Menu
2020-01-30T13:26:34-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Ainda é buy

UBS eleva preço-alvo e reforça indicação de compra de ação que já subiu mais de 350% desde IPO

Banco suíço permanece otimista com as ações do IRB e projeta um retorno sobre o patrimônio líquido de 50% para a ação em 2020

30 de janeiro de 2020
13:21 - atualizado às 13:26
Obra de insfraestrutura
Projetos de infraestrutura podem impulsionar o preço da ação do IRBImagem: Shutterstock

O banco suíço UBS aumentou o preço-alvo das ações da resseguradora IRB (IRBR3) de R$ 41,50 para R$ 50 em 12 meses, um potencial de valorização (upside) de 13,64% frente ao fechamento de ontem (29), quando a ação terminou o pregão em R$ 44. A instituição também reiterou sua recomendação de compra para os papéis.

Desde a oferta pública inicial (IPO) do IRB no fim de julho de 2017, suas ações já se valorizaram mais de 350%. Nesta quinta (30), o papel subia 0,18% por volta das 13h, ante uma desvalorização de mais de 2% do Ibovespa. Veja a nossa cobertura completa de mercados.

"O IRB já se valorizou 14% no ano, superando os pares (-2% a 7%) e o Ibovespa (flat), refletindo as boas perspectivas para o setor de resseguros em 2020, com melhorias na performance operacional", escreveram os analistas Mariana Taddeo e Kaio Prato em relatório.

Mesmo assim, os analistas ainda veem potencial para a ação, devido ao seu sólido crescimento no mercado local por meio "da alavancagem de suas vantagens competitivas únicas", ao crescimento das oportunidades no mercado internacional e por ter um dos maiores retornos sobre o patrimônio líquido (ROE) entre seus pares globais.

O ROE projetado pelo UBS em 2020 é de 50,3% para 2020, bem acima da média global de 12,5%. Os analistas também revisaram para cima suas estimativas de crescimento no lucro líquido da companhia em 2020 e 2021 de 16% para 18% ao ano.

Para eles, o valuation permanece atrativo, com uma estimativa de que a ação será negociada a quase 21 vezes a relação Preço/Lucro ao final de 2020, contra um P/L de 18 vezes nos últimos 12 meses.

Segundo os analistas do UBS, os fatores que podem impulsionar a ação no curto prazo são as privatizações, os subsídios ao seguro rural e projetos de infraestrutura. A estimativa é que o crescimento dos prêmios permaneça em dois dígitos

Já no médio/longo prazo, eles veem oportunidade de crescimento em parcerias com bancos digitais e fintechs e no aumento da penetração dos resseguros.

No mercado internacional, a perspectiva é continuidade de ganho de participação de mercado, principalmente na América do Sul, "onde o mercado de resseguros tem baixa penetração e é muito fragmentado", diz o relatório.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Mais lidas Seu Dinheiro

MAIS LIDAS: Os 10 anos bem vividos da Tesla na bolsa

Nos dez anos que separam a abertura de capital da Tesla na Nasdaq e o último dia 29 de junho, as ações da companhia subiram vertiginosos 4.125%, enquanto o principal índice da bolsa americana de tecnologia teve alta de “apenas” 345%. E a companhia do bilionário Elon Musk pôde comemorar o aniversário de uma década […]

Avião-problema

Fabricante de aviões trilha novo caminho: Boeing aposta no MAX

Mesmo começando a ficar otimista com relação ao futuro do Max, acredito que comprar ações da Boeing continua sendo mau negócio

ranking

Os títulos públicos mais rentáveis do 1º semestre; indicações do Seu Dinheiro estiveram entre eles

Em março, levantamos a bola para uma oportunidade aberta no Tesouro Direto com a alta dos juros no mês, e alguns dos títulos indicados ficaram entre os mais rentáveis do semestre. Confira a lista completa dos melhores e piores títulos públicos do ano até agora

Recuperação mais lenta

Ipea diz que efeitos da pandemia tendem a persistir sobre mercado de trabalho

“É provável que a taxa de desemprego continue alta, mas não por uma piora do mercado de trabalho, e sim pela melhora da percepção das pessoas sobre o ambiente para procurar emprego”, diz diretor da instituição

Sem pessoa física

Modelo de abertura de capital da Aura Minerals pode ser replicado

Modelo de esforços restritos, inaugurado no Brasil pela companhia produtora de ouro, só permite a entrada de fundos na abertura de capital

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements