Menu
2019-09-30T10:24:33-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
cada vez mais baixa

Mercado projeta Selic abaixo de 5% ao ano em 2019

Nova estimativa, que consta no Boletim Focus, é de 4,75%, ante 5% da semana passada; projeção para 2020 segue em 5% ao ano; veja outros números

30 de setembro de 2019
9:09 - atualizado às 10:24
pib crescimento
Imagem: Shutterstock

O boletim Focus divulgado nesta segunda-feira, 30, estima que a taxa básica de juros, a Selic, deve ser de 4,75% em 2019. A previsão da semana passada era de 5% ao ano.

  • Veja agora: Pela primeira vez em 42 anos, um dos maiores grafistas do Brasil vai revelar seus segredos para ganhar no mercado de criptomoedas. Leia mais aqui

Em relação a 2020, os economistas do mercado financeiro mantiveram a projeção da semana passada, de 5% ao ano. No ano seguinte, a expectativa é que a Selic fique em 6,50%, ante 6,75%. A projeção para 2022 permaneceu em 7% ao ano.

No último dia 18, o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, fixou a taxa básica de juros em 5,5% ao ano, uma nova mínima histórica. Além de sinalizar novos cortes.

A taxa básica de juros é usada no controle da inflação. Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato -com incentivo à produção e ao consumo, diminuindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica.

Quando o Comitê de Política Monetária aumenta a Selic, a finalidade é conter a demanda aquecida e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

IPCA

Os economistas do mercado financeiro alteraram levemente a previsão para o IPCA - o índice oficial de preços - em 2019. O Focus mostrou que a mediana para o IPCA mudou de 3,44% para 3,43%. A projeção para o índice em 2020 passou de 3,80% para 3,79%.

O relatório Focus trouxe ainda a projeção para o IPCA em 2021, que seguiu em 3,75%. No caso de 2022, a expectativa permaneceu em 3,50%.

PIB e Câmbio

O boletim Focus ainda estima um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019 de 0,87%, mesma previsão da semana passada. Para 2020, a estimativa dos economistas segue em 2%. No segundo semestre, a economia avançou 0,4%.

O relatório de mercado Focus mostrou alteração no cenário para a moeda norte-americana em 2019. A mediana das expectativas para o câmbio no fim deste ano foi de R$ 3,95 para R$ 4. Para o próximo ano, a projeção para o câmbio passou de R$ 3,90 para R$ 3,91.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

seu dinheiro na sua noite

ESG no Brasil é conversa pra boi dormir?

Na última quinta-feira, véspera do Dia da Consciência Negra, o País ficou horrorizado com a morte de João Alberto de Freitas, homem negro que foi espancado por seguranças de uma loja da rede Carrefour em Porto Alegre. Não foi o primeiro incidente em uma loja da companhia a ganhar o noticiário policial. Desta vez, o […]

diante da crise

Anac aprova reequilíbrio de R$ 1,27 bilhão para quatro aeroportos

Terminais que foram beneficiados foram os aeroportos internacionais de Guarulhos (R$ 854,9 milhões), Brasília (R$ 184,8 milhões), Salvador (R$ 114,9 milhões) e Confins (R$ 111,1 milhões)

últimos capítulos

Centro de treinamento de pilotos da Varig vai a leilão

Funcionários, que esperam há 14 anos por uma solução para o pagamento de indenizações, querem que 80% do valor arrecadado seja rateado entre os 13 mil ex-empregados

Mudou o chefe

Novo diretor da CVM é a favor do voto plural e fim da exclusividade de autônomos

Aos 38 anos, o advogado tomou posse no cargo nesta terça-feira, 24, e participará de discussões relevantes como a reforma dos regimes de ofertas públicas

novo dia de ganhos

Ibovespa se aproxima dos 110 mil pontos com disparada de blue chips em meio à transição de Biden e vacina

Índice fecha perto das máximas, em sessão liderada por ações de administradoras de shoppings. Dólar prossegue em trajetória de queda em novembro, enquanto juros curtos sobem com IPCA-15 maior do que o esperado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies