Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-12-05T12:49:01-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
INVESTIDORES ATENTOS

4 fatos que mexem com o Ibovespa na próxima semana — incluindo Copom e IPO do Nubank

O principal índice acionário brasileiro terá um calendário cheio de eventos e dados econômicos para digerir ao longo dos próximos dias

5 de dezembro de 2021
14:18 - atualizado às 12:49
Ibovespa

Após uma primeira semana de dezembro que terminou com ganhos - mas abaixo dos 105 mil pontos - o Ibovespa reinicia as negociações amanhã (6) com um calendário cheio de eventos e dados econômicos para digerir ao longo dos próximos dias.

Entre os destaques, está a última reunião do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) neste ano, a volta da PEC dos precatórios à Câmara dos Deputados, os dados sobre a inflação em novembro e a definição do preço por ação para o IPO do Nubank, um dos mais aguardados dos últimos anos.

Confira os detalhes de cada um dos eventos abaixo:

1. Reunião do Copom

A tensão pré-Copom não deve influenciar tanto o Ibovespa no início da semana. Isso porque, depois de alterar o plano de voo na última reunião, o BC deve manter a nova rota estabelecida para sua última decisão sobre a Selic neste ano.

O comitê elevou a taxa básica de juros em 1,5 ponto percentual, para 7,75% ao ano, em outubro e "contratou" um aumento da mesma magnitude para o encontro dessa semana. Se confirmada na quarta-feira (8), essa será a sétima alta consecutiva da Selic, que terminará o ano em 9,25%, seu nível mais alto em quase quatro anos e meio.

E não deve parar por aí: com a inflação pressionando, o JP Morgan acredita que o Banco Central manterá o tom duro na comunicação pós-decisão e sinalizará outro ajuste de 1,5 p.p. na primeira reunião de 2022, marcada para fevereiro.

2. PEC dos precatórios de volta à Câmara

Custou a ir ao plenário, mas, depois de dois adiamentos, a PEC dos precatórios foi aprovada no Senado e volta à Câmara nesta semana. Os investidores ficarão atentos às reações dos deputados às mudanças propostas pelos colegas senadores.

O Ibovespa também deverá repercutir o ritmo adotado para a tramitação do texto na Casa. A proposta, que prevê o adiamento das dívidas judiciais da União para liberar espaço no Orçamento, precisa novamente de uma aprovação em dois turnos antes de seguir para a promulgação.

Não há perspectivas de que a PEC seja votada ainda na próxima semana, mas os investidores esperam, no mínimo, a definição de uma data para a ida ao plenário.

3. IPO do Nubank

O IPO (Oferta Pública Inicial, da sigla em inglês) mais badalado de 2021 chega a um ponto crucial na próxima quarta-feira (8): a fixação do preço por ação. Neste dia, os investidores descobrirão quanto é necessário para garantir um "pedacinho" do Nubank.

A faixa indicativa vai de US$ 8 a US$ 9 por ação ordinária classe A e R$ 7,45 a R$ 8,38 por BDR. Com isso, o banco digital pode captar entre US$ 2,3 bilhões e US$ 3,4 bilhões, o equivalente a cerca de R$ 13 bilhões a R$ 18,9 bilhões, e chegar ao mercado valendo em torno de US$ 40 bilhões.

O período de reserva das ações vai termina na próxima terça-feira (7) e a negociação dos papéis na B3, sob o código NUBR33, começa na quinta-feira (9).

Ficou na dúvida se vale a pena ou não participar? Nesta matéria te contamos tudo o que você precisa saber sobre o IPO do Nubank e se vale a pena investir ou não.

4. Inflação em novembro

Passado o turbilhão do Copom e Nubank, os investidores conhecerão o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de novembro na sexta-feira (10). Nos últimos meses, o indicador calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vem surpreendendo e amargando o Ibovespa com altas acima do esperado pelos analistas.

E, segundo indica a prévia oficial do IBGE, essa será mais uma ocasião com números indigestos. O IPCA-15 registrou alta de 1,17% em novembro, é o maior para o mês desde 2002, quando avançou 2,08%. A alta já é de 9,57% em 2021, enquanto no acumulado dos últimos 12 meses o índice sobe 10,73%.

Ainda na sexta-feira, o mercado também receberá dados sobre a alta dos preços nos Estados Unidos. Apesar de passar longe dos patamares brasileiros, a inflação também preocupa por lá. O presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, já até abandou o discurso de "inflação transitória" que vinha sustentando até agora.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

TECHS SOFREM

Por que a alta dos juros nos EUA derruba as ações de Locaweb (LWSA3) e Inter (BIDI11) na B3?

O movimento com as ações ligadas ao setor de tecnologia na B3 ocorre desde o início do ano. Os papéis da Locaweb, por exemplo, acumulam queda de 40% apenas nos primeiros dias de 2022

FOLLOW ON

BRF definirá dia 1º preço da ação no follow on, que pode girar cerca de R$ 8 bi

A operação pode abrir o caminho para a Marfrig assumir o controle da BRF

Fatia maior

Gestora Alaska aumenta participação na Cogna (COGN3) para mais de 15%, e ação dispara

Papel tem uma das maiores altas do Ibovespa depois que gestora de Henrique Bredda e Luiz Alves Paes de Barros informou ter adquirido mais ações na companhia de educação

O PLAYSTATION QUE SE CUIDE

Em guerra pelo metaverso, Microsoft compra fabricante do ‘Call of Duty’ e do ‘Candy Crush’ por R$ 380 bilhões

Aquisição da Activision Blizzard pela empresa fundada por Bill Gates é a maior da história do setor de games

BITCOIN (BTC) HOJE

‘Freakconomics’ 2.0: atentado nos Emirados Árabes faz bitcoin (BTC) cair; entenda o que mais movimenta as criptomoedas hoje

Avanço do petróleo, valorização dos Treasuries, queda das bolsas e pressão no bitcoin: tudo está conectado ao atentado de hoje

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies