Menu
2019-06-11T09:08:55-03:00
por enquanto é não

EUA e China não fecharão acordo comercial definitivo na cúpula do G20, diz Ross

Secretário do Comércio dos Estados Unidos falou em entrevista à emissora americana CNBC,; negociações comerciais entre EUA e China foram interrompidas semanas atrás

11 de junho de 2019
9:08
China - Estados Unidos
Imagem: shutterstock

O Secretário do Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, disse hoje que não será possível americanos e chineses fecharem um acordo comercial definitivo durante a reunião de cúpula de líderes do G20 prevista para o fim deste mês, em Osaka, no Japão.

A expectativa é que os presidentes dos EUA, Donald Trump, e da China, Xi Jinping, se encontrem às margens da cúpula para discutir um acordo comercial bilateral, mas Pequim ainda não confirmou a presença do líder chinês.

Segundo Ross, que falou em entrevista à emissora americana CNBC, apenas um acerto de "alto nível" poderá ser alcançado em Osaka, do tipo que abra o caminho para avanços mais adiante.

As negociações comerciais entre EUA e China foram interrompidas semanas atrás.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

ALÉM DE MORTOS E FERIDOS...

Os ‘falidos’ do coronavírus: veja as empresas que quebraram na pandemia

Companhias aéreas foram as primeiras a sentir o baque, seguidas por empresas que dependem também do turismo ou de viagens corporativas. Varejistas com fraca presença no e-commerce também sofreram com a ausência de clientes.

dados do ministério da Economia

Estatais apresentaram resultado líquido de R$ 109,1 bilhões em 2019, alta de 53%

De acordo com balanço apresentado nesta quinta-feira pelo Ministério da Economia, isso representa um aumento de 53% em relação ao lucro de 2018 e é o maior valor desde 2008

solução eletrônica

Donas de shoppings investirão menos em expansão e mais em canais digitais

Em vez de priorizarem a construção de novas unidades (“greenfields”) ou a expansão da área dos estabelecimentos já em operação – principais vias de crescimento até então -, será dado cada vez mais peso na integração do comércio físico ao eletrônico

em meio à covid

Fluxo de pessoas em lojas físicas sobe 194% em junho; em shoppings, alta de 126%

No comparativo com junho do ano anterior, porém, o fluxo caiu 75,94% nos shopping centers e 70,94% nas lojas físicas

vice da república

Gestores dos fundos querem ver resultado na redução do desmatamento, diz Mourão

Após reunião com representantes de fundos estrangeiros, Mourão disse que eles não se comprometeram com investimentos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements