Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-01-30T13:26:34-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Ainda é buy

UBS eleva preço-alvo e reforça indicação de compra de ação que já subiu mais de 350% desde IPO

Banco suíço permanece otimista com as ações do IRB e projeta um retorno sobre o patrimônio líquido de 50% para a ação em 2020

30 de janeiro de 2020
13:21 - atualizado às 13:26
Obra de insfraestrutura
Projetos de infraestrutura podem impulsionar o preço da ação do IRBImagem: Shutterstock

O banco suíço UBS aumentou o preço-alvo das ações da resseguradora IRB (IRBR3) de R$ 41,50 para R$ 50 em 12 meses, um potencial de valorização (upside) de 13,64% frente ao fechamento de ontem (29), quando a ação terminou o pregão em R$ 44. A instituição também reiterou sua recomendação de compra para os papéis.

Desde a oferta pública inicial (IPO) do IRB no fim de julho de 2017, suas ações já se valorizaram mais de 350%. Nesta quinta (30), o papel subia 0,18% por volta das 13h, ante uma desvalorização de mais de 2% do Ibovespa. Veja a nossa cobertura completa de mercados.

"O IRB já se valorizou 14% no ano, superando os pares (-2% a 7%) e o Ibovespa (flat), refletindo as boas perspectivas para o setor de resseguros em 2020, com melhorias na performance operacional", escreveram os analistas Mariana Taddeo e Kaio Prato em relatório.

Mesmo assim, os analistas ainda veem potencial para a ação, devido ao seu sólido crescimento no mercado local por meio "da alavancagem de suas vantagens competitivas únicas", ao crescimento das oportunidades no mercado internacional e por ter um dos maiores retornos sobre o patrimônio líquido (ROE) entre seus pares globais.

O ROE projetado pelo UBS em 2020 é de 50,3% para 2020, bem acima da média global de 12,5%. Os analistas também revisaram para cima suas estimativas de crescimento no lucro líquido da companhia em 2020 e 2021 de 16% para 18% ao ano.

Para eles, o valuation permanece atrativo, com uma estimativa de que a ação será negociada a quase 21 vezes a relação Preço/Lucro ao final de 2020, contra um P/L de 18 vezes nos últimos 12 meses.

Segundo os analistas do UBS, os fatores que podem impulsionar a ação no curto prazo são as privatizações, os subsídios ao seguro rural e projetos de infraestrutura. A estimativa é que o crescimento dos prêmios permaneça em dois dígitos

Já no médio/longo prazo, eles veem oportunidade de crescimento em parcerias com bancos digitais e fintechs e no aumento da penetração dos resseguros.

No mercado internacional, a perspectiva é continuidade de ganho de participação de mercado, principalmente na América do Sul, "onde o mercado de resseguros tem baixa penetração e é muito fragmentado", diz o relatório.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

praticidade

Empiricus lança em aplicativo função de compra e venda de ações e outros ativos negociados em Bolsa

Desenvolvido em parceria com a Vitreo, o serviço já está disponível a todos os investidores – não somente aos assinantes da casa de research; saiba mais

Acionistas felizes

Sextou com dividendos: Copel (CPLE6) anuncia mais de R$ 1 bilhão em proventos; veja quem tem direito

Os valores aprovados pelo conselho de administração da empresa serão pagos aos acionistas em 30 de novembro

BLINK!

O que rolou nessa semana? Onde aprender Valuation? Vale (VALE3) caindo novamente? Felipe Miranda responde seus seguidores neste BLINK!

A chegada do final de semana é marcada pela sexta-feira e pelo BLINK! Felipe Miranda, estrategista-chefe da Empiricus, respondeu algumas perguntas feitas pelos seus seguidores. Confira

avaliando riscos

‘Papa’ do valuation vê inflação subestimada e diz que alta de preços é seu maior medo

Em evento, o professor da NYU Aswath Damodaran disse que gostaria de ver o banco central norte-americano agindo mais do que minimizando a alta de preços

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O Ibovespa em queda livre e outros destaques desta sexta

Com a queda de 2,07% desta sexta-feira, aos 111.439 pontos, o Ibovespa emplacou o seu quarto pregão seguido de baixa e, agora, acumula um retorno negativo de mais de 6% em 2021. É um desempenho decepcionante para um índice que começou o ano renovando máximas e atingiu o seu nível recorde há apenas três meses; […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies