Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-11-25T09:51:14-03:00
Estadão Conteúdo
guerra comercial

China espera fechar acordo com EUA baseado em ‘respeito mútuo’, diz porta-voz

Geng Shuang, do Ministério de Relações Exteriores da China, reiterou que Pequim continua na expectativa de fechar um acordo comercial preliminar

25 de novembro de 2019
9:51
China/ EUA/ Guerra comercial
Imagem: Shutterstock

O porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China, Geng Shuang, reiterou hoje que Pequim continua na expectativa de fechar um acordo comercial preliminar com os Estados Unidos baseado no "respeito mútuo". "Esperamos que os EUA nos encontrem no meio do caminho", acrescentou.

Sobre uma recente decisão da Comissão Federal de Comunicações (FCC, pela sigla em inglês) dos EUA, de bloquear financiamento do governo para compras de serviços e equipamentos de duas empresas chinesas que supostamente ameaçam a segurança nacional, Geng disse que a iniciativa não vai ter o efeito aperfeiçoar a segurança nacional do país.

Na sexta-feira (22), a FCC propôs exigir que companhias americanas beneficiárias de subsídios federais deixem de utilizar equipamentos que já possuam das chinesas Huawei e ZTE.

"Eu gostaria de advertir certas pessoas nos EUA que se elas fecharem todas as portas sob o pretexto de segurança, elas vão acabar se isolando do mundo", afirmou o porta-voz. Fonte: Associated Press

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Fusão cheia de travas

Na Omega Geração (OMGE3), um grupo importante de acionistas está descontente — e quer barrar os planos da empresa

Fundos detentores de 28,6% da Omega Geração (OMGE3) se uniram e dizem que não vão aprovar a fusão com a Omega Distribuição nos termos atuais

Potencial de 36% de alta

Como fica a XP após a separação do Itaú? Para o JP Morgan, é hora de comprar as ações da corretora

A equipe do JP Morgan vê as pressões vendedoras nas ações da XP após a separação com o Itaú se dissipando; assim, a recomendação é de compra

Digitalização

A hora e a vez do e-commerce: com pandemia, comércio online mais que dobra e já chega a 21% das vendas do varejo

O fechamento das lojas físicas promovido pela pandemia fez o setor de varejo acelerar a aposta no e-commerce e nas vendas digitais

A bolsa como ela é

Stone, Inter e Méliuz caem forte na bolsa. É o fim das fintechs como as conhecemos?

Muito desse movimento tem a ver com a subida dos juros. Mas alguns fatores específicos também pesaram sobre as ações. Em alguns casos, pesaram com razão; em outros, nem tanto

Ajuste seu relógio

Pregão terá uma hora a mais a partir de novembro; entenda a mudança e veja a nova agenda da bolsa

As alterações começam a valer a partir do dia 8 de novembro; a B3 vai ajustar a bolsa para refletir o fim do horário de verão nos EUA

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies