Menu
2019-10-25T12:19:22-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Afina mais

Bolsonaro diz que Brasil e China estão ‘próximos de 100% afinados’ na questão econômica

“Nunca seremos 100% afinados (com a China), mas na questão econômica, acredito que estamos bem próximos disso”, afirmou o presidente brasileiro.

25 de outubro de 2019
12:19
Xi Jinping, presidente chinês, e Jair Bolsonaro, presidente do Brasil
Xi Jinping, presidente chinês, e Jair Bolsonaro, presidente do Brasil - Imagem: Shutterstock e Agência Brasil

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, após encontro com o presidente chinês Xi Jinping, que Brasil e China estão "próximos de 100% afinados" na questão econômica, e que questões políticas - inclusive as disputas entre China e Estados Unidos, outro país que Bolsonaro vê como importante aliado - serão discutidas "caso a caso".

"Nunca seremos 100% afinados (com a China), mas na questão econômica, acredito que estamos bem próximos disso", afirmou o presidente brasileiro.

A leilão da cessão onerosa é uma das questões econômicas em que parece haver alinhamento. De acordo com Bolsonaro, a China pode participar do próximo leilão. "As informações que eu tive são que a China tem interesse em participar. E é bom para todos nós", declarou.

O presidente brasileiro afirmou que na reunião também se falou do etanol.

Segundo Bolsonaro, o governo chinês se interessa no biocombustível por buscar cumprir metas de menor poluição e emissão de CO2. "Acredito que brevemente, estaremos exportando etanol para a China", completou.

Bolsonaro aproveitou para fazer elogios à carne brasileira - outro produto para o qual ele e a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, tentam abrir mercados.

"Ele (Xi Jinping) falou que gosta de churrasco e falou muito bem da carne brasileira. Eu espero que isso ecoe em todos os continentes e países do mundo - que a carne brasileira é inigualável", afirmou.

Na quinta-feira, 25, Tereza Cristina já declarou que novos frigoríficos brasileiros devem ser habilitados para exportar ao gigante asiático.

O presidente, ao elogiar a posição do embaixador chinês no Brasil em relação à "soberania brasileira" sobre a Amazônia, falou em "China única e Brasil único", ressaltando que, quando passou por Taiwan, "era apenas parlamentar e foi de passagem, nada oficial".

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

O melhor do seu dinheiro

Alguém chame os bombeiros

Hoje tivemos mais um dia de grande volatilidade nos mercados brasileiros, que entraram em parafuso com o temor de que o teto de gastos poderia vir a ser furado. Os investidores aguardam com grande ansiedade a votação da PEC Emergencial, aquela que permitirá o retorno do auxílio emergencial. E rumores de que ela seria desidratada […]

FECHAMENTO

Em dia de alta volatilidade, Lira salva Ibovespa de um fiasco e segura o dólar em R$ 5,66

A volatilidade reinou absoluta nesta quarta-feira (03) e mais uma vez Brasília foi responsável por movimentar os negócios no Brasil. Lá fora, o dia foi de cautela com a alta dos juros futuros

Luz no fim do túnel?

Ministério da Saúde avança em negociações com laboratórios para comprar vacinas

A declaração do MS foi dada pelo titular da pasta, Eduardo Pazuello, em reunião com a Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Crypto News

Bitcoin para leigos e descrentes também

Descrever algo tão complexo como o Bitcoin exige repertório, dedicação e um pouco de sedução de quem apresenta.

Ruim, mas nem tanto?

“É um dos países que menos caíram no mundo”, afirma Bolsonaro, sobre queda de 4% no PIB

Para Bolsonaro a queda do PIB só não foi maior devido a movimentação da economia gerada pelo auxílio emergencial.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies