Menu
2019-07-22T08:14:15-03:00
Batalha pelo seu dinheiro

Seguradoras buscam clientes com opção de aporte menor

Seguradoras apostam em novos produtos para conquistar clientes, como a estratégia de aportes mensais menores e opções de fundos que tomam maior risco para o investimento, tanto em renda fixa quanto variável

22 de julho de 2019
8:14
dinheiro; debênture
Imagem: Shutterstock

Enquanto o mercado de previdência privada demonstra estagnação em número de contribuintes e os montantes acumulados nos fundos já não crescem como no passado, seguradoras apostam em novos produtos para conquistar clientes. A estratégia agora está em aportes mensais menores e opções de fundos que tomam maior risco para o investimento, tanto em renda fixa quanto variável.

A busca por investidores com aporte menor foi o que motivou a Brasilprev, empresa do Banco do Brasil líder do mercado de previdência complementar, a lançar em setembro o Brasil Prev Fácil, no qual é possível investir mensalmente R$ 100 - aporte que até era possível antes, mas que agora tem taxas reduzidas e condições simplificadas. Já foram fechados 175 mil novos planos nessa modalidade para 160 mil novos clientes.

"Os planos de previdência, em geral, são difíceis de entender. O investidor tem de fazer escolhas entre tipos diferentes de tributação, se converterá em renda ou não, se deve tomar mais ou menos risco, são muitas variáveis. Os clientes pensam em investir para aposentadoria, mas a complexidade do assunto dificulta. Vimos que essa opção simplificada atraiu mais pessoas", explica Marcelo Wagner, diretor financeiro da Brasilprev.

Nesse produto, o cliente é direcionado para um plano VGBL, no qual a tributação é aplicada sobre o ganho de capital, e que é indicado para quem faz a declaração simplificada do Imposto de Renda.

"É muito difícil alguém se arrepender da opção VGBL. Para contratar um PGBL (opção indicada para quem faz declaração completa do IR e que possibilita desconto na tributação), a pessoa tem de estar mais convicta. O VGBL possibilita também que, no caso de resgate do dinheiro, a carga tributária não seja tão alta", explica Wagner. O investimento do plano é em um fundo de renda fixa que pode adquirir títulos mais longos do Tesouro, além de opções pós-fixadas.

Na mesma linha, a Bradesco Seguros lançou em maio um plano com aporte mínimo mensal de R$ 50, que também investe em renda fixa.

Para Joelson Sampaio, coordenador do curso de Economia da Fundação Getulio Vargas em São Paulo (EESP/FGV), dos investimentos de longo prazo, a previdência privada ainda é a mais simples para o investidor iniciante se educar para poupar. Ele acredita que a queda de popularidade do investimento tem mais a ver com a crise financeira do País, que reduziu a capacidade de poupança, do que especificamente com a qualidade dos produtos

Risco

Por outro lado, focadas em maior rentabilidade, algumas seguradoras têm apostado em fundos para clientes que tomam mais risco, em virtude da tendência global de juros mais baixos. "Temos visto um interesse crescente em fundos multimercados e maior apetite por risco. Por isso, temos orçado produtos mais agressivos", diz Cal Constantino, gestor de fundos de previdência da Santander Asset Management.

Em dezembro, a seguradora do Santander lançou um produto de renda fixa com gestão ativa, no qual a carteira pode ser turbinada com mais risco, de acordo com o momento do mercado. "Vivemos um período de otimismo, com inflação controlada, tendência de corte de juros e avanço das reformas. Por isso, trabalhamos com risco mais elevado e rendimento de 135% do CDI", explica Constantino.

A Caixa Seguros lançou no fim do ano a opção de previdência com fundos multimercado de estratégia livre para grandes investidores. Uma carteira que permite alocações em título públicos e privados, moedas estrangeiras e renda variável. A estratégia está em aproveitar o longo prazo para que os ganhos superem as perdas que produtos mais arriscados podem trazer.

Diversificação

A Icatu, que, diz ter aumentado em 132% suas captações líquidas de janeiro a maio em relação ao mesmo período de 2018, aposta na democratização dos planos de previdência e na educação financeira para a melhor compreensão de risco e renda variável. "Os planos deveriam se adequar a todos os tipos de renda e perfis de investidores. Temos a possibilidade de aportes mensais de R$ 100 há dois ou três anos", afirma Henrique Diniz, superintendente de Previdência da Icatu. Joelson Sampaio, da FGV, acredita que o avanço da reforma da Previdência deve aumentar a busca por esse investimento. "Ligou a luz amarela de que temos de nos preocupar com isso." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Queda no tráfego

Movimento em rodovias da Triunfo cai 13,9% na quarta semana de maio

O movimento de veículos leves recuou 77,3%, enquanto o tráfego de veículos pesados caiu 36,6%. Os dados se referem à Concebra, Concer, Transbrasiliana e Econorte

Termo de compromisso

BC multa Bradesco em R$ 92,2 milhões e solicita aprimoramento em operações de câmbio

A autarquia aplicou ainda multas de R$ 350 mil em oito funcionários do Bradesco. Os valores devem ser pagos em até 30 dias

Otimismo na bolsa

Ibovespa ignora tensões sociais e sobe mais de 1%, amparado na agenda econômica

O Ibovespa abriu o mês no campo positivo e foi às máximas desde 10 de março, sustentado pelos indicadores econômicos mais fortes na China e nos EUA. O dólar, por outro lado, teve um dia mais pressionado, colocando na conta as manifestações nos EUA e no Brasil

Pesquisa energética

Consumo de energia cai 6,6% em abril, diz EPE

O setor comercial foi o mais atingido, com queda de 17,9%, seguido pela indústria, com perda de 12,4% no consumo. Já o setor residencial subiu 6%, sinalizando aumento da demanda trazida pelo isolamento social, que obrigou as pessoas a ficarem mais em casa

LIÇÕES SOBRE INVESTIMENTOS

Senna, o barbeiro de Mônaco, já tocou minha campainha

Mesmo os tricampeões mundiais cometem erros de vez em quando. Neste texto, Felipe Paletta mostra como a inteligência emocional pode contribuir com você para tomar melhores decisões de investimentos. Dimensionando o risco, você pode ir mais longe.

Impacto do coronavírus

Balança comercial tem superávit de US$ 4,548 bilhões em maio, queda de 19,1%

Com queda nas exportações e, em menor volume, nas importações, a balança comercial brasileira registrou saldo positivo de US$ 4,548 bilhões em maio

Retorno das operações

32 shoppings reabrem no interior de SP e país já tem 211 ativos, diz Abrasce

Com a flexibilização das regras para retomada das atividades comerciais no Estado de São Paulo, 32 shopping centers foram reabertos nesta segunda-feira, 1º, todos no interior, de acordo com levantamento da Associação Brasileira de Shopping Centers

Mudança de sentimento

Fluxo de capital para emergentes fica positivo em US$ 4,1 bilhões em maio, diz IIF

O resultado, porém, é inferior aos US$ 18,6 bilhões de abril. De qualquer modo, o IIF diz em relatório que houve nas últimas semanas uma “mudança de sentimento” em relação a esses países

Volta de atividades

Volkswagen retoma produção em São Bernardo do Campo em um turno

A fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo voltou a produzir nesta segunda-feira, 1º de junho, depois de dois meses em que a operação ficou suspensa por causa da pandemia do novo coronavírus

Campos Neto no Congresso

Presidente do BC diz que Brasil foi o que mais sofreu com desvalorização cambial

Campos Neto reforçou que o câmbio é flutuante no Brasil e que a autarquia realiza intervenções quando há “gap (lacuna) de liquidez”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements