Menu
2019-04-04T14:17:57-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Assumindo o papel de Bolsonaro

Paulo Guedes toma as rédeas da articulação pela reforma da Previdência, diz jornal

“Posto Ipiranga” assume as funções de Bolsonaro e de Onyx Lorenzoni na tentativa de melhorar a relação entre o Executivo e o Legislativo

28 de março de 2019
16:04 - atualizado às 14:17
O ministro da Economia Paulo Guedes, durante cerimônia de posse aos presidentes dos bancos públicos.
Guedes passará a liderar a articulação da reforma no Congresso - Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, é quem deve comandar as picapes da reforma da Previdência a partir de agora. De acordo com informações do jornal Valor Econômico, o "posto Ipiranga" vai assumir o papel do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, na articulação política do projeto.

Na prática, caberá a Guedes negociar com o Congresso as mudanças necessárias para que a reforma consiga ser aprovada. Mais cedo nesta quinta-feira, 28, o ministro almoçou com parlamentares na tentativa de "vender" a ideia da nova Previdência.

A notícia é vista com interesse tanto na ala política quanto no mercado financeiro. Há uma expectativa de que Guedes possa mudar o clima ruim que se instalou na última semana em Brasília, com Bolsonaro e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, trocando farpas públicas. Vale lembrar, inclusive, que Guedes é considerado uma ponte do Executivo com Maia pela proximidade que ambos têm.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

um viral que vale US$ 90 bi

Confira os 5 fatos que estão fazendo o Dogecoin subir (de novo) e passar a valer mais que a Petrobras

Valendo US$ 0,68 por unidade, o DOGE ficou próximo dos US$ 90 bilhões em valor de mercado

depois do gpa

Ações de Assaí ganham novo impulso após lucro da empresa dobrar; veja o que dizem os analistas

Lucro foi de R$ 240 milhões no primeiro trimestre, um pouco acima do esperado; mercado fala que há espaço para papéis subirem mais até o final do ano

Contribuintes atentos

Economia pede a Bolsonaro que vete o adiamento de prazo do Imposto de Renda para julho

A pasta argumenta que o novo adiamento impactaria a arrecadação da União e dos governos federais e poderia impedir até mesmo o pagamento de programas sociais de combate à pandemia

RADIO CASH

‘O centrão vai fazer o Bolsonaro sangrar e a esquerda trabalhar para ele. Isso é diabólico’, diz o economista Eduardo Giannetti

Em entrevista exclusiva ao podcast RadioCash, o economista opina sobre a conjuntura da CPI da Covid, eleições de 2022 e o impacto da política monetária global, confira:

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies