🔴 [TESTE GRÁTIS] 30 DIAS DE ACESSO A SÉRIE RENDA IMOBILIÁRIA – LIBERE AQUI

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
EMERGENTES EM APUROS

Sempre teremos Buenos Aires – ou Istambul: enquanto Argentina promove troca ministerial, inflação na Turquia dispara; entenda a situação

‘Fritura’ política é apontada como motivo para troca de ministro na Argentina; na Turquia, inflação atinge o maior nível de 1998

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
4 de julho de 2022
11:10 - atualizado às 12:03
Argentina, Turquia
Imagem: Pixabay

Sempre que você tiver a impressão de que as mazelas econômicas do Brasil passaram da conta, busque um pouco de conforto na Argentina e na Turquia.

Não que a economia brasileira esteja nadando de braçada. Nada disso. Mas argentinos e turcos parecem dispor de um talento adicional para fazer com que o Brasil até pareça um país sério.

Comecemos pela Turquia. Depois passaremos aos hermanos, conhecidos pelas inovações em termos de medidas econômicas.

Inflação se aproxima de 80% ao ano na Turquia

A taxa anual do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da Turquia atingiu 78,62% em junho.

Trata-se do maior nível desde setembro de 1998, segundo a TurkStat, como é conhecida a agência oficial de estatísticas do país eurasiático.

O resultado representa uma aceleração em relação à alta de 73,50% registrada em maio.

Na comparação mensal, a inflação acelerou a 4,95% em junho, de +2,98% no mês anterior.

Enquanto isso, na Argentina...

Silvina Batakis é a nova ministra da Economia da Argentina. Ela foi escolhida pelo presidente Alberto Fernández para comandar a pasta em substituição Martín Guzmán, que pediu demissão no sábado.

O anúncio foi feito na noite de ontem, via Twitter, pela porta-voz do governo argentino, Gabriela Cerruti.

"Batakis é uma renomada economista que cumpriu essa função na província de Buenos Aires entre 2011 e 2015", escreveu Cerruti.

À época, o ex-embaixador da Argentina no Brasil Daniel Scioli era o governador da província. Hoje ele é o ministro de Desenvolvimento Produtivo de Fernández.

Em sua conta no Twitter, Scioli elogiou a decisão e escreveu sobre Batakis: "uma pessoa de grande qualidade humana e extensa formação profissional. Uma trabalhadora incansável com um grande sentido de responsabilidade e uma experiência notável".

Em sua formação acadêmica constam: graduação em Economia pela Universidade Nacional de La Plata, mestrado em Finanças Públicas Provinciais pela mesma universidade e mestrado em Economia Ambiental pela Universidade de York, na Inglaterra.

Reação do mercado

A reação do mercado é percebida no mercado de câmbio.

Tanto o peso argentino quanto a lira turca operam em queda em relação ao dólar norte-americano.

Aceno do kirchnerismo

Para aplacar a crise política deflagrada pela renúncia de Martín Guzmán, o presidente Alberto Fernández escolheu como sucessora um nome próximo ao grupo liderado pela vice-presidente Cristina Kirchner.

A nova titular da pasta, Silvina Batakis, foi sugerida por Cristina, de acordo com a mídia argentina.

A economista de 53 anos circula há décadas entre círculos kirchneristas.

Entre 2011 e 2015, comandou a equipe econômica da província de Buenos Aires durante a gestão de Scioli, um dos principais aliados de Kirchner.

Quando se lançou candidato à presidência em 2015, Scioli sinalizou que designaria Batakis para o ministério da economia. Ele, no entanto, foi derrotado por Mauricio Macri.

Na Argentina, a fritura do ex-ministro

A escolha representa um aceno de Fernández a Cristina Kirchner.

Segundo o jornal El Cronista, os dois tiveram uma conversa telefônica por 25 minutos na noite de domingo, na qual a decisão teria sido comunicada.

A vice-presidente vinha fazendo duras críticas públicas à gestão de Guzmán, insatisfeita sobretudo com os planos de redução dos gastos públicos.

A diminuição do déficit fiscal era um das contrapartidas exigidas pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) para um programa de reestruturação de US$ 44 bilhões em dívida da argentina com o organismo multilateral.

Cristina expressou publicamente sua oposição aos termos do acordo e rejeitou a ideia de que a política econômica expansionista tenha sido responsável pela escalada da inflação no país.

Ao anunciar a renúncia, no sábado, Guzmán não citou especificamente os motivos que levaram à decisão, mas a carta em que comunicou a saída foi divulgada no mesmo momento em que Kirchner repetia críticas a ele.

*Com informações do Estadão Conteúdo.

Compartilhe

Reportagem especial

A gasolina baixou — mas, para os brasileiros, ainda vale a pena cruzar a fronteira e encher o tanque na Argentina

6 de setembro de 2022 - 6:06

A desvalorização cambial na Argentina, somada ao preço ainda alto da gasolina no Brasil, eleva o fluxo de motoristas na fronteira dos países

ATENTADO NA ARGENTINA

Lula, Ciro e Simone usam redes sociais para repudiar atentado a Cristina Kirchner; Bolsonaro ainda não se manifestou

2 de setembro de 2022 - 11:12

A tentativa de ataque a Cristina Kirchner ocorreu no fim da noite de ontem, quando a vice-presidente chegava a sua casa em Buenos Aires

Hermanos em crise

‘Fritado’ por Cristina Kirchner, ministro da Economia da Argentina renuncia; país toma medidas para conter a saída de dólares

3 de julho de 2022 - 13:17

Martín Guzmán pediu demissão em meio à crise política que contrapôs o presidente Alberto Fernández e o grupo liderado pela vice-presidente Cristina Kirchner

VIZINHO INCORRIGÍVEL

A Argentina ataca novamente: conheça o imposto inventado pelos hermanos para compensar o aumento dos auxílios

19 de abril de 2022 - 6:53

Imposto sobre ‘ganhos inesperados’ será cobrado de empresas com sede na Argentina com lucro líquido superior a 1 bilhão de pesos

Soy loco por ti America

Mirando além das fronteiras, Espaçolaser abre duas lojas próprias na Colômbia

23 de julho de 2021 - 6:51

Investimento feito foi de US$ 150 mil por unidade, e amplia estratégia de internacionalização voltada para a América Latina, de olho também em Argentina e Chile

retomada

PIB da Argentina sobe 2,6% no 1º trimestre

23 de junho de 2021 - 19:20

Na comparação com igual período do ano passado, o avanço foi de 2,5%

em encontro virtual

Ford prevê recuperação gradual da Argentina e anuncia investimento de US$ 580 milhões

1 de dezembro de 2020 - 18:44

Durante encontro virtual com jornalistas, presidente da montadora na América do Sul afirmou que a estabilização da inflação será chave na saída do país vizinho da crise

Marfrig compra produtora de hambúrgueres na Argentina por US$ 4,6 milhões

6 de outubro de 2020 - 9:18

Compra visa fortalecer portfólio de produtos de maior valor agregado e expandir operações no país vizinho

alternativas para o país

FMI confirma contato do governo da Argentina com pedido de novo pacote de ajuda

27 de agosto de 2020 - 6:33

Segundo a entidade, ambos discutiram os desafios da Argentina, inclusive no contexto da pandemia

alívio para o vizinho

Argentina fecha acordo com credores para reestruturação da dívida

4 de agosto de 2020 - 11:38

Governo “ajustará algumas das datas de pagamento” dos novos bônus estabelecidas na oferta de troca anunciada em 6 de julho

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies