2019-10-16T17:31:06-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Juros

Selic abaixo de 4%? Itaú Asset acredita em 3,75% em 2020

Descontando a inflação esperada dessa projeção para a Selic, temos juro real próximo de zero. Na verdade, um toquinho de 0,14% ao ano

16 de outubro de 2019
17:31
Touros e Ursos Capa Podcast – Selic Queda – Baixa
Imagem: Seu Dinheiro / Shutterstock

Causou certo debate entre meus amigos de mercado a atualização de projeção para a Selic feita pelo time do Itaú Asset Management. A casa responsável pela gestão de recursos do grupo reduziu de 4,75% para 4% o juro básico no fim de 2019, e cortou de 4,5% para 3,75% a taxa no encerramento de 2020.

A projeção para o ano implica em uma aceleração no ritmo de redução de meio ponto para dois cortes de 75 pontos-base nos encontros de outubro e dezembro do Comitê de Política Monetária (Copom). Atualmente o juro básico está em 5,5% ao ano.

Com relação aos cortes de 2020, não temos pistas de como eles ocorreriam ao longo do ano. Mas tal prognóstico de juro a 3,75% implica que passaríamos a trabalhar com um juro real (descontando da inflação espera) próximo de zero. Na verdade, teríamos um toquinho de juro real de 0,14% ao ano. Atualmente estamos ao redor de 1% de juro real. Olha o desafio de rentabilizar nossos investimentos em um ambiente desses. Só para dar um parâmetro, quando o BC começou a reduzir a Selic de 14,25% em outubro de 2016, o juro real estava ao redor de 7%.

Juro baixo, com inflação nas metas é um cenário a se comemorar, mas que vai exigir cada vez mais dedicação dos investidores. Deixo umas dicas de leitura sobre investimentos com Selic nesses patamares. Há dicas para investidores conservadores e para os de perfil mais arrojado. Também deixo como sugestão o nosso e-book sobre investimentos em bolsa de valores. Além desse guia completo sobre investimentos em ações.

Juro para baixo, PIB para cima

De volta às projeções, no lado da inflação, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que baliza o regime de metas, fecha 2019 em 3,3% e sobe a 3,6% em 2020. As metas são de 4,25% para este ano e de 4% para o seguinte. Isso considerando dólar de R$ 4,10 neste ano e de R$ 4,20 no próximo.

No lado do crescimento, o Produto Interno Bruto (PIB) deve crescer 1% agora em 2019 e dar um salto para 3% em 2020 (era 2,8% anteriormente, já acima da mediana do mercado).

 

Na segunda-feira, quem chamou a atenção foi a equipe do Itaú Unibanco, que revisou projeção de juro básico de 5% para 4,5% em 2019 e para 4% em 2020. Até então, o banco acreditava em 5% para os dois anos.

Também na segunda-feira, o Banco Fibra apresentou sua projeção de Selic a 4% no fim do ano que vem, não descartando juro ainda menor.

Por trás dessas projeções está a convicção de uma inflação comportada, expectativas ancoradas nas metas, continuidade do processo de ajuste fiscal e de um crescimento econômico muito aquém do potencial.

Comentamos que atividade claudicante e inflação rastejando abaixo das metas levaria o mercado a uma corrida para ver quem projeta a Selic mais baixa. Quem terá de arbitrar essa corrida e balizar as expectativas é o próprio Banco Central (BC) por meio de sua comunicação.

Outro desafio que recai sobre o BC é explicar como que com o custo do dinheiro em 5% AO ANO ou menos, as taxas aos consumidores finais beiram os 5% AO MÊS, quando não 10% ou mais dependendo do produto.

Há um trabalho em marcha para aumento da competição no setor financeiro e melhorar as garantias nas operações de crédito. Mas alguns pontos ainda avançam muito lentamente, como elevada tributação, baixa recuperação em caso de calote e falta de um entendimento jurídico único sobre casos de inadimplência.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

A Petrobras (PETR4) está a dois dias de ‘fechar as portas’ para os super dividendos: você tem até 11 de agosto — descubra se vale a pena comprar as ações para embolsar a bolada

9 de agosto de 2022 - 11:28

Depois do dia 11 de agosto, quem comprar as ações da Petrobras (PETR4) não terá mais direito à bolada de dividendos que a petroleira pagará; a analista Larissa Quaresma responde se comprar os papéis só pra receber a grana vale a pena

Market Makers

Precisamos falar de múltiplo: Saiba como identificar se uma ação está barata na bolsa

9 de agosto de 2022 - 9:34

Existem três formas de ganhar dinheiro com ações. Uma delas é com o crescimento do lucro por ação. Mas é preciso interpretar corretamente o múltiplo Preço/Lucro (P/L) de uma empresa

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa reverte otimismo inicial e acelera queda; dólar vira e passa a subir

9 de agosto de 2022 - 9:12

RESUMO DO DIA: Os investidores permanecem de olho nos dados de inflação dos Estados Unidos, divulgados na próxima quarta-feira (10). Por aqui, o Ibovespa reage aos dados do IPCA de julho e nas disputas políticas antes do início da campanha eleitoral oficial. Acompanhe por aqui o que mexe com a bolsa, o dólar e os demais […]

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de lucro acima de 9% em swing trade com a Helbor (HBOR3); confira a recomendação

9 de agosto de 2022 - 8:26

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Helbor (HBOR3). Saiba mais detalhes

O melhor do Seu Dinheiro

Os sons do silêncio nas bolsas: Saiba como interpretar os ruídos dos mercados que mexem com os seus investimentos hoje

9 de agosto de 2022 - 8:24

De olhos e ouvidos atentos aos dados da inflação, investidores os juntarão ao quebra-cabeças da ata da última reunião do Copom

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies