Menu
2021-12-20T08:06:02-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
Segredos da Bolsa

Esquenta dos mercados: Semana do Natal conta com dados de inflação e PIB dos Estados Unidos; covid-19 segue no radar

O medo da variante ômicron deve seguir ao longo dos próximos dias; as bolsas pelo mundo seguem pressionadas com cautela

20 de dezembro de 2021
8:05 - atualizado às 8:06
Papai Noel observa gráfico de alta
A covid-19 segue como pano de fundo para as bolsas esta semana.

Estamos a uma semana do Natal e duas do Ano Novo. Muitas pessoas já retiram as camisas, saltos altos e outras vestimentas de trabalho e colocam as roupas mais confortáveis para passar com a família nos próximos dias.

Mas as preocupações dos festeiros e dos mercados, que devem seguir a todo vapor até os últimos dias de 2021, devem ser as mesmas: a variante ômicron se espalha pela Europa, que já iniciou uma série de restrições antes dos feriados. 

A semana que começa nesta segunda-feira (20) será mais curta, com as principais bolsas pelo mundo fechadas na sexta-feira (24). Mesmo assim, os investidores devem digerir dados inflacionários aqui e nos Estados Unidos. 

Mesmo com os próximos dias mais esvaziados de notícias, o PIB do 3º trimestre dos EUA também deve chamar a atenção na quarta e ajudar o Federal Reserve a ajustar a política monetária à nova fase da retomada econômica. 

Confira o que deve movimentar a bolsa hoje:

Covid-19: ômicron volta a pesar nas bolsas

Os principais índices pelo mundo sentem os temores envolvendo o avanço da variante ômicron pela Europa e Ásia. Diversos países do Velho Continente levantaram barreiras contra a covid-19 antes das festividades de final de ano. 

Outros países onde a vacinação com duas doses já está mais avançada correm para conseguir ampliar a cobertura com três doses do imunizante, que amplia a eficácia contra a ômicron, de acordo com estudos preliminares. 

No Brasil, a polêmica do final de semana envolve a vacinação de crianças e o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Imunização infantil

Diretores da Anvisa receberam novas ameaças após técnicos do órgão liberarem a vacinação para crianças. Bolsonaro foi contra a determinação da agência nacional de vigilância sanitária de imunizar a população entre 5 e 11 anos, o que gerou uma reação dos apoiadores do presidente contra a medida. 

Com isso, o Ministério da Saúde adiou a decisão sobre inserir ou não o públic infantil no Programa Nacional de Imunização. De acordo com o ministro da pasta, Marcelo Queiroga, haverá uma consulta pública sobre o assunto.

Queiroga ainda anunciou a redução de 5 para 4 meses da dose de reforço contra a covid-19 para conter o avanço da ômicron. 

Dragão de natal

Quinta-feira (24) será o dia da inflação: a divulgação dos dados de preços ao consumidor nos Estados Unidos e no Brasil deve mexer com os investidores nos próximos dias.

Na semana passada, os Bancos Centrais elevaram o tom contra a inflação, alguns inclusive já elevando os juros em suas últimas reuniões de 2021. 

Inflação e PIB do 3º tri

Os investidores internacionais ainda terão uma semana cheia pela frente antes de poder sentar à mesa com o Bom Velhinho. 

Na quarta-feira (23) serão divulgados os dados de preços ao consumidor (PCE, em inglês) dos Estados Unidos no trimestre. No mesmo dia, a atividade econômica medida pelo PIB do 3º tri também deve movimentar os negócios. 

Quinta-feira (24) os investidores conhecerão o PCE e o núcleo do PCE anual e mensal. Este é o dado preferido do Federal Reserve para decidir sobre a política monetária do BC americano. 

Na última reunião, o presidente do Fed, Jerome Powell, abandonou o discurso de inflação transitória e acelerou a retirada de estímulos da economia, movimento conhecido como tapering. Uma alta mais intensa do PCE pode culminar em uma elevação dos juros antes do esperado pelo mercado. 

Sinal fechado

Durante o final de semana, o senador americano Joe Manchin (democrata) declarou oposição à proposta BBB (Build Back Better, “construindo de novo e melhor”, em tradução livre) do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

A proposta envolve gastos de cerca de US$ 2 trilhões para investimento em saúde, educação e combate às mudanças climáticas. Manchin, que fez uma declaração por escrito após reiterar sua posição em entrevista à Fox News, expressou preocupação com o projeto, em especial no ponto em que trata do avanço da inflação e da dívida americana. 

Bolsas pelo mundo

As preocupações com a covid-19 pressionaram os índices da Ásia, que encerraram o pregão desta segunda-feira em baixa, diante da ameaça da ômicron de se espalhar durante as festas de final de ano. 

De maneira semelhante, as bolsas da Europa também abriram em baixa hoje, de olho nas restrições impostas pelos países às festas de final de ano.

Por fim, os futuros de Nova York também recuam com força antes da abertura do pregão nesta segunda. 

Agenda da semana

Segunda-feira (20)

  • Banco CEntral: Boletim Focus Semanal (8h)
  • Economia: Balança comercial semanal (15h)

Terça-feira (21)

  • Zona do Euro: Comissão Europeia divulga índice de confiança do consumidor preliminar de dezembro (12h)
  • Estados Unidos: Estoques de petróleo (19h30)

Quarta-feira (22)

  • FGV: Confiança do consumidor de dezembro (8h)
  • Estados Unidos: Índice de atividade nacional em novembro (10h30)
  • Estados Unidos: PIB do terceiro trimestre (10h30)
  • Estados Unidos: PCE e Núcleo do PCE no trimestre (10h30)
  • Banco Central: Relatório mensal da dívida pública federal (14h30)

Quinta-feira (23)

  • IBGE: IPCA-15 de dezembro (10h)
  • Estados Unidos: Pedidos de auxílio-desemprego  (10h30)
  • Estados Unidos: PCE e Núcleo do PCE (10h30)

Sexta-feira (24)

  • Véspera de Natal: Feriado mantém as bolsas dos Estados Unidos e Brasil fechadas
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

PRECAUÇÃO EXTRA

Cautela demais atrapalha os negócios? Não para o Bradesco (BBDC4): banco cria nova vice-presidência focada na gestão de riscos

A nova vertical abrangerá as áreas de compliance, conduta, ética e demais setores ligados à gestão de ameaças corporativas

FECHAMENTO DOS MERCADOS

Ibovespa ignora tensão pré-Fed e sobe mais de 2%, fechando no melhor nível desde outubro; dólar volta aos R$ 5,43

O dia tinha tudo para ser como ontem, mas o Ibovespa encontrou forças para voltar aos 110 mil pontos e recuperar as perdas da semana

CRIPTOMOEDAS HOJE

Bitcoin (BTC) sobe forte e apaga parte da queda brusca na semana; veja como operam as principais criptomoedas do mercado

Como outros ativos do risco, a moeda digital também foi afetada pelas tensões entre entre Ucrânia e Rússia nos últimos dias, mas encontrou fôlego para avançar hoje

INTERRUPÇÃO TEMPORÁRIA

Banco Central suspende sistema para consulta de dinheiro ‘esquecido’ em bancos; veja o que está por trás do bloqueio

O BC precisou interromper o funcionamento do sistema lançado ontem após enfrentar instabilidades geradas pelo grande volume de acessos

NOVA DEBANDADA?

Mais um técnico da área de Orçamento da Economia deixa cargo e expõe novo desgaste na equipe de Paulo Guedes

O movimento de saída é comum no último ano de governo, mas agora tem ocorrido mais cedo, ainda no primeiro mês de 2022

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies