiro para 4,75% em fevereiro, consolidando cortes de juros em taxas tanto de curto quanto de longo prazo.

Autoridades chinesas planejam aumentar o apoio de crédito a empresas afetadas pela epidemia do coronavírus, disse o banco central em um relatório trimestral de formulação de políticas divulgado nesta quarta-feira.

Em janeiro

Os bancos da China liberaram um valor recorde de novos empréstimos em janeiro, em linha com a promessa do governo de ajudar empresas em dificuldades em meio à epidemia de coronavírus.

Dados do PBoC mostraram hoje que os bancos do país concederam 3,34 trilhões de yuans (US$ 477,3 bilhões) em empréstimos no mês passado, cifra que superou o recorde anterior de 3,23 trilhões de yuans, estabelecido em janeiro de 2019.

O resultado de janeiro ficou acima da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam 3,022 trilhões de yuans em novos empréstimos.

O financiamento social total, uma medida mais ampla do crédito na economia chinesa, somou 5,07 trilhões de yuans em janeiro, montante também inédito.

Já a base monetária da China (M2) teve acréscimo anual de 8,4% em janeiro, mas economistas projetavam avanço maior, de 8,7%. Fonte: Dow Jones Newswires.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Ibovespa fecha setembro no azul, o potencial da Weg (WEGE3) e a semana do bitcoin; confira os destaques do dia

30 de setembro de 2022 - 19:19

O último pregão do mês foi também o último antes da definição do primeiro turno das eleições presidenciais de 2022. Apesar disso, levou um tempo até que a política fosse o principal gatilho para os negócios.  Isso porque o debate final entre os candidatos à chefia do Executivo não trouxe grandes mudanças no cenário-base, já […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa fecha setembro no azul por um triz após nova onda do ‘efeito Meirelles’; dólar vai a R$ 5,39

30 de setembro de 2022 - 18:53

O Ibovespa deixou a política parcialmente de lado no último pregão antes do pleito de domingo

Balanço do mês

Os melhores investimentos de setembro: dólar tem a maior alta do mês, e Brasil vai na contramão do mundo com valorização de quase todos os ativos

30 de setembro de 2022 - 18:42

Títulos prefixados vêm logo em seguida, beneficiados pelo fim do ciclo de alta da Selic no Brasil. Veja o ranking completo dos melhores e piores investimentos do mês

EFEITO MEIRELLES 2.0

Bolsa amplia alta e Magazine Luiza (MGLU3) dispara com novo rumor sobre Henrique Meirelles no governo em caso de vitória do petista

30 de setembro de 2022 - 16:01

Descolando de seus pares internacionais, a bolsa brasileira opera em forte alta, mas o grande destaque fica com a curva de juros e a disparada de ações do setor de consumo

É HORA DE COMPRAR?

Morgan Stanley altera recomendação da Weg (WEGE3) de venda para compra e papel sobe mais de 6%

30 de setembro de 2022 - 15:51

Na avaliação dos analistas, a Weg (WEGE3) tende a se beneficiar das tendências de automação, eletrificação e descarbonização do mercado e pode subir 29,3%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies