⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2019-04-24T18:20:15-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Prejuízo de R$ 49 milhões

Fraco, como esperado: veja a reação dos analistas ao balanço da Via Varejo

A Via Varejo ficou no vermelho pelo terceiro trimestre seguido. Analistas projetavam resultados ruins, mas ainda assim se surpreenderam com alguns pontos negativos, embora outros tenham agradado

24 de abril de 2019
12:54 - atualizado às 18:20
Via Varejo
Ações da Via Varejo operam em leve queda nesta quarta-feira - Imagem: Divulgação

As ações ON da Via Varejo encerraram o pregão desta quarta-feira estáveis, a R$ 3,93, numa sessão em que mercado passou o dia digerindo os resultados da companhia no primeiro trimestre deste ano — um prejuízo líquido de R$ 49 milhões, revertendo o lucro de R$ 64 milhões registrado há um ano.

Em linhas gerais, os analistas consideraram o balanço da empresa como fraco, embora essa fragilidade já fosse esperada. Por um lado, a receita líquida e a margem bruta foram citadas como principais decepções do trimestre. Por outro, a redução nas despesas com vendas, gerais e administrativas foi bem recebida.

Ao longo do dia, os papéis da Via Varejo oscilaram entre os R$ 3,86 (-1,78%) e os R$ 4,06 (+3,31%). O Ibovespa fechou a sessão em queda de 0,92%, aos 95.045,43 pontos.

BTG Pactual — A perspectiva continua desafiadora

Recomendação: Neutro
Preço-alvo: R$ 8,00

"A Via Varejo divulgou um conjunto fraco de resultados, com a receita líquida de R$ 6,3 bilhões ficando 7% abaixo de nossas estimativas"

"A margem bruta caiu 5,6 pontos percentuais, refletindo o ambiente competitivo, o fim da Lei do Bem e a menor penetração do CDC e de outros serviços no trimestre"

"No todo, apesar da redução nas despesas com vendas, gerais e administrativas e do desempenho fraco das ações neste ano, os resultados trimestrais e os riscos de execução devem impedir uma grande variação nos papéis no curto prazo"

Itaú BBA — A recuperação do crescimento ainda está por vir

Recomendação: Outperform (compra)
Preço-alvo: R$ 6,50

"Tanto o crescimento das vendas no conceito mesmas lojas (SSS) quanto o montante transacionado (GMV) ficaram ligeiramente abaixo de nossas estimativas"

"A rentabilidade foi impulsionada por uma redução nas despesas com vendas, gerais e administrativas (SG&A), gerando uma menor contração na margem Ebitda"

"Parece que a companhia está dando passos importantes para entregar suas três principais prioridades no momento: a recuperação nas vendas, a redução nos custos e a estabilização em seus sistemas"

"Permanecemos otimistas quanto ao cumprimento do guidance da Via Varejo para 2019"

Bradesco BBI — A receita e a margem bruta permaneceram fracas no trimestre

Recomendação: Neutro
Preço-alvo: R$ 5,00

"A Via Varejo reportou resultados fracas no primeiro trimestre, embora valha a pena destacar que as expectativas em relação ao balanço eram bastante baixas"

"Apesar de reconhecermos o progresso feito pela companhia para reduzir as despesas, acreditamos que os investidores devem questionar até que ponto esse processo é sustentável, a medida que a empresa retoma seu crescimento"

"Os próximos trimestres serão importantes para o mercado avaliar melhor a evolução do turnaround da empresa e validar seu roteiro para retomar o crescimento"

"Se o progresso alcançado neste trimestre for suficiente para gerar uma recuperação sustentável de receita e rentabilidade, acreditamos que o segundo trimestre precisa mostrar expansão de margens"

Safra — Resultados ainda mais fracos

Recomendação: Neutro
Preço-alvo: R$ 6,60

"Os resultados foram negativos e ficaram abaixo de nossas estimativas, que já eram conservadoras"

"Apesar do ambiente macroeconômico ainda desafiador e da competição, o balanço reflete algum legado de 2018, quando foi promovido um ajuste nos estoques, sistemas e no modelo de incentivo de lojas"

"Em breve iremos atualizar nosso modelo para incorporar esses resultados mais fracos. Por enquanto, permanecemos com nosso rating neutro, com base nos riscos de execução e viés de baixa em nossas estimativas".

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Ibovespa fecha setembro no azul, o potencial da Weg (WEGE3) e a semana do bitcoin; confira os destaques do dia

30 de setembro de 2022 - 19:19

O último pregão do mês foi também o último antes da definição do primeiro turno das eleições presidenciais de 2022. Apesar disso, levou um tempo até que a política fosse o principal gatilho para os negócios.  Isso porque o debate final entre os candidatos à chefia do Executivo não trouxe grandes mudanças no cenário-base, já […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa fecha setembro no azul por um triz após nova onda do ‘efeito Meirelles’; dólar vai a R$ 5,39

30 de setembro de 2022 - 18:53

O Ibovespa deixou a política parcialmente de lado no último pregão antes do pleito de domingo

Balanço do mês

Os melhores investimentos de setembro: dólar tem a maior alta do mês, e Brasil vai na contramão do mundo com valorização de quase todos os ativos

30 de setembro de 2022 - 18:42

Títulos prefixados vêm logo em seguida, beneficiados pelo fim do ciclo de alta da Selic no Brasil. Veja o ranking completo dos melhores e piores investimentos do mês

EFEITO MEIRELLES 2.0

Bolsa amplia alta e Magazine Luiza (MGLU3) dispara com novo rumor sobre Henrique Meirelles no governo em caso de vitória do petista

30 de setembro de 2022 - 16:01

Descolando de seus pares internacionais, a bolsa brasileira opera em forte alta, mas o grande destaque fica com a curva de juros e a disparada de ações do setor de consumo

É HORA DE COMPRAR?

Morgan Stanley altera recomendação da Weg (WEGE3) de venda para compra e papel sobe mais de 6%

30 de setembro de 2022 - 15:51

Na avaliação dos analistas, a Weg (WEGE3) tende a se beneficiar das tendências de automação, eletrificação e descarbonização do mercado e pode subir 29,3%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies