Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-07-01T13:07:25-03:00
Estadão Conteúdo
em comunicado

BC da Argentina decide cortar taxa básica de juros a 58%

BC do país afirma que, em junho, foi cumprido pelo nono mês consecutivo a meta de base monetária. A média da base monetária foi de US$ 1,341 bilhão

1 de julho de 2019
13:00 - atualizado às 13:07
shutterstock_613679384 (1)
Banco Central da Argentina - Imagem: shutterstock

O Banco Central da Argentina (BCRA) decidiu nesta segunda-feira cortar a taxa básica de juros de 62,5%, patamar em que estava na sexta-feira, para 58%. Em comunicado, a entidade diz que, durante o mês de julho, 58% será a taxa mínima para a taxa de juros das Letras de Liquidez (LELIQ).

O BC afirma que, em junho, foi cumprido pelo nono mês consecutivo a meta de base monetária. A média da base monetária foi de US$ 1,341 bilhão, levemente abaixo da meta de US$ 1,343 bilhão. Para melhor administrar as condições de liquidez e contribuir para fortalecer a transmissão da taxa de juros das LELIQ, o BCRA decidiu reduzir em 3 pontos porcentuais a exigência de efetivo mínimo sobre depósitos a prazo fixo. Além disso, diz que entre agosto e outubro a base monetária será reduzida até compensar totalmente o efeito monetário.

Em seu comunicado, o BC afirma que a decisão sobre a taxa mínima da LELIQ é tomada para garantir que as mudanças anunciadas não impliquem um relaxamento das condições monetárias. O BC diz que absorverá a liquidez necessária para evitar que a taxa de juros de referência fique abaixo de 58%. "Esta redução na taxa mínima está em linha com a redução na taxa de inflação que vem se registrando nos últimos meses e que, de acordo com o Levantamento de Expectativas de Mercado, espera-se que continua em julho."

O BC ainda reafirmou sua decisão de manter os limites mínimos da zona de referência cambial em 39,755 e 51,448 pesos argentinos por dólar até 31 de dezembro. "A política de intervenção cambial anunciada em abril para o período entre abril e junho se estende para o mês de julho", diz a nota.

As decisões foram tomadas de modo unânime pelos dirigentes, diz o comunicado da instituição comandada por Guido Sandleris.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Me vê bitcoin

De olho no interesse dos clientes por bitcoin (BTC), Mastercard vai lançar plataforma que une criptomoedas com cartões de débito e crédito

Com essa integração, o cliente pode receber cashback em criptomoedas após compras no cartão de crédito, por exemplo

Exile on Wall Street

Felipe Miranda: Entre “O fim do Brasil —parte 2” e o começo da terceira via

Depois do desastre com o teto de gastos, o que podemos esperar de uma resolução que não envolva nem Lula nem Bolsonaro?

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje: Suas definições de “responsabilidade fiscal” foram atualizadas

A temporada de resultados brasileira, que começou na última sexta-feira, segue hoje com EcoRodovias, EDP Brasil, Neoenergia e TIM, após o fechamento do mercado. Enquanto isso, ao longo do dia, o presidente Jair Bolsonaro deverá lançar o Programa de Crescimento Verde, indicativo positivo para a COP26 de novembro

CRIPTOMOEDAS HOJE

Bitcoin (BTC) retoma os US$ 63 mil após cair na sexta-feira e outras criptomoedas sobem até 10% hoje; confira

Destaque para a Solana (SOL), que vem apresentando resultados acima da média das dez principais moedas do mundo

UM OLHO NO GATO, OUTRO NO PEIXE

Como a encrencada Evergrande pretende se inspirar em Elon Musk para sair da draga

Depois de depositar dinheiro devido a credores externos, fundador fala em deixar em segundo plano os empreendimentos imobiliários para investir em setores considerados mais promissores

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies